Arquivo da tag: segredos

Confie Em Mim. Harlan Coben.

Harlan Coben é mestre em prender a atenção do leitor e criar histórias surpreendentes. Ele vai seduzir você na primeira página apenas para chocá-lo na última.” – Dan Brown, autor de O Código Da Vinci.

Preocupados com o comportamento cada vez mais distante de seu fillho Adam – principalmente depois do suicídio de seu melhor amigo, Spencer Hill -, o Dr. Mike Baye e sua esposa, Tia, decidem instalar um programa de monitoração no computador do garoto. Os primeiros relatórios não revelam nada importante. Porém, quando eles já começavam a se sentir mais tranqüilos, uma estranha mensagem muda completamente o rumo dos acontecimentos: “Fica de bico calado que a gente se safa.” Perto dali, a mãe de Spencer, Betsy, encontra uma foto que levanta suspeitas sobre as circunstâncias da morte de seu fillho. Ao contrário do que todos pensavam, ele não estava sozinho naquela noite fatídica. Teria sido mesmo suicídio? Para tornar o caso ainda mais estranho, Adam combina ir a um jogo com o pai, mas desaparece misteriosamente. Acreditando que o garoto está correndo grande perigo, Mike não medirá esforços para encontrá-lo.Quando duas mulheres são assassinadas, uma série de acontecimentos faz com que a vida de todas essas pessoas se cruzem de forma trágica, violenta e inesperada.

image

O livro Confie Em Mim do Harlan Coben é um dos melhores livros que já li do autor (ok eu só li três). Dono de uma escrita instigante que nos deixa entusiasmados, de queixo caído e com o coração acelerado, Harlan nos dá uma obra espetacular que envolve mistério, suspense, mentiras e muita ação.

Conheci esta obra de Coben quando estava lendo um pouco mais sobre o livro Redescobrindo Amélia de Kimberly McGreith (outro amorzinho do meu coração que em breve eu espero fazer uma resenha) e como eu estava bem impressionada com o que tinha acontecido no livro e já conhecia a escrita de Coben por Não Conte A Ninguém e me apaixonado então resolvi e o resultado foi igualmente ou até  superior

O livro se inicia funcionando como um dominó, onde uma coisa leva a outra de modo que parece que nada e tudo esta interligado ao mesmo tempo. Mike e Tia são pais como outros qualquer e mesmo que seja errado o que fizeram – espionar o filho – não posso negar que a situação que os fizeram tomar a decisão tinha sua valia. E isso me fez pensar e repensar no que de verdade eu conto para meus pais e se os segredos que escondo deles podem ser catastróficos.

É um livro magnífico de um autor sem palavras. Tudo se encaixa. Uma leitura inesquecível.

Titulo: Confie Em Mim
Titulo Original: Hold Tighet
Autor: Harlan Coben
Editora: Arqueiro
Ano: 2009
Avaliação: 🌟🌟🌟🌟🌟

Segunda Tag: Dias da Semana Em Livros

Oi gente!

Hoje eu resolvi fazer a segunda tag do blog que vai inaugurar a saída de tags sempre no ultimo dia do mês para vocês.

Ontem eu estava vendo os videos da Pâmela Gonçalves do Garota It e durante eu encontrei uma tag bem bacana que ela fez tem um tempo e que vou repetir aqui no blog. A tag chama Dias da Semana Em Livros e ela consiste em escolher livros que dentro dos dias de cada semana se adapte ao pedido. A Tag foi feita pelo Tiago de um grupo que ele tem com a Pam com algumas alterações dela. No Video da Tag a Pam explica melhor os créditos da Tag.

Então vamos começar.

Domingo

🔹Um livro que você não quer que termine ou não quis que terminasse.

▪Harry Potter é uma saga que eu ainda tenho muita saudade e que se pudesse ter histórias infinitas de Harry, Rony e Mione eu ficaria muito feliz. Mas é um sentimento contraditório porque foi uma sensação boa terminar a história e ter sido tão boa como foi.

image

Segunda.

🔹Um livro que você tem preguiça de começar.

▪Não tem muitos livros que eu tenha preguiça de começar tanto por que eles variam muito do meu humor pro momento. Mas se eu fosse escolher um seria os livros da Serie House Of Night da P. S. Cast porque é bem grandinha e porque o enredo não me chama muita atenção como aconteceu em Pll.

image

Terça

🔹Um livro que você empurrou com a barriga ou leu por obrigação.

