Até Eu Te Possuir – Soraya Abuchaim

Johanna Dorne é uma mulher que perdeu todas pessoas que amou. As tragédias da sua vida começaram com um acontecimento marcante quando ela tinha 13 anos. Três décadas depois, ela se transformou em uma mulher solitária, confusa e inclinada a autoconsideração, que não consegue manter contato com ninguém. Até conhecer Michel Brum, um homem charmoso e misterioso que a resgata de sua vida patética, devolvendo-lhe a felicidade há tanto perdida. Só que Michel acaba mostrando que não é tão perfeito assim, e um segredo mortal jogará Johanna novamente em um abismo.

image

Engraçado como um gênero de livros que você não costuma ler com frequência pode se tornar futuramente um dos mais surpreendentes. O drama não é o tipo de romance que eu tenha costume de ler e que raras o fiz. Me lembro de poucos que ficaram na minha cabeça após a leitura e deles, todos conseguiram me surpreender a sua maneira. Até Eu Te Possuir de Soraya Abuchaim se tornou um desses livros. Pois a história, do que poderia ser um clichê a lá Temperatura Máxima, se mostrou um livro bem escrito com um final surpreendente.

Johanna Dorne é uma personagem que se acostumou a solidão. Apesar dela própria afirmar que vive bem em seu mundo solitário, a autora demonstra falhas na armadura nessa percepção deixando claro o desespero mais profundo da personagem em querer se relacionar com alguém ao mesmo tempo que se policia para não faze-lo. É muito interessante ver como Abuchaim consegue dinamizar essa divergência de emoções. Mas principalmente, como aos poucos, vai se descobrindo o porquê de Johanna ter tanto medo de relações.

Johanna se tornou essa mulher sozinha depois das tragédias que acometeram-na na infância e adolescência. Apesar de não ter sido difícil imaginar quais foram essas tragédias, mas a autora no meio do caminho até as descobertas, conseguiu me convencer do contrário. Basicamente, na melhor explicação do meu primo Kristhian: Eu vi um céu azul, fui convencida que ele era roxo, mas no fim o céu era realmente azul. E não sei se já comentei aqui no blog, mas saibam que eu realmente tenho paixão por autores que me fazem de palhaça – talvez eu seja meio mazoquista no das contas.

Assim, com a vida destroçada, Soraya se entrega a um amor conturbado com Michel. Um dos muitos motivos de ter amado este livro esta justamente aqui na relação que Jo tem com seu namorado. Pois Michel demonstra-se possessivo, um verdadeiro homem das cavernas e consequentemente ciumento para com Johanna. Nesse momento, percebendo os mais profundos sentimentos de Johanna, é que percebi onde estava todo o brilhantismo da história. Pois vinhamos criando uma imagem de Johanna que deixava claro seu desespero pra sair da solidão e em suas passagens com seu namorado é claro que Johanna sabe que a relação que eles tem é abusiva, mas a necessidade de não voltar para sua vida solitária fala mais alto. Assim a mulher aceita muitas coisas que qualquer outra sem seus problemas não aceitaria.

image

Durante muito tempo, uma dúvida ficou na minha mente sobre como as coisas se encaixavam já que apenas os acontecimentos um, dois e três da vida de Johanna que pareciam ter uma ínfima ligação. A uma certa altura então, essa pergunta mudou para “porque?” já que a resposta se tornou obvia. E a explicação, no final do livro sobre isso é espetacular pois dá para entender ao fundo a situação que nos leva a um desfecho que seria um eufesmismo dizer que foi surpreendente. Imaginei outras mil coisas que poderiam acontecer. Mas nada, se aproximou da realidade do que aconteceu.

A escrita de Soraya Abuchaim é atípica do que estou acostumada. É leve na medida do possível para o drama contado. Os personagens, tanto principais como secundários, tem suas próprias características tornando-os únicos individualmente. Por isso, posso dizer com todas as letras que estou apaixonada pelo livro. Valeu cada segundo das minhas dez horas de leitura.

image

Título: Até Eu Te Possuir
Autora: Soraya Abuchaim
Editora: Ella
Ano: 2016
Avaliação: 🌟🌟🌟🌟🌟

Continuar lendo “Até Eu Te Possuir – Soraya Abuchaim”

Mentirosos – E. Lockhart

Na familia modelo dos Sinclair, todos são perfeitos, sem problemas e capazes de lidar com qualquer situação. Dotados de uma grande fortuna, os Sinclair tem uma ilha particular só para familia e amigos. Cadence é a neta mais velha e herdeira da fortuna. Mas ela não liga muito para a fortuna. Seus primos e um amigo, formaram um grupo conhecido como Mentirosos e todos os verões desde os oito anos eles se encontram e divertem juntos. Mas em um desses verões, Cadence sofre um acidente de que ninguém quer falar. Ela mesma não consegue lembrar dos acontecimentos. Com continuas dores … Continuar lendo Mentirosos – E. Lockhart

Objetos Cortantes – Gillian Flynn.

Oii gente. Passei um tempo não dando postagens por causa de novidades que vão rolar no blog a partir de segunda feira no quesito organização, mas estou de volta e para tanto resolvi falar sobre um livro quatro estrelas que eu li recentemente. Objetos Cortantes da autora espetacular Gillian Flynn. Uma narrativa tensa e cheia de reviravoltas. Um livro viciante, assombroso e inesquecível. Recém-saída de um hospital psiquiátrico, onde foi internada para tratar a tendência à automutilação que deixou seu corpo todo marcado, a repórter de um jornal sem prestígio em Chicago, Camille Preaker, tem um novo desafio pela frente. … Continuar lendo Objetos Cortantes – Gillian Flynn.

O Oceano No Fim do Caminho – Neil Gaiman

Um homem volta a sua cidade natal para um funeral. No caminho ele para em uma fazenda que o faz lembrar dos perigos e dos desafios que ee viveu na infância.  Há quarenta anos, um homem cometeu suícidio dentro do carro do pai de um menino, que em seguida vê seu mundo virar de cabeça para baixo. Fatos em série vão ocorrendo e apenas Lettie Hempstock parece poder ajudá-lo.  Ela o leva para os fundos de sua fazenda e mostra a ele um lago  – a qual chama de oceano – para resolver o problema. Mas nessa aventura, algo frio … Continuar lendo O Oceano No Fim do Caminho – Neil Gaiman