Arquivo da tag: listas

( Lista ) Livros para começar a ler

Oi Corujinhas.

Antes de iniciar as resenhas, eu estava lendo ]os comentários aqui no blog e acabei notando que muitas pessoas sempre me dizem que têm vontade de começar a ler um gênero, mas nunca encontrou uma obra que chamasse atenção ou teve uma experiência negativa com uma obra que estragou o gênero.

Assim, como meu desejo com o blog é expandir a literatura, o post de hoje tem como propósito indicar livros que favoritei nos meus gêneros favoritos para que vocês encontrem novos caminhos no meio literário. Vou tentar colocar escolhas não óbvias para que vocês conheçam obras ao invés de permanecermos nas indicações corriqueiras.

Caso vocês tenham indicações para mim em gêneros que eu não coloquei, como biografia ou poesia. também são muito bem vindas.

Espero que gostem.

a desconstruçao de mara dyer1. Fantasia.

Sinopse: Um grupo de amigos… Uma tábua Ouija… Um presságio de morte. Mara Dyer não estava interessada em mensagens do além. Mas para não estragar a diversão da melhor amiga justo em seu aniversário ela decide embarcar na brincadeira. Apenas para receber um recado de sangue. Parecia uma simples piada de mau gosto… até que todos os presentes com exceção de Mara morrem no desabamento de um velho sanatório abandonado. O que o grupo estaria fazendo em um prédio condenado? A resposta parece estar perdida na mente perturbada de Mara. Mas depois de sobreviver à traumática experiência é natural que a menina se proteja com uma amnésia seletiva. Afinal, ela perdeu a melhor amiga, o namorado e a irmã do rapaz. Para ajudá-la a superar o trauma a família decide mudar para uma nova cidade, um novo começo. Todos estão empenhados em esquecer. E Mara só quer lembrar. Ainda mais com as alucinações – ou seriam premonições? – Os corpois e o véu entre realidade, pesadelo e sanidade se esgarçando dia a dia. Ela precisa entender o que houve para ter uma chance de impedir a loucura de tomá-la….

Branca de Neve Tem Que Morrer2. Suspense

Sinopse: Numa noite chuvosa de novembro, Rita Cramer é empurrada de uma passarela e cai em cima de um carro em movimento. Pia e Bodenstein, da delegacia de homicídios, têm um suspeito: Manfred Wagner. Onze anos antes, a filha de Manfred desaparecera, sem deixar pistas, e um processo baseado em provas circunstanciais condenou Tobias, filho de Rita Cramer, a dez anos de prisão. Logo após cumprir a pena, Tobias retorna à sua cidade natal e, repentinamente, outra garota desaparece. Os acontecimentos do passado parecem repetir-se de maneira funesta. Pia e Bodenstein se deparam com um muro de silêncio. As investigações transformam-se numa corrida contra o tempo, iniciando uma verdadeira caça às bruxas. 

montanha da lua3. Romance de Época.

Sinopse: Há séculos uma verdade acompanha cada herdeiro do ducado de Bousquet: A Maldição dos Hallinsons. Conta-se que a tragédia os acompanha, levando à morte as esposas em seu primeiro ano de matrimônio. Octávio Hallinson Segundo sofre as consequências de não seguir estes ensinamentos. Viúvo, isolou-se da sociedade, fugindo da responsabilidade de casar-se novamente para providenciar um herdeiro para seu título.  Mical Baudelaire Nashgan sempre foi uma mulher decidida, enfrentando as ordens de sua tia e negando-se a seguir o protocolo que obrigava mulheres a procurar maridos apenas por posse de títulos e dinheiro e não por amor. O posicionamento contraditório aos costumes afastou os candidatos, tornando-a uma das únicas solteironas que sua província conheceu. A mais bela dentre elas. Uma tragédia a coloca frente aos perigos da floresta aos pés da Montanha da Lua e seu futuro torna-se incerto e assustador.

uma curva na estrada4. Drama.