Aristóteles e Dante Descobrem Os Segredos do Universo do Benjamim Alire Sáenz. Eu li por obrigação quando eu entrei no clube do livro e não foi um livro que eu gostei por ser simples de mais na falta de detalhes. Entretanto não é um livro que eu deixe de recomendar para quem gosta desse estilo mais cru de história.

image

Quarta

🔹Um livro que você deixou pela metade ou que está lendo agora.

▪Deixei vários livros pela metade ao longo do camimho mas um que eu abandonei a leitura por duas vezes foi Ladrão de Almas da Alma Katsu. Na primeira vez, foi mais porque o livro era emprestado na casa de uma prima e quando eu voltei de viagem não pude trazer comigo e na segunda porque na volta ele não fluiu como devia. Então abandonei bem na metade mesmo.

image

Quinta

🔹O livro que você não recomenda.

▪ São vários livros que eu não recomendo, tanto que dos vários que já li teve muitos que nunca cogitei a ideia de fazer resenha. Mas tem um em especial que é Não Pare da FML Pepper. O problema desse livro é um clássico; temos uma história que tem tudo para ser boa porém é mal desenvolvida. A personagem principal Nina é o cúmulo da chatice que no momento em que parece que vai começar a raciocinar ela simplesmente retorna ao mesmo ponto de partida por ser burra de mais para perceber o que tem em volta dela. Isso torna o livro fatigante e exaustivo como se a mesma história estivesse se repetindo inúmeras vezes.

image

Sexta

🔹Um livro que você quer que chegue logo. (Lançamento ou compra).

▪ O últimos livros da série Trono de Vidro da Sarah J. Maas.

image

Sábado

🔹Um livro que você quis começar novamente assim que ele terminou.

▪ Os livros da série A Mediadora da Meg Cabot. São livros geniais cada um a seu modo e que por serem leves, divertidos com dose certeira de ação e detalhes eu não tenho dúvidas que vou reler eles algum dia.

image

Então gente.
Essas foram minhas respostas a tag e espero que gostem. Vou marcar três blogs perfeitos para fazerem. Fiquem a vontade.

🔹Parabatai Books
🔹Ironia das Capas
🔹Leitoras Vorazes

Bjs até mais.

Os Segredos de Colin Bridgerton – Julia Quinn – Os Brigdertons 04

image

Ha muitos anos Penelope Featherington frequenta a casa dos Bridgertons. E há muitos anos alimenta uma paixão secreta por Colin, irmão de sua melhor amiga e um dos solteiros mais encantadores e arredios de Londres. Quando ele retorna de uma de suas longas viagens ao exterior, Penelope descobre seu maior segredo por acaso e chega à conclusão de que tudo o que pensava sobre seu objeto de desejo talvez não seja verdade. Ele, por sua vez, também tem uma surpresa: Penelope se transformou, de uma jovem sem graça ignorada por toda a alta sociedade, numa mulher dona de um senso de humor afiado e de uma beleza incomum. Ao deparar com tamanha mudança, Colin, que sempre a enxergara apenas como uma divertida companhia ocasional, começa a querer passar cada vez mais tempo a seu lado. Quando os dois trocam o primeiro beijo, ele não entende como nunca pôde ver o que sempre esteve bem à sua frente.
No entanto, quando fica sabendo que ela guarda um segredo ainda maior que o seu, precisa decidir se Penelope é sua maior ameaça ou a promessa de um final feliz. Em Os segredos de Colin Bridgerton, quarto livro da série Os Bridgertons, que já vendeu mais de 3,5 milhões de exemplares, Julia Quinn constrói uma linda história que prova que de uma longa amizade pode nascer o amor mais profundo.

image

Este livro é meu favorito. Já estou indo para o oitavo e nenhum dos outros chegou perto do que este livro trouxe para mim. Se tornou um dos meus livros favoritos de romance, na verdade, acho que é o meu favorito agora. Fiquei super encantada por tudo que a autora me mostrou nesta trajetória e ainda mais pelos personagens principais que formaram um casal perfeito daqueles que mesmo tendo um crush pelo Colin, não consigo pensar em ver ele longe da Penélope.

A história começa com um vislumbre do passado sobre o amor de Penélope por este Bridgerton. Vemos que no fundo de seu coração há um sentimento verdadeiro, de uma mulher que além de ama-lo tem a capacidade de reconhecer tudo que há de bom e de ruim nele. Neste início do livro, há um resgate de uma cena de Um Perfeito Cavalheiro onde ela tem sua maior decepção ao ouvir Colin afirmar que jamais se casaria com ela.

