Arquivo da tag: leitura

No Mundo Da Luna – Carina Rissi.

A resenha de hoje é especial para os amantes de livros românticos. Aqueles que adoram uma comédia e uma pitada de sensualidade atrás de sua leitura. Livro mais que perfeito de Carina Rissi. Escrito de maneira leve a autora da serie Perdia e de Procura-se um Marido ela não decepciona.

image

O livro conta a história da jovem Luna Braga de modo que sinto pena da bichinha. Por que vamos combinar trabalhar naquilo que não se ama é péssimo, ter um carro que não pega direito é desastroso, e ainda por cima ser traída pelo namorado é um massacre na auto-estima de qualquer mulher.

Mas conforme vamos lendo o livro, sentimos as mudanças que ocorrem na vida da moça logo depois dela receber uma coluna na revista. A primeira é que sua carreira da uma guinada já que como dito ela ganhou uma coluna na Fatos&Furos e mesmo que não seja o que ela queria – afinal, Luna não entende nada de astronomia para falar de horóscopo -, ainda sim é um fato de extrema importância. E o segundo é que a jornalista finalmente parece ter começado a esquecer o namorado, por culpa de uma nova paixão que surge em seu caminho.

Porém, a vida de Luna não está predestinada a ser fácil. A garota está interessada em Viny um rapaz vi bem-apessoado que também está com um ar de “te quero” para ela. Mas em seu caminho, numa noite de bebedeira e de dois corações partidos seu chefe mau-humorado entra em seu caminho para lhe arrebatar os sentidos e lhe mostrar que nada na vida é como planejamos.

Luna Braga é uma personagem típica de Carina. Bem-humorada e de gênio forte que luta para ter um futuro. Além de tudo isso, Luna também é meio cigana, mas tenta não ligar muito para esse lado e não deixar que tais supertições lhe guiarem na vida. Ela é uma personagem bem divertida que super deu certo com seu par romântico.

Livros como o de Carina, que me fazem suspirar com histórias de amor e dar boas gargalhadas são um pouquinho raros. Afinal de contas, não sou dada a leituras românticas – coisa que é quase impossível já que todo livro tem esse lado açucarado – e por isso acredite quando te digo que esse livro é perfeito.

Meu agradecimento especial, além de agradecer a Carina pela história é claro, vai para a Marje Books que me indicou a história. Obrigado, Flor. E antes que eu me esqueça, o carro de Luna, foi o maior lutador da história. Palmas pra ele que sobreviveu as loucuras da mente de Carina Rissi.

Bjs.
Até o próximo post.

A Desconstrução de Mara Dyer – Michelle Hodkin

Hoje vou começar as resenhas sobre a trilogia Mara Dyer. As próximas vão vir nos próximos dias conforme eu for acabando as leituras.Se você gosta deixe seu comentário e curta a resenha. Não se esqueça de seguir o blog para ter as notificações de novas resenhas. Então vamos lá…

Um grupo de amigos… Uma tábua ouija… Um presságio de morte. Mara Dyer não estava interessada em mensagens do além. Mas para não estragar a diversão da melhor amiga justo em seu aniversário ela decide embarcar na brincadeira. Apenas para receber um recado de sangue. Parecia uma simples piada de mau gosto… até que todos os presentes com exceção de Mara morrem no desabamento de um velho sanatório abandonado. O que o grupo estaria fazendo em um prédio condenado? A resposta parece estar perdida na mente pertubada de Mara. Mas depois de sobreviver à traumática experiência é natural que a menina se proteja com uma amnésia seletiva. Afinal, ela perdeu a melhor amiga, o namorado e a irmã do rapaz. Para ajudá-la a superar o trauma a família decide mudar para uma nova cidade, um novo começo. Todos estão empenhados em esquecer. E Mara só quer lembrar. Ainda mais com as alucinações – ou seriam premonições? – Os corpos e o véu entre realidade, pesadelo e sanidade se esgarçando dia a dia. Ela precisa entender o que houve para ter uma chance de impedir a loucura de tomá-la…

image

No primeiro livro da trilogia Mara Dyer, a loucura parece ser a única explicação para os surtos da personagem. Diferente de tudo que vamos lendo ultimantemente – distopia e escolas “para jovens especiais” – Michelle Hodkin nos trás um mundo onde a mente é a maior das protagonistas.
Quando eu comecei a ler o livro, poucas explicações vieram em minha cabeça. Afinal, Mara tem alucinações o tempo todo e sonhos que não revelam aos poucos o que há de errado com a garota.
Mara se sente sozinha e com medo, não só da loucura, mas também da atração inevitável que sente pelo enigmático Noha.

Mara é uma personagem atípica e com quê de humanidade. Aquele tipo de personagem verossímil. Não perfeito, pelo contrário, uma personagem que mente e engana para conseguir o que quer e fugir quando a situação fica complicada de mais para si. Mara também é reclusa a si mesma. Não tem tendência a conversa de seus problemas com os outros – mesmo com uma mãe terapeuta – o que dá, pra entender já que a garota pode ser internada em uma clínica psiquiatra por fantasiar com seus amigos mortos e com atos que tecnicamente não haveria como ter culpa.

Noha também é um personagem verossímil. Ele, assim como Mara mente. Mas também sente raiva pelo abono familiar de seu pai e dor pela morte de sua mãe. Noha é misterioso. Seus pensamentos são confusos e antagônicos. As vezes tenho dúvida de quem ele é de verdade. Se ele realmente quer ajudá-la ou se esta atrás de alguma coisa relacionada a ela.

De todo modo, não tenho algo a dizer contra o livro. Ele é bem escrito e estou criando uma grande espectativa para o próximo livro da trilogia.

O Oceano No Fim do Caminho – Neil Gaiman

Um homem volta a sua cidade natal para um funeral. No caminho ele para em uma fazenda que o faz lembrar dos perigos e dos desafios que ee viveu na infância. 
Há quarenta anos, um homem cometeu suícidio dentro do carro do pai de um menino, que em seguida vê seu mundo virar de cabeça para baixo. Fatos em série vão ocorrendo e apenas Lettie Hempstock parece poder ajudá-lo. 
Ela o leva para os fundos de sua fazenda e mostra a ele um lago  – a qual chama de oceano – para resolver o problema. Mas nessa aventura, algo frio e perigoso vai ser despertado e juntos eles precisam mandar a coisa de volta para as profundezas.
Neil Gaiman trás muita sabedoria para O oeano no fim do caminho, um livro que nos mostra que os perigos que enfrentamos na infância ficaram conosco até a vida adulta.




Ao começar a ler o Oceano No Fim do Caminho eu não imaginava que me surpreenderia tanto com o livro. Muitas vezes ameaçador e atordoante, Neil Gaiman me fez sonhar com esse oceano e analizar o meu passado. As coisas vão se encaixando perfeitamente. Cada fato sucede á um outro numa narrativa impressionante e de tirar o folêgo. Mesmo que contado aos olhos de uma criança, é possível enxergar o mundo adulto: Nas coisas boas e nas coisas ruins. O Oceano No Fim do Caminho é um livro que além de tudo mostra a genialidade de Neil Gaiman.