Sinopse: A vida do subxerife Miles Ryan parecia ter chegado ao fim no dia em que sua esposa morreu. Missy tinha sido seu primeiro amor, a namorada de escola que se tornara a companheira de todos os momentos, a mulher sensual que se mostrara uma mãe carinhosa. Uma noite Missy saiu para correr e não voltou. Tinha sido atropelada numa rua perto de casa. As investigações da polícia nada revelaram. Para Miles, esse fato é duplamente doloroso: além de enfrentar o sofrimento de perder a esposa, ele se culpa por não ter descoberto o motorista que a atropelou e fugiu sem prestar socorro. Dois anos depois, ele ainda anseia levar o criminoso à justiça. É quando conhece Sarah Andrews. Professora de seu filho, Jonah, ela se mudou de Baltimore para New Bern na expectativa de refazer sua vida após o divórcio. Sarah logo percebe a tristeza nos olhos do aluno e, em seguida, nos do pai dele. Sarah e Miles começam a se aproximar e, em pouco tempo, estão rindo juntos e apaixonados. Mas nenhum dos dois tem ideia de que um segredo os une e os obrigará a tomar uma decisão difícil, que pode mudar suas vidas para sempre.

reiniciados5. Ficção Científica.

Sinopse: As lembranças de Kyla foram apagadas, sua personalidade foi varrida e suas memórias estão perdidas para sempre. Ela foi reiniciada. Kyla pode ter sido uma criminosa e está ganhando uma segunda chance, só que agora ela terá que obedecer as regras. Mas ecos do passado sussurram em sua mente. Alguém está mentindo para ela, e nada é o que parece ser. Em quem Kyla poderá confiar em sua busca pela verdade?

 

Espero que tenham gostado corujinhas. Até a próxima.
Beijos.

    .

( Algo Á Ver ) Filmes Biográficos Para Assistir

Oi Corujinhas, como vão? Desculpem pelo meu sumiço, mas sabe quando parece que o mundo está te afogando e você precisa parar para conseguir respirar? Nos últimos dias eu estava assim, de modo que tirei o feriado para não escrever, revisar e nem pensar em qualquer coisa que envolvesse literatura (o curso de Letras sempre te dá as maiores ressacas). Mas para alegria geral da nação (eu mesma alimentando meu ego), estou de volta para as resenhas e todos os universos que habito.

Mas a parte boa dessa minha jornada foi a quantidade filmes que eu assisti. Sejam lançamentos, sejam antigos, foram ao todo 28 filmes assistidos em 1 semana (sim, eu passei algumas noites em claro). E muitos desses filmes foram biografias que me fizeram conhecer um pouco mais sobre a história de personalidades que eu amo. E como tal, esse post será dedicado à esses filmes como uma indicação para que vocês conheçam também.

Espero que gostem.

1. Bohemian Rhapsody

Bohemia RhapsodyLançado em 2017 com Rami Malek ovacionado pela crítica, Bohemian Rhapsody nos mostra o caminho para o estrelato do Queen e as dificuldades da vida pessoal de Freddie Mercury. Abordando temas como solidão e homossexualidade, o filme busca relatar de modo pouco intimista a história do grande cantor. Apesar disso, não é um filme que possamos esquecer com a mesma facilidade que assistimo. Malek nos faz esquecer que é um ator, ao passo que os demais integrantes do filme conseguem transmitir uma sensação de irmandade que aquece o coração. Apesar de algumas mudanças na história do cantor (efeitos dramáticos característicos de Hollywood), os arranjos de som com as musicas da banda e o a direção de fotografia deixando claro sua “epicidade”,  é uma história para nos fazer voltar no tempo e querer ver e respirar o mesmo ar que Freddie Mercury.

2. Eu, Tonya.

Eu, TonyaTambém lançado ano passado, Eu Tonya conta a história da patinadora Tonya Harding, envolvida em várias polêmicas. Em um esporte onde a beleza parece contar mais que o talento, Harding foi uma estrela em ascensão que desmoronou quando seu ex-marido atacou uma patinadora do circuito mundial.

Em um filme onde a sátira é a maior estrela, Margot Robbie entrega sua melhor atuação. Engraçado pensar que, mesmo sendo conhecida pela beleza, a direção do filme se esforça para enfeiar a atriz construindo boa parte da crítica. Mas muito embora Robbie seja realmente sensacional, o brilho da película se concentra em Alisson Janney que transita entre uma mãe odiável e aquela que só deseja o bem da filha. Ao filme, a falta de glammour e a ironia de Janney são muito bem vindas.