O rosto dele, já rosado, tornou-se rubro. Ele abriu a boca, mas não emitiu nenhum som. Talvez, pensou Penelope com estranha satisfação, aquela tivesse sido a única vez na vida que ele ficou sem palavras.
– E eu nunca… – acrescentou Penelope, engolindo em seco sem parar. – Eu nunca falei a ninguém que queria que você me pedisse em casamento.
– Penelope – conseguiu, enfim, falar Colin –, eu sinto muito.
– Não tem do que se desculpar.
– Não – insistiu ele. – Tenho, sim. Eu a magoei, e…
– Você não sabia que eu estava aqui.
– Mesmo assim…
– Você não vai se casar comigo – declarou ela, a voz soando estranha e falsa aos seus ouvidos. – Não há nada de errado com isso. Eu não vou me casar com o seu irmão Benedict.
Até então, Benedict estava olhando para o outro lado, tentando não encará-la, mas a partir desse momento passou a prestar atenção. Penelope fechou as mãos ao lado do corpo.
– Ele não fica magoado quando eu digo que não vou me casar com ele. – Virou-se para Benedict e forçou-se a fitá-lo diretamente nos olhos. – Fica, Sr. Bridgerton?
– Claro que não – respondeu ele, com rapidez.
– Então está resolvido – disse ela decididamente, impressionada por, ao menos uma vez na vida, estar conseguindo pronunciar as palavras exatas que queria. – Ninguém ficou magoado. Agora, se me derem licença, cavalheiros, preciso ir para casa.
(…)
Um amor não correspondido não era nada fácil de administrar, mas ao menos Penelope Featherington já estava acostumada a isso.”

Alguns anos se passam e a partir daí a verdadeira natureza da história aparece. Penélope esta mudada de várias maneiras possíveis e Colin esta cada vez mais distante de todos por suas viagens. Nesta temporada de cortes e floreios tudo parece que vai correr extremanente igual, quando a nossa gloriosa Lady Dunbury propõe o desafio do século: dinheiro aquele que descobrir a identidade da misteriosa colunista Lady Whinstledow e assim agita todo a sociedade londrina, além que dá um motivo a mais para fazer nosso casal ficarem perto um do outro…

Esse enredo envolta da colunista traz mistério e sagacidade ao romance de Quinn. Muitos personagens podem ser esta mulher por serem incrivelmente pretenciosos espertos. Além do fato que traz mais charme as descobertas do livro e torna um ponto crucial para envolver de vez Colin a Penélope.

Mas, com toda a sinceridade, nada disso passou pela cabeça de Colin. Na verdade, ele mal pensava. Seu beijo foi suave e dócil porque ele ainda estava surpreso. Ele a conhecia havia anos, e jamais pensara em fazer aquilo. Agora, porém, não poderia soltá-la nem que o mundo se acabasse. Mal conseguia acreditar no que estava fazendo – ou que desejasse tanto aquilo.

Colin Bridgerton é um homem engraçado e inteligente se tornando o mais charmoso dos irmãos. De todos os personagens que foram apresentados durante a trajetória dos livros anteriores, Colin é o que mais me agrada em suas palavras. Muita das vezes o comparo com William Herondale de As Peças Infernais, mas mesmo sendo intrisecamente parecidos, Colin possuí um jeito ainda mais irresistivel (o que eu meio que achava impossivel considerando quem é Will). Ao mesmo tempo que é forte e sempre pronto para outra, Colin tambem pode ser inseguro quanto aquilo que quer realizar em sua vida.

Penélope por outro lado é forte dentro de si, mas quando chega a hora de mostrar de onde veem essa força é que são elas. Por ter sido tão exposta a humilhação quando mais nova, por ter sofrido tanto com comentários Penélope aprendeu a fugir para um canto sempre que isto ocorria. Durante o livro, nota-se uma suave percepção de mudança em sua atitude.

Tais mudanças vem diretamente da força que Colin da para Penélope e é justamente isto que eu acho tão bonito e maravilhoso neste livro. O modo como de uma amizade, de um olhar, de um toque saiu um amor tão forte impossivel de ser quebrado deixado para trás.

Além disso de toda essa linda história, não posso deixar de notar que Júlia Quinn fechou um ciclo. Não só relacionados para com Lady Winstledow como também aos primeiros quatro irmãos da saga. Afinal, nos livros seguintes é mais aparente os ultimos filhos.

Titulo: Os Segredos de Colin Bridgerton
Titulo Original: Romancing Mister Bridgerton
Autora: Júlia Quinn
Editora: Arqueiro
Ano: 2002
Ano de Tradução: 2014
Avaliação: 🌟🌟🌟🌟🌟

O rosto dela lhe era tão familiar… Ele o vira mil vezes antes e, no entanto, até as últimas semanas, não podia dizer que o conhecia de verdade. Será que lembrava que ela tinha uma pequena marca de nascença perto do lóbulo esquerdo? Já havia notado o ardor de sua pele? Ou que os olhos castanhos continham salpicos dourados bem perto da pupila?

