Arquivo da tag: abuchaim

| RESENHA | A Vila dos Pecados – Soraya Abuchaim.

Olá pessoa que esta lendo esta matéria, como vai? Hoje é dia de resenha aqui no blog do livro maravilhoso da Soraya Abuchaim que foi lançado ontem e que fez o maior sucesso. E gentilmente ela cedeu um desses exemplares ao blog e eu li no início dessa semana.

Título: A Vila dos Pecados.
Autora: Soraya Abuchaim
Editora: Coerência.
Ano: 2017
Avaliação: 🌟🌟🌟🌟
Onde comprar: Site da Autora

image

SINOPSE: Final do século XIX. Enquanto o mundo passa por transformações importantes, existe uma vila inóspita, que vive à margem da civilização e que tem as suas próprias e estranhas leis. Lendas escuras a rondam e histórias macabras sobre Ponta Poente povoam o imaginário popular. Quando o padre Alfonso Anes, um exemplo vivo de amor e resignação, chega à vila para substituir o seu antecessor, depara-se com segredos que o farão duvidar da própria sanidade, e uma onda de mortes trará o caos para aquele lugar ermo. Quem estará a salvo? Serão estes segredos o fim de quem os esconde? O que esse universo tenebroso revelará para o mundo?

A Vila dos Pecados foi uma leitura cheia de emoções e que me deixou praricamente abobalhada com a natureza humana. Soraya Abuchaim conseguiu fazer com que meus sentimentos partissem da revolta e da paixão em diversos momentos, pois as características apresentadas por seus personagens durante o livro iam das mais odiosas as mais esperançosas. A psiquê humana foi incrivelmente bem detalhada, de modo que ficou verossímel as atitudes daquelas pessoas nas determinadas situações. E eu diria que um dos pontos que mais me impressionaram durante a leitura, foi o modo com o qual essas pessoas se desenvolveram durante o livro. Soraya demonstra em A Vila dos Pecados que nem todo mal é realmente feito apenas de coisas ruins. Assim como até as mais puras almas não são feitas apenas de bondade. Dentro da mente e do coração de cada ser humano existe a bondade e a maldade lutando entre si, e o que define quem nós somos é para qual lado vamos dar a medalha de campeão.

“Tudo se desenrola na escuridão, quando os justos e os honestos dormem. Ninguém é santo, não. Quem mais venerava o falecido era quem mais temia que seus segredos fossem descobertos.”

Em uma pequena comparação com o livro anterior Até Eu Te Possuir este teve uma evolução no quesito escrita, o que eu admito que fiquei absmada pois não achava possível. Mas na questão do detalhamento das emoções e das atitudes dos personagens, mesmo possuindo a plena consciência que são dois universos com histórias completamente diferentes, eu pude notar que as situações propostas pela autora saíram bastante do comum para a proposta da obra. No livro Ate Eu Te Possuir a situação comum de ciúmes e namoros foi um modo de enfatizar aquilo que Abuchaim proprunha no livro. Afinal de contas eram situações presentes naquele tipo de relação. Mas em A Vila dos Pecados houve uma exploração maior do extremo, onde cada situação criada, era um ápice dos sentimentos como se estes fossem elevados à milésima potência. Isso elevou o livro à um nova plataforma, onde o mistério se desenrolou com o drama e os sentimentos de medo, angústia, desejo e cumplicidade ganharam destaque.

“Ninguém chora as escondidas e lamenta o que passou se não viveu intensamente; mas tambem ninguém se recusa a comentar o passado se não tem algo à esconder.”