3. Boy Erased: Uma Verdade Anulada

250px-Boy_Erased_(2018).pngLançado no Brasil neste ano após muitas polêmicas, Boy Erased é o filme mais doloroso dessa lista. O filme narra a história de Garrard Conley, um jovem de 19 anos que mora em uma pequena cidade conservadora do Arkansas. Ele é gay e filho de um pastor da Igreja Batista, até que é confrontado pela família para escolher entre arriscar perdê-la ou entrar em um programa de terapia que busca tentar “curar” sua homossexualidade.

Em um mundo repleto de conservadorismo, entender o que é um tratamento de cura gay pelos olhos de alguém que já passou por isso é quase como ser apunhado, apesar da sobriedade do enredo. Não é uma obra aberta, mas de sutilezas para que a dor possa ser sentida.


Espero que tenham gostado do post Corujinhas. Beijos.

(Lista) Cinco livros para ler no inverno

Oi Corujinhas. Finalmente chegou o tempo de chuva que sinceramente é meu favorito. Dias mais frios, noites mais longas e nenhum pingo de suor se espalhando pelo meu rosto (se você é do nordeste, como eu, vai saber o que estou dizendo principalmente). Dessa forma, na lista de hoje, inspirada na minha temporada favorita, vou apresentar cinco livros para vocês lerem nesse inverno.

Vamos começar?


redescrobrindo amélia1. Reconstruindo Amélia – Kimberley McGreith

O suspense é um dos meus gêneros favoritos para ler no inverno. Talvez pelo clima inóspito, mas a verdade é que o suspense parece combinar perfeitamente com a estação. Por isso, Reconstruindo Amélia é minha primeira indicação. Um livro que tem um pouco de drama, grandes personagens e muito mistério envolvendo a morte da personagem título, além de trazer questionamentos interessantes sobre as relações familiares.

para todos os garotos que ja amei2. Para todos os garotos que já amei — Jenny Han

Um dos livros mais amorzinhos de todos os tempos, Para Todos Os Garotos Que Já Amei é aquele tipo de livro que você pega uma xícara de chocolate-quente (ou café 😋), se enrola em uma porção de cobertores e faz leitura em um dia. Lara Jean é um livro aconchegante, além de ter uma história muito bonita sobre aprender a ser autossuficiente e não ter medo do amor. Sei que muitos de vocês já devem ter lido ou visto o filme da Netflix, mas para aqueles que não o fizeram, fica aqui meu apelo: VEJAM E LEIAM!!

a maldiçao do vencedor3. A Maldição do Vencedor – Marie Ruti

Eu não seria eu, se não indicasse para vocês livros de fantasia. Conheço muitas pessoas que não curtem o gênero, mas aqui está uma mistura de tudo, pessoas. Em A Maldição do Vencedor, vamos encontrar uma história de suspense, intrigas, amor e muitas mentiras. Muito embora Kestrel e Arin despertem sentimentos opostos nos leitores, não podemos negar a perfeição que envolve a história de Rutkoski, perfeita para ler em dias chuvosos pelo misticismo que envolve suas páginas.

objetos cortantes4. Objetos Cortantes – Gillian Flynn

Drama, também é um gênero perfeito para ler em tempos de chuva. E muito embora o skoob mantenha a Flynn na aba de suspense, eu acredito que suas obras pertençam muito mais ao drama por trazerem aos leitores situações de vida ao invés de crimes como foco principal. Objetos Cortantes traz a história de Camille e sua busca para se livrar dos fantasmas do passado. Aliada a uma escrita poderosa e personagens singulares, Objetos Cortantes é uma leitura forte sobre temas poucos explorados no meio literário.

5. A Cabana – William P. Young.

Quando tinha uns quatorze anos li A Cabana, por intermédio de um primo. Acreditem em mim quando digo que pensava que o livro era uma espécie de autoajuda mascarado de drama. Mas o que descobri foi uma leitora acolhedora e emocionante, que tem como principal motivação, quebrar com os preconceitos instalados na mente dos homens sobre Nosso Senhor. Mesmo que vocês não sejam religiosos ou cristãos, a mensagem de A Cabana sobre perdão, amor e fé não será perdida. Para deixar ainda mais um gostinho de quero mais, leiam a resenha da Vivi (aqui) que será impossível você não se interessar pelo enredo.


