Arquivo da tag: 2017

| RESENHA | Antes Que Eu Vá – Lauren Oliver.

Oii gente. Hoje estou aqui para fazer resenha de um livro ótimo escrito por Lauren Oliver. Antes Que Eu Vá foi adaptado para o cinema e eu como uma boa leitura resolvi que leria o livro antes do filme, mesmo achando que possivelmente não gostaria porque o acabaria achando clichê. O filme teve lançamento no dia 18 do mês passado e pretendo assisti-lo em breve.

image

Título: Antes Que Eu Vá.
Título Original: Before I Fall.
Autora: Lauren Oliver.
Editora: Intrínseca.
Ano: 2011.
Avaliação: 🌟🌟🌟🌟
Onde comprar: Saraiva | Submarino | Amazon

SINOPSE: Samantha Kingston tem tudo: o namorado mais cobiçado do universo, três amigas fantásticas e todos os privilégios no Thomas Jefferson, o colégio que frequenta — da melhor mesa do refeitório à vaga mais bem-posicionada do estacionamento. Aquela sexta-feira, 12 de fevereiro, deveria ser apenas mais um dia de sua vida mágica e perfeita. Em vez disso, acaba sendo o último. Mas ela ganha uma segunda chance. Sete “segundas chances”, na verdade. E, ao reviver aquele dia vezes seguidas, Samantha desvenda o mistério que envolve sua morte — descobrindo, enfim, o verdadeiro valor de tudo o que está prestes a perder. … Em uma noite chuvosa de fevereiro, Sam é morta em um acidente de carro horrível. Mas em vez de se ver em um túnel de luz, ela acorda na sua própria cama, na manhã do mesmo dia. Forçada a viver com os mesmos eventos ela se esforça para alterar o resultado, mas acorda novamente no dia do acidente. O que se segue é a história de uma menina que ao longo dos dias, descobre através de insights desoladores, as consequências de cada ação dela. Uma menina que morreu jovem, mas no processo aprende a viver. E que se apaixona um pouco tarde demais.

Eu li em um livro uma vez¹ que o tempo se cura sozinho. Não importa se temos o poder de voltar no tempo, nunca vamos conseguir muda-lo pois um acontecimento que muda hoje, será reconstruído no amanhã. Por esse motivo, por mais que tente mudar o que acontece naquele 12 de ferveiro, Sam não consegue acordar no dia 13. Mas talvez essa regrinha não se aplique no último de seu último dia e o que parecia impossível de primeira, poderá ser mudado no fim das contas.

Você acha que eu estava sendo tola? Ingênua?
Tente não me julgar. Lembre-se de que somos iguais eu e você.
Também pensei que iria viver para sempre.

A palavra que pode definir a história narrada com maestria por Lauren Oliver é evolução. Durante todo o livro, Sam evolui. Eu não diria que ela simplesmente muda do vinho para água, mas evolui a cada dia para se tornar uma pessoa melhor. No começo da obra temos um convite da autora para odiar Sam. De todas as formas que conseguia, a personagem era uma vaca. Sem censura, ela simplesmente não prestava. Todas as suas atitudes são voltadas para si mesma e para suas amigas. Ela não se importa com quem e como vai atingir os outros por sua maneira de agir sendo altamente fútil e preconceituosa como a garota que quer apenas ser popular e ter tudo fácil na vida. Mas de certo modo, desta maneira a autora nos dá um parâmetro com nossos atos. Ela nos faz pensar no que fazemos com as pessoas ao redor e se somos melhores do que Sam. Pois podemos nunca ter ferido ninguém, mas com certeza talvez também nunca tenhamos nos preocupado em ajudar alguém que precisava. Quantos de nós estenderam a mão para alguém que precisava? Quantos de nós enxergamos para o outro ao invés de pensar no próprio umbigo?

Agora sou a primeira a escolher tudo. E daí? É assim mesmo.
Ninguém disse que a vida era justa.

Assim, a cada dia que passa, pude notar a evolução de Sam. Ela começa a perceber o quão mesquinha ela e suas amigas são. O quão pequenas são as picuinhas que inventam para atormentar as pessoas a sua volta. Como se a cada dia, mesmo que não posta em palavras, entendessemos que ao fim do tempo de Sam existe um lição a ser aprendida. O mundo não se trata apenas de nós, mas também das pessoas que nos cercam. E não só das próximas, mas até daquelas que de tão distantes parecem pequenininhas.