A única coisa que me deixou realmente apagada no decorrer da leitura, foi o fato de que o final, muito antes o meio do livro se tornou óbvio para mim. Eu sempre leio bastante livros de suspense. Além da ficção, esse é um dos meus gêneros favoritos. De modo, que quando você lê muitos livros de um mesmo gênero você acaba descobrindo certas lógicas que vão guiar ele. Na verdade é basicamente o esqueleto de um livro que irá definir o livro como pertencente de um gênero tal. Em A Vila do Pecados eu sabia que se tratava de um suspense e dessa maneira fui criando minhas suposições – todo mundo dá uma Sherlock Holmes nesse tipo de obra – com base no pré-determinado. E em dado momento, a sucessão de acontecimentos foram brotando quase como uma prova de que eu estava certa. Assim diminuiu o o ritmo da coisa e admito que fiquei com uma pontade de decepção quando fechei o livro e a teoria foi confirmada. Eu esperava um choque que infelizmente não veio. E vocês sabem meus amigo, suspenses precisam de um choque.

“É muito mais fácil ser conivente com o mal do que lutar contra ele.”

Contudo, livros para mim são somatório de coisas boas. E o livro da Soraya me deixou mais instigada que outra coisa. É uma leitura que realmente vale muito a pena. A autora nos convida a refletir sobre o que é realmente pecado, o que é errado, o que é certo, quais segredos nós escondemos e o que estamos dispostos para mantê-los assim. A Vila dos Pecados pergunta a cada um de nós se somos fiéis a nós mesmos ou reféns as situações e pessoas que nos cercam.

| SEMANAS ESPECIAIS | A Vila dos Pecados – Lançamento.

Oi gente. Hoje termina nossa semana especial de lançamento do livro da autota Soraya Abuchaim, A Vila dos Pecados. O livro já está em pré-venda no Site da Escritora saindo pelo preço de 40 reais + frete. Além disso você ainda ganha uma ecobag e um kit de marcadores + o não perturbe. 

image

Sinopse: Final do século XIX. Enquanto o mundo passa por transformações importantes, existe uma vila inóspita, que vive à margem da civilização e que tem as suas próprias e estranhas leis. Lendas escuras a rondam e histórias macabras sobre Ponta Poente povoam o imaginário popular. Quando o padre Alfonso Anes, um exemplo vivo de amor e resignação, chega à vila para substituir o seu antecessor, depara-se com segredos que o farão duvidar da própria sanidade, e uma onda de mortes trará o caos para aquele lugar ermo. Quem estará a salvo? Serão estes segredos o fim de quem os esconde? O que esse universo tenebroso revelará para o mundo?

O livro será lançado oficialmente no dia 27 de maio a partir das 15:00h na Livraria da Vila do Campinas Shopping. Comece a economizar suas moedinhas pois vai haver um coquetel e brindes para as pessoas que comprarem la.

Espero que tenham gostado. Beijos!!

| SEMANAS ESPECIAIS | A Vila dos Pecados – Personagens – Soraya Abuchaim.

Oii gente. Hoje é dia de tag aqui no blog sobre os personagens maravilhosos do novo livro da Soraya Abuchaim. Cada personagem apresenta um desafio relacionado a sua personalidade de modo que vocês tenham ideia de como eles são. Fiquem com este desafio.

Vamos lá?

1. Padre Bento: Um livro que tem religiosidade, mas que te deixou com inúmeras perguntas.

Não tem como escolher outro. O Código Da Vinci do Dan Brown que foi absolutamente magnífico.

image

2. Padre Alfonso: Um livro bonito, que deixa uma sensação esperançosa no peito.

A Cabana do William P. Young. Também é um livro religioso, mas que fala diretamente sobre Deus. É um livro magnifico e como disse a Vivi (Blog O Senhor dos Livros) passa uma mensagem maravilhosa para quem consegue entendê-la.

image

3. Dr. Pina: Um livro cujo um personagem te causa repulsa.

Normalmente eu gosto dos vilões, mas em A Saga Do Tigre o Lokesh conseguiu me causar repulsa de todos os modos possíveis. Pessoa nojenta essa.

image

4. Mirtes: Um livro que em que todos os personagens tem segredos.

Em Reiniciados de Terry Teri parecia que até o gato de Kyla tinha segredos, pois todos os personagens não eram confiáveis. Tanto que desconfiei de meio mundo de gente sem nunca achar o verdadeiro culpado, ato que se perdurou até o final do livro.