Espero que tenham gostado a lista desse mês, Corujinhas.
Caso desejem uma lista específica, sintam-se a vontade para sugerir nos comentários.
Beijos.

( Lista ) 05 Personagens Que Marcaram

Oi Corujinhas. Mais uma vez vamos as listas aqui no blog parceria com a Kethlinda (Parabatai Books). Dessa vez nós vamos falar de cinco personagens que foram muito importantes na nossa vida, nos marcando de algum jeito e deixando grandes lições. Pois a verdade é que bom das leituras é sermos marcados por elas de várias maneiras possíveis. No final da lista, comentem qual personagem marcaram vocês também.

Vamos lá?

Garota Exemplar capa1. Amy Dunne Garota Exemplar.

Na resenha de Garota Exemplar, eu havia falado um pouco dos objetivos dessa personagem e da maneira com o qual ela me marcou e me fez enxergar o mundo por novos ângulos. De certo modo, Amy  foi além das amarras sociais comuns as mulheres de nosso século, que estão dispostas a fingir serem alguma coisa, para agradar um parceiro, um amigo, ou qualquer que faça parte de sua vida. Mas se tem algo que todos aprendemos com o tempo, é que não podemos mudar quem somos se não for por nós mesmos. Dessa forma, a lição que Amy dignamente nos ensina através de seus atos questionáveis é nunca mudar por alguém, porque a felicidade só vem se o amor for absorvido por alguém real.

Harry-potter-e-a-pedra-filosofal-livro.jpg2. Severo SnapeHarry Potter

Engraçado pensar que muitas pessoas não entendem como alguns “Potteheads” tem um amor tão grande pelo personagem de cabelos pretos e nariz adunco, de nome Severo Snape. Sempre vejo comentários que demonstram estranheza por suas bondades terem aparecido apenas no final do último livro. Mas a questão do personagem não é seu lado oculto, mas a maneira com o qual elas se apresentaram se tornando bem maior que um homem mal interpretado. Pois Severo foi realmente um personagem maldoso em um passado distante e um homem amargurado até sua morte, contudo o que lhe motivou a vida e ajudar aquele que significava todas as perdas de sua vida, foi o amor tenro que sentia por Lilian Evans. Por isso, ao criar este homem J. K. Rowling refaz o significado de redenção ao demonstrar que, somente quando chegamos ao verdadeiro amor, podemos nos tornar alguém melhor.

o odio que voce semeia3. StarrO Ódio Que Você Semeia

Sendo a mais recente personagem dessa lista, Starr foi uma das minhas  favoritas do ano passado. Isto porque foi marcante ver sua trajetória como um todo, do momento em que ela saiu da posição de sem voz para o alcance de sua força. Acredito que muitas pessoas que leram esse livro também ficaram impressionadas com a evolução de Starr, porque Angie Thomas não contorna a verdade com uma “mentira” ou uma situação improvável, mas algo real que nos faz acreditar na força de sua personagem bem como na veracidade de sua história.

o sol é para todos4. AtticusO Sol É Para Todos

Faz anos que li O Sol É Para Todos. Na época eu era uma adolescente em plena formação social e individual. Então imagine minha surpresa ao encontrar não somente Atticus, mas uma profusão de personagens que permeiam as páginas de Harper Lee. O Sol É Para Todos fala sobre preconceito, mas diferentemente de todos os livros que tem como este o tema, não foca apenas no preconceito racial, mas de classe, personalidade, velhice, loucura, julgamento… Atticus, o melhor pai fictício do mundo, ensina a seus filhos e ao leitor os caminhos pelo qual devemos superar inúmeras barreiras que nós mesmo nos impomos ao longo dos anos e que tanto jogamos sobre as outras pessoas.

nove regras a ignorar antes de se apaixonar5. Calpúrnia Hartwell – Nove Regras A Ignorar Antes de Se Apaixonar.