Uma teoria que ouvi falar – e que eu pensava com frequência quando era miudinha – diz que tudo que esta às nossas costas não existe e que as pessoas deixavam de existir assim que viramos de costa, mas isto é baboseira. Os sete dias de Sam nos mostram exatamente isso. As pessoas existem e elas tem sentimentos. Em hipótese alguma fira alguém simplesmente porque você pode: você não sabe que tipo de impacto vai causar.

Se você ultrapassa um limite e nada acontece, o limite perde sentido.

Dentre todos o personagens, na minha opinião as que me deixaram mais intrigadas foram Juliet e Lindsay. Juliet por  ser altamente misteriosa e Lindsay por odia-la. Se teve uma coisa que eu quis saber sobre esse livro era a verdade por trás das duas. Ninguém odeia ninguém a toa. E o que descobri sobre as duas foi o que mais fez a leitura ser gratificante. Não por Lindsay, mas por Juliet. Como ela conseguiu lidar com a situação, como nunca feriu ninguém, como Juliet se manteve fiel porque os laços do passado às vezes são tão fortes que é impossível apaga-los. Juliet me ensinou muito mais do que qualquer coisa que Sam, de certa maneira. Ela me deu esperança de que nem tudo está perdido.

Mas para alguns de nós só existe o hoje. Essa é a verdade. Nunca se sabe.

A única coisa que realmente me incomoda no livro foi o aberto do final. Faltou um pedaço do livro. Faltou uma explicação para o que vinha depois do sétimo dia. Fiquei frustada por isso não acontecer e pelas verdades não ditas continuarem não ditas. Esperava que houvesse algo mais, algo mais especificado. Algo que me mostrasse que tudo aquilo não foi em vão.

Mas as coisas mudam quando você morre – acho que morrer é a coisa mais solitária que se pode fazer.

Mas críticas a parte, Antes Que Eu Vá foi uma leitura intrigante, questionadora. O livro nos faz pensar nas pessoas como elas são de verdade, mas principalmente o que nós somos de verdade. Uma leitura talvez obrigatória, para todos àqueles que não percebem o quão preciosos são os nossos últimos segundos e o que fazemos com eles.

Fico imaginando se é possível saber a verdade sobre a outra pessoa, ou se o melhor que podemos fazer é tropeçarmos uns sobre os outros, com as cabeças baixadas torcendo para evitar uma colisão.

Continuar lendo | RESENHA | Antes Que Eu Vá – Lauren Oliver.

Anúncios

| SEMANAS ESPECIAIS | A Vila dos Pecados – Personagens – Soraya Abuchaim.

Oii gente. Hoje é dia de tag aqui no blog sobre os personagens maravilhosos do novo livro da Soraya Abuchaim. Cada personagem apresenta um desafio relacionado a sua personalidade de modo que vocês tenham ideia de como eles são. Fiquem com este desafio.

Vamos lá?

1. Padre Bento: Um livro que tem religiosidade, mas que te deixou com inúmeras perguntas.

Não tem como escolher outro. O Código Da Vinci do Dan Brown que foi absolutamente magnífico.

image

2. Padre Alfonso: Um livro bonito, que deixa uma sensação esperançosa no peito.

A Cabana do William P. Young. Também é um livro religioso, mas que fala diretamente sobre Deus. É um livro magnifico e como disse a Vivi (Blog O Senhor dos Livros) passa uma mensagem maravilhosa para quem consegue entendê-la.

image

3. Dr. Pina: Um livro cujo um personagem te causa repulsa.

Normalmente eu gosto dos vilões, mas em A Saga Do Tigre o Lokesh conseguiu me causar repulsa de todos os modos possíveis. Pessoa nojenta essa.

image

4. Mirtes: Um livro que em que todos os personagens tem segredos.

Em Reiniciados de Terry Teri parecia que até o gato de Kyla tinha segredos, pois todos os personagens não eram confiáveis. Tanto que desconfiei de meio mundo de gente sem nunca achar o verdadeiro culpado, ato que se perdurou até o final do livro.