image

5. Gertrudes: Um livro que você pensou que era uma coisa, mas que o final foi completamente diferente.

Acho que sempre vou acabar mencionando o Harlan Coben no fim das contas, apesar de não querer ser repetitiva. Mas para qualquer pessoa que leu suas obras, sabe a capacidade impressionante de Coben nos enganar. O livro Confie Em Mim não foge a essa regra. Ele é impressionantemente bem escrito e me surpreendeu até – literalmente – a última página.

image

6. Teresa: Um livro com tema luxurioso e sem pudores.

O único livro que consigo pensar que se encaixa piamente dentro deste desafio é Peça-Me O Que Quiser De Megan Maxwell. Apesar de não ter gostado tanto do livro, eu não posso negar que a história – de todas as maneiras luxuriosas que você pensar – não tem pudores pois tudo está incluído no livro.

image

7. Marta: Um livro que tenha um personagem protetor.

O livro que escolhi é Procura-Se Um Marido da Carina Rissi. Apesar de Narciso ter morrido cedo na história, ele fez de tudo para proteger Alícia inclusive de si mesma.

image

8. Gustavo: Um livro que apesar da capa, tem a história madura e inteligente.

Todos os livros da Sarah Sheppard tem a capa com uma cor e uma boneca na frente. Em primeira visão, percebemos o quão infantil uma capa desse modo soa. Mas a sua história em si demonstra que não é nada disso. Feita de modo maduro e inteligente a história nos prende até o final. E então percebemos que a capa é uma representação clara do contexto. O amarelo representa a maneira com o qual sempre queremos parecer felizes. E a boneca, o quão frágil e moldável as meninas são.

image

9. Carlos: Um livro que mostre um personagem passivo ou sem muita coragem.

Nina da série Não Pare! Ela é bem passiva. Ainda mais porque aceita tudo de todo mundo. É irritante as vezes.

image

10. Rui: Um livro com personagens questionadores sobre os acontecimentos presentes nele.

É interessante ver quantos personagens se questionam sobre o que esta acontecendo de modo mais critico. Desse modo, vemos que quase nenhum escapa de serem apenas sofredores a mercê dos acontecimentos do que questionadores para se preocuparem com o que esta acontecendo. Um livro que demonstra bastante esse lado critico dos personagens é o livro Aristóteles e Dante Descobrem Os Segredos do Universo onde os rapazes estão sempre se perguntando sobre o significado das situações que vivenciam.

image

•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•*

Então gente, a tag foi esta espero que tenham gostado. Em breve os detalhes do lançamento do novo livro da Soraya Abuchaim estarão presentes aqui blog.

Beijos. Até a próxima.

[N.O.T.I.C.I.A] Saiu o novo livro de Soraya Abuchaim.

A obra A Vila Dos Pecados já esta disponível para compra através da Amazon.

Sinopse.

“Final do Século XIX. Enquanto o mundo passa por transformações importantes, existe uma vila inóspita, que vive à margem da civilização e que tem as suas próprias e estranhas leis. Lendas escuras a rondam e histórias macabras sobre Ponta Poente povoam o imaginário popular. 
Quando o padre Alfonso Anes, um exemplo vivo de amor e resignação, chega à vila para substituir o seu antecessor, depara-se com segredos que o farão duvidar da própria sanidade, e uma onda de mortes trará o caos para aquele lugar ermo.

Quem estará a salvo? Serão estes segredos o fim de quem os esconde? O que esse universo tenebroso revelará para o mundo?

Um suspense sinistro, que envolverá completamente o leitor e o levará a compartilhar dos segredos da Vila dos Pecados.

image

O livro foi escrito pela autora de Até Eu Te Possuir e já está entre os 50 mais vendidos de suspense da amazon. Não perca a oportunidade de adquirilo.