Não é surpresa para ninguém que romances de época fazem parte dos meus queridinhos. Sendo meu terceiro gênero favorito, por inúmeras razões, esses livros me marcam por apresentarem mocinhas a frente do seu tempo. Mas não somente isso, muitos livros exalam força e deixam claro que não importa de onde você seja, sempre pode-se ir além dos parâmetros da sociedade. As personagens de Sarah MacLean tem sido muito marcantes justamente por esse poder feminino que tanto trazem. Apesar de várias outras terem conquistado meu coração nos últimos tempos (estou falando com você, Pippa Marlbury kk), Callie continua como minha heroína favorita. E não somente por sua força, mas também por nunca ter mudado quem era, apenas ter descoberto a verdade sobre si mesma.

Eu sei que essa lista ficou bastante parecida com algumas que já tínhamos feito nos nossos blogs, pela repetição de alguns livros. Mas a verdade é que quando um livro marca, ele marca para sempre. Espero quer tenham gostado. E deixem nos comentários: qual personagem mudou sua vida???

Beijos.

(Lista) 05 Melhores Livros do Ano Até Aqui

Olá Corujinhas, como estão seus vôos no mundo da ficção? Os meus estão indo de vento em asas e como finalmente começamos o sexto mês do ano e para chamar ótimas leituras para todos nós eu e a Keth do blog Parabatai Books decidimos listar nossas melhores leituras do ano até aqui, então não se esqueçam de conferir o post dela também.

No meio eu sempre paro para dar uma conferida no que ando lendo. Normalmente vejo o gênero que mais li e quais obras eu ainda quero contemplar. Esse ano estou lendo bem mais do que ano passado, por conta talvez da meta literária que programei no Skoob muito embora só tenha cumprido 32% dela. Foram 32 lidos até agora, tendo um record especial em Janeiro onde li 14 obras.

Para matar a saudade, resolvemos re-indicar esses livros para vocês já que muitos deles já foram resenhados. Então tomem essa lista também como livros que vocês precisam desesperadamente ler.

Vamos começar?

・*:.。. .。.:*・゜゚・*☆* ・゜゚*:. 。. .。.:*・

o conto da aia1O Conto de Aia – Margareth Atwood.

Logicamente, em primeiríssimo lugar está essa história que ganhou meu coração pela força inexplicável de suas palavras. Margareth Atwood realmente escreveu uma obra que transcende as páginas e que demonstra a força que todos nós temos que ter. Mas muito mais do que isso, a autora conseguiu expor a verdade sobre a sociedade como ela é nos fazendo enxergar todas mentiras que nos contam.

a cidade murada2A Cidade Murada – Ryan Graudin.

Apesar de não ser perfeito, esse livro me marcou pelo modo com que  Ryan Graudin conseguiu aproximar os protagonistas  do leitor tocando em temas tão comuns ao mundo que vivemos. Falando desde crimes sexuais  à sobrevivência em uma cidade dominada por tríades, A Cidade Murada foi impactante e de certa forma épica determinando lealdade e a coragem como componentes do maior tipo de medo para se lutar em busca de liberdade e qualidade de vida.

pequenas grandes mentiras3Pequenas Grandes Mentiras – Liany Moriarty

De todos os livros escolhidos, esse é com certeza o mais pesado pois Liany Moriarty não conta sua história por debaixo das linhas. Pelo contrário, de maneira crua e direta a autora explora todas as dificuldades de ser mãe através de três mulheres excepcionais. Mas não somente isso, a autora faz um relato desbravador sobre violência doméstica e abuso sexual criando um misto de emoções que choca e refaz todos os nossos pensamentos sobre esse assunto tão impactante.

entre a culpa e o desejo4Entre a Culpa e o Desejo – Sarah MacLean

É claro que não podia faltar um romance de época né minha gente? Sarah MacLean mais uma vez com essa obra magnifica me mostrou o poder de sua escrita. Com personagens fantásticos, esse livro foi diferente de todos os outros romances de época que já tive contato. Transformando um gênero normalmente clichê em algo extraordinário, MacLean faz um manisfeto a luta pela igualdade e a força feminina que todas mulheres possuem dentro de si.

em algum lugar nas estrelas5Em Algum Lugar Nas Estrelas – Clare Vanderpool

Trazendo lições para toda vida através da doçura de duas crianças, esse livro me conquistou pela simplicidade entre amizade  e procura pelo amadurecimento. Clare Vanderpool traça uma obra única através dos números como eu nunca tinha visto antes para grandiosas novas descobertas. É um livro para ser lido em todas as idades porque nunca é tarde de mais para sonhar com as estrelas.