image

5. Gertrudes: Um livro que você pensou que era uma coisa, mas que o final foi completamente diferente.

Acho que sempre vou acabar mencionando o Harlan Coben no fim das contas, apesar de não querer ser repetitiva. Mas para qualquer pessoa que leu suas obras, sabe a capacidade impressionante de Coben nos enganar. O livro Confie Em Mim não foge a essa regra. Ele é impressionantemente bem escrito e me surpreendeu até – literalmente – a última página.

image

6. Teresa: Um livro com tema luxurioso e sem pudores.

O único livro que consigo pensar que se encaixa piamente dentro deste desafio é Peça-Me O Que Quiser De Megan Maxwell. Apesar de não ter gostado tanto do livro, eu não posso negar que a história – de todas as maneiras luxuriosas que você pensar – não tem pudores pois tudo está incluído no livro.

image

7. Marta: Um livro que tenha um personagem protetor.

O livro que escolhi é Procura-Se Um Marido da Carina Rissi. Apesar de Narciso ter morrido cedo na história, ele fez de tudo para proteger Alícia inclusive de si mesma.

image

8. Gustavo: Um livro que apesar da capa, tem a história madura e inteligente.

Todos os livros da Sarah Sheppard tem a capa com uma cor e uma boneca na frente. Em primeira visão, percebemos o quão infantil uma capa desse modo soa. Mas a sua história em si demonstra que não é nada disso. Feita de modo maduro e inteligente a história nos prende até o final. E então percebemos que a capa é uma representação clara do contexto. O amarelo representa a maneira com o qual sempre queremos parecer felizes. E a boneca, o quão frágil e moldável as meninas são.

image

9. Carlos: Um livro que mostre um personagem passivo ou sem muita coragem.

Nina da série Não Pare! Ela é bem passiva. Ainda mais porque aceita tudo de todo mundo. É irritante as vezes.

image

10. Rui: Um livro com personagens questionadores sobre os acontecimentos presentes nele.

É interessante ver quantos personagens se questionam sobre o que esta acontecendo de modo mais critico. Desse modo, vemos que quase nenhum escapa de serem apenas sofredores a mercê dos acontecimentos do que questionadores para se preocuparem com o que esta acontecendo. Um livro que demonstra bastante esse lado critico dos personagens é o livro Aristóteles e Dante Descobrem Os Segredos do Universo onde os rapazes estão sempre se perguntando sobre o significado das situações que vivenciam.

image

•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•*

Então gente, a tag foi esta espero que tenham gostado. Em breve os detalhes do lançamento do novo livro da Soraya Abuchaim estarão presentes aqui blog.

Beijos. Até a próxima.

| ALGO À VER | Beauty And The Beast – Bill Condon – Resenha.

image

Oii gente. Na segunda feira (19/03) eu fui assistir dois filmes com minha mãe. Logan foi um deles e foi maravilhoso. Em breve farei uma resenha da obra pra vocês. O segundo filme (na verdade eu vi primeiro masokay), foi Beauty And The Beast que todos sabem é o live-action do desenho animado em curta metragem A Bela e a Fera da disney de 1991.

image

Um dos meus contos favoritos sobre princesas é A Bela e Fera pois traduz um amor que não envolve nem beleza nem encatamento e sim o sentimento criado pela alma de alguém (meu eu clichê falando). O desenho animado de 1991 foi o meu primeiro contato com a Bela e a Fera e em seguida algumas histórias que ouvi sobre o conto original de Madame Villeneuve (lembrando que o conto foi publicado pela editora Zahar recentemente). Então, desde muito jovem eu convivi com as histórias sobre este casal magnífico e me apaixonei. Apesar de o conto original ser bem parecido com o que deu origem ao filme, existem algumas diferenças como a omissão de alguns detalhes relacionados a família de Bella.