Até Eu Te Possuir – Soraya Abuchaim

Johanna Dorne é uma mulher que perdeu todas pessoas que amou. As tragédias da sua vida começaram com um acontecimento marcante quando ela tinha 13 anos. Três décadas depois, ela se transformou em uma mulher solitária, confusa e inclinada a autoconsideração, que não consegue manter contato com ninguém. Até conhecer Michel Brum, um homem charmoso e misterioso que a resgata de sua vida patética, devolvendo-lhe a felicidade há tanto perdida. Só que Michel acaba mostrando que não é tão perfeito assim, e um segredo mortal jogará Johanna novamente em um abismo.

image

Engraçado como um gênero de livros que você não costuma ler com frequência pode se tornar futuramente um dos mais surpreendentes. O drama não é o tipo de romance que eu tenha costume de ler e que raras o fiz. Me lembro de poucos que ficaram na minha cabeça após a leitura e deles, todos conseguiram me surpreender a sua maneira. Até Eu Te Possuir de Soraya Abuchaim se tornou um desses livros. Pois a história, do que poderia ser um clichê a lá Temperatura Máxima, se mostrou um livro bem escrito com um final surpreendente.

Johanna Dorne é uma personagem que se acostumou a solidão. Apesar dela própria afirmar que vive bem em seu mundo solitário, a autora demonstra falhas na armadura nessa percepção deixando claro o desespero mais profundo da personagem em querer se relacionar com alguém ao mesmo tempo que se policia para não faze-lo. É muito interessante ver como Abuchaim consegue dinamizar essa divergência de emoções. Mas principalmente, como aos poucos, vai se descobrindo o porquê de Johanna ter tanto medo de relações.

Johanna se tornou essa mulher sozinha depois das tragédias que acometeram-na na infância e adolescência. Apesar de não ter sido difícil imaginar quais foram essas tragédias, mas a autora no meio do caminho até as descobertas, conseguiu me convencer do contrário. Basicamente, na melhor explicação do meu primo Kristhian: Eu vi um céu azul, fui convencida que ele era roxo, mas no fim o céu era realmente azul. E não sei se já comentei aqui no blog, mas saibam que eu realmente tenho paixão por autores que me fazem de palhaça – talvez eu seja meio mazoquista no das contas.

Assim, com a vida destroçada, Soraya se entrega a um amor conturbado com Michel. Um dos muitos motivos de ter amado este livro esta justamente aqui na relação que Jo tem com seu namorado. Pois Michel demonstra-se possessivo, um verdadeiro homem das cavernas e consequentemente ciumento para com Johanna. Nesse momento, percebendo os mais profundos sentimentos de Johanna, é que percebi onde estava todo o brilhantismo da história. Pois vinhamos criando uma imagem de Johanna que deixava claro seu desespero pra sair da solidão e em suas passagens com seu namorado é claro que Johanna sabe que a relação que eles tem é abusiva, mas a necessidade de não voltar para sua vida solitária fala mais alto. Assim a mulher aceita muitas coisas que qualquer outra sem seus problemas não aceitaria.

image

Durante muito tempo, uma dúvida ficou na minha mente sobre como as coisas se encaixavam já que apenas os acontecimentos um, dois e três da vida de Johanna que pareciam ter uma ínfima ligação. A uma certa altura então, essa pergunta mudou para “porque?” já que a resposta se tornou obvia. E a explicação, no final do livro sobre isso é espetacular pois dá para entender ao fundo a situação que nos leva a um desfecho que seria um eufesmismo dizer que foi surpreendente. Imaginei outras mil coisas que poderiam acontecer. Mas nada, se aproximou da realidade do que aconteceu.

A escrita de Soraya Abuchaim é atípica do que estou acostumada. É leve na medida do possível para o drama contado. Os personagens, tanto principais como secundários, tem suas próprias características tornando-os únicos individualmente. Por isso, posso dizer com todas as letras que estou apaixonada pelo livro. Valeu cada segundo das minhas dez horas de leitura.

image

Título: Até Eu Te Possuir
Autora: Soraya Abuchaim
Editora: Ella
Ano: 2016
Avaliação: 🌟🌟🌟🌟🌟

Continuar lendo Até Eu Te Possuir – Soraya Abuchaim