Arquivo da tag: poder

A Rainha Vermelha – Victoria Aveyard – A Rainha Vermelha 01

Uma sociedade definida pelo sangue. Um jogo definido pelo poder.
O mundo de Mare Barrow é dividido pelo sangue: vermelho ou prateado. Mare e sua família são vermelhos: plebeus, humildes, destinados a servir uma elite prateada cujos poderes sobrenaturais os tornam quase deuses. Mare rouba o que pode para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora. Entretanto, numa reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real, onde, em frente ao rei e a toda a nobreza, descobre que tem um poder misterioso… Mas como isso seria possível, se seu sangue é vermelho?  Em meio às intrigas dos nobres prateados, as ações da garota vão desencadear uma dança violenta e fatal, que colocará príncipe contra príncipe — e Mare contra seu próprio coração.

image

A Rainha Vermelha, embora tenha sido um livro que me surpreendeu em alguns pontos não foi uma história que eu tenha gostado por ser muito parecida com algumas no caminho. Qualquer pessoa que tenha lido Jogos Vorazes, A Seleção e Sombra e Ossos sabe exatamente do que estou falando. Não que elas sejam iguais, mas que pontos importantes dos livros foram inseridos no contexto do livro.

Mare, a personagem principal também não caiu nas minhas graças. Eu a achei chata e as vezes muito ingênua onde tinha raiva da personagem a ponto de querer entrar no livro só para bater nela. Mas não posso negar que algumas das vezes eu ficava ou triste ou feliz pela personagem, e nas cenas contra Evangeline (sua grande rival) torcia por ela. Os poderes de Mare, seu controle de eletricidade, se mostraram crescentes e que com certeza virão a se tornar um dos mais fortes do seu mundo.

A característica mais marcante de A Rainha Vermelha é provavelmente a escrita rápida  e sem muita enrolação da autora. Alguns pontos ficaram maus desenvolvidos, mas acho que se um dia eu ler os próximos livros da série, eles deveram ser mais bem trabalhados. Mas algumas coisas foram bem chamativas durante a leitura, principalmente o sentimento de revolta que o mundo divido traz a nós e que como, infelizmente, ele remete ao nosso mundo de verdade.

A Rainha Vermelha foi um livro que me decepcionou pelo tanto que havia falado dele. Mas acredito que exista muita gente que vai gostar, afinal, gosto é relativo. Espero que todos que leiam tenham uma experiência melhor que a minha.

Titulo Original: The Red Queen
Autora: Victoria Aveyard
Ano: 2014
Editora: Seguinte
Avaliação: 🌟🌟

Feitiço – Saga Encantadas – Livro Dois.

image

Feitiço – Cuidado com o que você deseja!

Para fãs de Once Upon a Time e Grimm, a série Encantadas prova que contos de fadas são para adultos! Você se lembra da história da Cinderela, com sua linda fada madrinha, suas irmãs feias e um príncipe encantado? Então esqueça essa história, pois nesta releitura de Sarah Pinborough ninguém é o que parece. Em um reino próximo, a realeza anuncia um baile que encontrará uma noiva para o príncipe e parece que o desejo de Cinderela irá ganhar aliados peculiares para ser realizado. Contudo, não será fácil: ela não é a aposta de sua família para esse casamento real, e sua fada madrinha precisa de um favorzinho em troca de transformar essa pobre coitada em uma diva real. Enquanto isso, parece que Lilith não está muito contente com os últimos acontecimentos e, ao mesmo tempo em que seu reino parece sucumbir ao frio, ela resolve usar sua magia para satisfazer suas vontades. Feitiço é o segundo volume da trilogia iniciada com Veneno, um best-seller inglês clássico e moderno ao mesmo tempo em que recria as personagens mais famosas dos irmãos Grimm com personalidade forte, uma queda por aventuras e, eventualmente, uma sina por encrencas. Princesas, rainhas, reis, caçadores e criaturas da floresta: não acredite na inocência de nenhum deles!
Palavra da editora: Nada é o que parece no segundo volume da saga encantadas! Em Feitiço, Cinderela, com seu desejo desmensurado de fazer parte da realeza, fará qualquer coisa para obter atenção do príncipe. Mas seria mesmo este um final feliz? – Mariana Rolier

No segundo livro da saga Encantadas de Sarah Pinborough nos deparamos com uma mimada e egoísta Cinderela de cabelos ruivos. Pois é. Ruivos.

Assim como Veneno, Feitiço vai nos contar a mesma história até certo ponto com personagens de caracteristicas diferentes. Mas então, teremos uma reviravolta que pode nos levar ou não ao destino que esperamos. Fiquei feliz com o desenvimento apresentado por Sarah. Não é aquele tipo de livro que faz você suar pincas ou se emocionar para caramba e nem acho que a autora queria que fosse, mas é o tipo de livro que te faz querer chegar lá no final para descobrir que fim vai levar tudo.

Sarah tem um jeito único de escrever. Não sendo um livro de muitos diálogos, a autora deixa um espaço para os sentimentos e pensamentos do personagem narrante. Um livro feito desse modo, soa para mim, muito mais bem construído e interessante. Poucas página em uma gama infinita de elementos.

Cinderela é uma das personagens mais antipáticas e cinicas que já conheci. Mas mesmo assim, sinto uma coisa por ela que não é… como eu posso dizer… ruim. Por mais que ela seja antipática tenho certa afeição pela personagem porque isso a torna próxima do humano. Personagens como Cinderela, por errarem feio ou serem gananciosas de mais simboliza o mesmo tipo de pessoas que você pode encontrar na esquina. O que me faz amar ainda mais esse livro. Essa capacidade de Sarah de tirar o que nós achamos que sabemos sobre um determinado personagem e transformar ele em outra completamente diferente.

Impressionante e bem estruturado, Feitiço de Sarah Pinborough é um livro engenhoso que todo mundo que tenha um pouco de luxuria e sagacidade deve ler.

Título: Feitiço – Encantadas – Livro 2.
Titulo Original: Charm – Enchanteds – Book 2.
Autora: Sarah Pinborough
Editora: Única
Ano: 2013
Tempo de Leitura: 4h
Avaliação: 🌟🌟🌟🌟🌟