image

O filme será baseado em uma releitura da história original – publicada alguns anos mais tarde ao de Madame Villenueve – em que e irá nos contar a história de Bella (Emma Watson), uma garota entediada com a vida provinciana de uma pequena cidade francesa, onde vive também o galã Gastón (Luke Evans) que, apesar de derreter os corações das outras meninas, não consegue conquistá-la com seu jeito primitivo e machista. Quando seu pai Maurice (Kevin Kline) decide viajar para expor uma de suas invenções, ele pergunta a Bella o que ela gostaria de ganhar e singelamente a moça lhe pede uma rosa. Maurice parte em viagem porém é perseguido por lobos e acaba por parar em um castelo onde encontra um roseiral. Quando tenta apanhar a rosa para a filha, a Fera (Dan Stevens) o surpreende o prendendo no castelo. Assim, Bella ao saber que o pai corre perigo vai até o castelo da Fera e se prontifica a ficar no lugar do pai sem saber que Fera é na verdade um príncipe amaldiçoado que precisa encontrar o verdadeiro amor e ser correspondido para quebrar o feitiço.

image

Quem ja assistiu a animação e tambem o live-action, sabe que poucas foram as mudanças feitas de uma obra para outra. Apesar de que houveram muitos boatos que haveriam adição de novos pontos par haver complementação dos pontos que ficaram soltos. Boa parte disso é pura verdade, algumas coisas – como por exemplo porque ninguém sabia da existência do príncipe e de um castelo – ganharam uma ótima explicação. Porém devo admitir que senti falta do maior aprofundamento da história. Pois o filme 2015 é realmente uma cópia de algo passado, sem trazer nenhuma inovação ao enredo.

image

Outro ponto que me deixou um pouco decepcionda (se não contar o fato que a música Ser Humano Outra Vez não estava no filme) foi a atuação de Emma Watson que em minha opinião estava morna. Não consegui sentir a emoção que precisava em alguns momentos o que acabou deixando o filme razo. As cenas musicais da atriz por exemplo, apesar da doçura surpreendente de sua voz, pareceram forçadas sem muita vivacidade.

image

Críticas negativas a parte, porém, acredito que a excessão do que citei antes, tudo que foi produzido no filme ficou bastante bonito e agradável de ver. Apesar da grande adição de músicas – já que o filme é constituído como um musical e logo os diálogos são trajados quase incessantemente desta forma – digo que tornou o filme mais empolgante e animador. Assim como a fotografia, onde as cenas produzidas têm uma estética bem detalhada como também os efeitos visuais que dão uma maior realidade aos persongens da nossa infância.

image

Beauty And The Beast foi um filme bom, mas com algumas decepções pelo caminho. Contudo é um filme nostálgico que nos trás uma sensação de quentinho no peito. Cantei bastante no cinema, praticamente saltitando na poltrona e me emocionei em algumas cenas que me fizeram lembrar tão carisonhosa da animação. É um filme que todos devem assistir e tirar suas próprias conclusões.

image

Título: Beauty And The Beast
Direção: Bill Condon.
Elenco Principal: Emma Watson, Dan Stevens e Luke Evans.
Ano: 2017
Distribuidora: Walt Disney Pictures.

TAG | Flores de livros.

Por Jessica Rabelo.

Oii gente. Que tal iniciar os posts referentes a estr ano com uma TAG nova? Pensando nisso, eu criei essa TAG no ano passado no app Livros Amino (que se você não conhece sugiro que baixe correndo pois ele é incrível) e que resolvi mudar um pouco a diretriz dela, já que por ser começo do ano e um novo ciclo de leituras que se incia, nada mais justo que responder com livros da lista para 2017. Eu ainda não fiz a lista completa, mas já tenho uma boa ideia dos livros que pretendo contemplar esse ano.

Então sem mais blá-blá-blá, vou começar.

1. Rosas.
Um livro de romance.

Eu sou fã de livros de romances, principalmente quando se trata de romances de época. Por isso este ano uma  leitura que vai ser quase obrigatória para mim é o livro Emma da escritora inglesa Jane Austen. Já li Orgulho e Preconceito dela e apesar de não o considerar aquele livro fantástico que todo mundo considera, pela sinopse de Emma tenho certeza que irei gostar bastante dele.

image

2. Girassol.
Um livro leve e que parece divertido.

Eu raramente leio livros que tenham o intuito de serem comédias. Isso porque meu interesse é quase sempre voltado para a leitura de livros que sejam ou de suspense ou ficção ou romance. Mas este ano pretendo incluir nas minhas leituras o livro A Caminho do Verão de Sarah Dessen que pelo que entendi no canal da Pam Gonçalves parece ser um livro bem leve e humorado.