Segredos De Uma Noite de Verão – Lisa Kleypas – As Quatro Estações do Amor – Livro 01.

image

Quatro jovens da sociedade elegante de Londres partilham um objetivo comum: usar os seus encantos femininos para arranjarem marido. E assim nasce um ousado esquema de sedução e conquista.
A delicada aristocrata Annabelle Peyton, determinada a salvar a família da desgraça, decide usar a sua beleza e inteligência para seduzir um nobre endinheirado. Mas o admirador mais intrigante e persistente de Annabelle – o plebeu arrogante e ambicioso Simon Hunt – deixa bem claro que tenciona arruinar-lhe os planos, iniciando-a nos mais escandalosos prazeres da carne. Annabelle está decidida a resistir, mas a tarefa parece impossível perante uma sedução tão implacável… e o desejo descontrolado que desde logo a incendeia.
Por fim, numa noite escaldante de verão, Annabelle sucumbe aos beijos tentadores de Simon, descobrindo que, afinal, o amor é o jogo mais perigoso de todos.
Simon Hunt provém de uma família de classe média, de fato é o filho de um humilde açougueiro, mas é  um homem ambicioso que lutou e escalou socialmente. Simon é o único que mostra interesse por Annabelle, mas ele tampouco pensa em matrimônio, ele não é dos que se casam, e acredita que esperando pacientemente que finalize a temporada e ela volte a fracassar em seus intentos de caçar um marido da nobreza, poderá fazê-la sua amante…

image

Estou encantada com a série de romance da Lisa Kleypas. Sempre gostei bastante do estilo de leitura do romance de época, embora romance em si não sejam meu forte. Mas este livro de Lisa me deixou abismada, feliz e temperamental.

Escrito com uma cadência e ritmos que nos fazem mergulhar no fundo dos floreios e flertes da sociedade londrina, Lisa nos dá um romance de tirar o fôlego. Logo no primeiro capítulo temos um vislumbre de como será a história, mesmo que os dois demorem um pouco para se encontrar novamente.

Annabelle é inteligente, sagaz e bonita. Características que a fariam um partido excelente na comunidade se não fosse a falta de dinheiro e – para alguns – a moral de sua família. Principalmente sua mãe.  Movida pelo desejo de ajudar sua família a sair dessa condição, flerta com um homem que lhe tem grande admiração mas que não ama. Fica muito claro no livro, que Annabelle deseja um casamento por amor, mas que como não tem esperanças de conseguir por ter tão poucos partidos, tem que abrir mão do sonho.

Simon é carismático e o tipo de personagem que para mim, soa meio impossível de não amar, mesmo que as vezes soe como um cretino. Durante o livro, a percepção das ações dele com Annabelle e as mudanças dela foram o que mais me deixou apaixonado pela história. Em como o simples desejo de tornar a moça sua amante foram se transformando em algo muito mais perigoso.

Além do romance, Lisa ainda nos mostra como a sociedade podia (e cá entre nós ainda pode) ser preconceituosa baseada em simples boatos ou conclusões precipitadas.

É realmente um livro que me deixou as emoções a flor da pele e que eu sinto prazer em recomendar a todos.

Sobre a autora:

image

Lisa Kleypas, vencedora do prêmio RITA, já escreveu 34 romances. Seus livros foram publicados em 28 idiomas, em diversos países. Ela mora em Washington com o marido e os dois filhos.

Sendo os livros da série Os Hathaways, e As Quatro Estações do Amor (The Wallflowers), os mais famosos. Em sua página na web, a autora conta: “Comecei a escrever romances porque sempre amei lê los. Indiscutivelmente, fui uma nerd durante toda a escola primária e, mesmo florescendo na secundária, acredite, a nerd interior ainda estava aqui. Nunca pude imaginar um tempo melhor aproveitado do que lendo um livro, e este amor pela leitura, com o tempo, se traduziu num profundo desejo de escrever um.”

“www.lisakleypas.com”

Série: As Quatro Estações do Amor
Nome Original da Série: The Wallflowers
Título: Segredos de Uma Noite de Verão
Título Original: Secrets Of A Summer Nights
Autora: Lisa Kleypas
Ano: 2014
Editora: Arqueiro
Páginas: 238 (Recurso Digital)
Avaliação: 🌟🌟🌟🌟