*:.。. .。.:*・゜゚・*☆* ・゜゚*:. 。. .。.:*・

Então é isso amores. Espero que tenham gostado da lista desse mês. Não se esqueçam de conferir a da Keth também. Beijosssss!

[L.I.S.T.A] 05 Livros Com Finais Desastrosos. 

Oii gente. Boa noite. Como vão? Espero que estejam tendo ótimas leituras e que todos os dias sejam como ganhar livros novos. Hoje estou aqui para mais uma lista em parceira com a Ket (Blog: Parabatai Books) e dessa vez é pra falar sobre livros com finais desastrosos. Desastrosos é uma palavra abrangente, mas eu escolhi o significado mais literal da palavra relacionados a livros que foram bons em suma, mas que o final de alguma forma foi ruim.

1. Estilhaça-me – Tahereh Mafi.

image

Apesar de ter gostado bastante do enredo da o primeiro livro da serie homônima de Mafi, eu não gostei muito do final porque o achei bem forçado para dizer a verdade. Mais ou menos o último capítulo da história que me remeteu a uma coisa meio X-Men e que, puxa a vida, foi bem ridículo. Acho que esse é o principal motivo de eu não ter tido interesse para ler as continuações dos livros (além do spoiler que eu recebi), embora volta e meia eu tento meio que me forçar a dar continuidade a história par desvendar se vou até o fim com ela ou não.

2. A Cura Mortal – James Dashner.

image

Este livro é daquele tipo 8 ou 800. Ou você gosta muito ou vai detesta-lo. No meu caso foi a segunda opção que me ocorreu. Isto porque o final (entre aspas) de Maze Runner foi – na falta de palavra melhor – “broxante”. Eu esperava muito mais da série e nada me tira da cabeça que o autor simplesmente não fazia a menor ideia de como terminar os livros, pois as perguntas que deviam ter sido respondidas nesse desfecho da história do Thomas não foram – e nem no livro seguinte para falar a verdade – e isto torna o final do livro desastroso.

3. A Escolha – Kiera Cass.

image

Outro livro que eu gostei bastante do enredo e da história em si, só que assim como Maze Runner foi mal acabada. Eu parto do princípio que o autor tem um pacto com o leitor e que os finais podem ser abertos em determinadas situações que seriam de certa forma compreensíveis – como é o caso de Caixa de Pássaros que é óbvio que tinha que ser daquela maneira -, mas quando se trata de uma questão levantada pelo autor aí seria outros quinhentos. E foi por isso que achei desastroso, porque embora a parte romântica do livro tenha sido abordada e terminada com bastante “classe” pela autora, não é possível dizer a mesma coisa sobre o ambiente político que foi resumido a praticamente ⅓ de página pela autora e eu não gostei em nada disso.

4. Extraordinário – R. J. Palácio.

image

Esse, me julguem, mas eu não gostei. Achei muito clichê pro meu gosto. Apesar do final não ter sido ruim ou sem noção, eu fiquei decepcionada com ele porque eu esperava muito mais da história porque todos me diziam que o livro fazia juz ao seu nome sendo surpreendente. Mas sério, eu não vi nada realmente diferente nele. Apenas um punhado de uma história que eu já vi em vários lugares: um garoto com “deficiência” que é meio que odiado por ela mas que no fim das contas se prova mais do que isso, em outras palavras: Clichê.

5. A Ira dos Anjos – Sidney Sheldon.

image

Um dos meus autores favoritos de todos os tempos é o Sidney Sheldon que sempre soube conduzir ótimas e histórias e por esse motivo sempre me fez esperar bastante dele. No livro A Ira dos Anjos, o problema foi o livro quase todo, mas especialmente o final que eu achei um tanto fora da casinha. E por isso, este livro acabou entrando aqui nesta lista, como um livro de final desastroso pois eu realmente não consegui gostar do final dado pelo autor a este livro.

Então gente esses foram os livros que eu escolhi. Epero que tenham gostado. Beijos.