image

3. Orquídeas.
Um livro cheio de detalhes.

Não tenho certeza se esse é livro cheio de detalhes, mas muita gente que me diz que sim e eu acredito pelo tamanho que ele tem. E esse livro é O Nome do Vento do Patrick Rothfuss que dá início a série As Crônicas do Matador do Rei. Pretendo ler esse livro este ano e mal posso esperar pela leitura.

image

4. Lágrimas de Cristo.
Um livro pesado que com certeza vai te fazer chorar.

Só existe um autor nesse mundo que tem a capacidade de me fazer chorar ou me tocar profundamente e que é o Nicholas Sparks. Sei que muita gente nunca leu uma obra dele ou mesmo não gosta, mas eu amo suas obras e escolhi esse ano um livro dele que todos me recomendam: O Diário de Nossa Paixão. Espero bastante deste livro e estou louca para incia-lo.

image

5. Onze-Horas.
Um livro que você acredita que vai terminar em um dia.

Um livro da Júlia Quinn com certeza. Sou apaixonada pelas obras dela e em suma maioria eu termino eles em um único dia. O livro que vou ler com certeza este ano vou ler todos que puder, masok será o nono da série Os Bridgertons. Felizes Para Sempre que será uma leitura especial dos segundos epílogos da série.

image

6. Margarida.
Um livro de ficção.

Desde que terminei Fome, faz um tempão que não li ficções pois tenho me concentrado bastante em romances. Mas obviamente vou ler livros de ficção esse ano e um deles é o livro Híbrida da Mari Scotti. Engraçado como eu ainda não li essa série, mas tenho uma explicação do porque. Fiz uma TAG de sete dias no ano passado sobre essa série e por ter feito ela muita coisa na minha cabeça sobre ela – sinopses  personagens – resolvi ler quando tivesse esquecido, já que não gosto de saber nada sobre o livro antes de iniciar a leitura. Então Hibrida está na lista pra este ano.

image

7. Lavanda.
Um livro que você vai ler antes de virar filme.

Com certeza um livro que lerei antes de virar filme é Cidade dos Etéreos do Ramson Riggs que é o segundo de uma série conhecida e de nome muito longo. Se você ainda não leu, vai fundo porque e é um livro que vale a pena.

image

8. Jasmim.
Um livro que você espera que te surpreenda.

Acho difícil pensar em um livro que eu preciso que me surpreenda para ser legal. Hoje em dia estou um pouco desencanada do quesito surpresa. Mas como uma boa fã de suspense, eu preciso que O Silêncio dos Inocentes do Thomas Harris me surpreenda. Pois todos me dizem que é incrível e tem que ser em todos os sentidos.

image

9. Hibisco.
Uma série que pretende finalizar esse ano.

Pretendo finalizar a série Gone do Michael Grant esse ano. Não sei se vou conseguir fazer isso pois Light ainda não foi lançado ou traduzido aqui no Brasil. Mas pretendo conseguir uma versão do livro e finalizar a série esse ano. Começando pelo livro que parei que foi Mentiras.

image

10. Lírios.
O primeiro livro de 2017.

O primeiro livro de 2017 na verdade é uma finalização de uma obra que iniciei no final de dezembro e que terminarei essa semana que é Jogada Mortal do Harlan Coben e do qual estou gostando bastante.

image

Essa foi a tag. Espero que tenham gostado. Qualquer um que se sinta a vontade com ela pode fazer. E vou ficar ainda mais feliz se deixar um comentário aqui no post para mim conferir suas respostas.

Beijos.

Retrospectiva Literária 2016.

Por Jessica Rabelo.

Oi gente. Em dezembro eu pensei em fazer uma retrospectiva literária com fotos bonitinhas lá no instagram do blog, mas sinceramente eu sabia que não ia dar conta porque sou um pouquinho irresponsável e ia acabar fazendo a coisa fora de ordem. Então resolvi fazer em um post só aqui no blog destancando só cinco livros que realmente me deixaram de boca aberta. Mas antes, vou fazer em listinha os livros que li neste glorioso (nem tanto) ano de 2016.

image

Livros Lidos Em 2016.

Julia Quinn. – Autora Mais Lida.

Os Brigdertons.

01. O Visconde Que Me Amava.
02. Um Perfeito Cavalheiro.
03. Os Segredos de Colin Bridgerton.
04. Para Sir Phillip Com Amor.
05. O Conde Enfeitiçado.
06. Um Beijo Inesquecível.
07. A Caminho do Altar.

08. Esplêndido. – Serie Esplêndido – Livro Um.
09. Assim Como No Céu. – O Quarteto Smity-Smithies.

Harlan Coben

10. Quebra de Confiança – Myron Bolitar Livro Um.
11. Desaparecido Para Sempre.
12. Seis Anos Depois.
13. Que Falta Você Me Faz.

Mari Scotti

14. Insônia. – Nefilins Um.
15. Sonhos. – Nefilins Dois.
16. Despertar – Nefilins Três.
17. Montanha da Lua – Os Hallinsons Um.
18. A Noiva Devota – Os Hallinsons Dois.

Sarah Pinborough

19. Veneno – Enfeitiçadas Um.
20. Feitiço – Enfeitiçadas Dois.
21. Poder – Enfeitiçadas Três.

Michael Grant

22. Gone – Gone Um.
23. Fome – Gone Dois.

Nele Neuhaus

24. Branca de Neve Tem Que Morrer – Pia e Bodestein Um.
25. Lobo Mau – Pia e Bodestein Dois.

Deborah Blandon

26. Gone Parte Um.
27. Gone Parte Dois.
28. Gone Parte Três.

—-

29. Sombra e Ossos – Leigh Bardugo.
30. O Príncipe dos Canalhas – Loretta Chase.
31. O Orfanato da Senhorita Peregrine Para Crianças Peculiares – Ramson Riggs.
32. Para Sempre Alice – Lisa Gênova.
33. Almanova – Jodi Meadows.
34. Quando Uma Garota Entra Em Um Bar. – Helen S. Paige.
35. Olho Por Olho – Jenny Han e Shioban Vivian.
36. Perdão Mortal – Robin LaFervers.
37. Caixa de Pássaros – Josh Malerman.
38. Simon Vs A Agenda do Homosapiens – Beck Albertalli.
39. O Milagre de Clarinha – Joana Amorim
40. After – Anna Todd.
41. Recomeço – Cat Patrick.
42. Os Garotos Corvos – Maggie Stiefwater.
43. Deixe-me Entrar – Letícia Godoy.
44. GoT: Por Dentro da Serie da HGBO –
45. Até Eu Te Possuir – Soraya Abuchaim.
46. Sexo Virtual, Amor Real – Luísa Aranha.
47. Nove Plantas do Desejo e A Flor da Estufa – Margot Berwir.
48. Maldosas – Sarah Sheppard.
49. Amar Vale A Pena Recomeçar – Luana Barros.
50. Enfeitiçadas – Jessica Spotswood.
51. Lembranças do Oriente – Artur Laizo.
52. Noites do Oriente – Penny Jordan
53. Aristóteles e Dante Descobrem Os Segredos do Universo – Benjamim Alire Saénz.
54. Como Eu Era Antes de Você – JoJo Moyes.
55. A Garota No Trem – Paula Hawkins.
56. Objetos Cortantes – Gyllian Flyn.
57. Mentira Perfeita – Carina Rissi.
58. Destinado – Perdida Três – Carina Rissi. 59. Sr. Daniels – Brittainy Cherryl.
60. O Diário da Princesa – Meg Cabot.

image

Então vamos aos melhores desse ano. Foi difícil escolher pois eu gostei de vários e dá um aperto no coração escolher apenas cinco. Porém o desafio foi aceito (entendedores entenderão a referência) e escolhi os 5 melhores livros de 2016. Rufem os tambores…

Primeiro Lugar: Caixa de Pássaros de Josh Malerman.

Acho que não havia como escolher outro. Caixa de Pássaros foi um livro tão magnífico que as vezes eu ainda me pego pensando na obra. O autor conseguiu fazer eu me afeiçoar a cada pedacinho da obra , e apesar do final ser aberto, eu fiquei absmada e satisfeita com a maneira com o qual Malerman conduziu a obra.

image

Segundo Lugar: Desaparecido Para Sempre de Harlan Coben.

Foi o livro que mais me surpreendeu do autor até hoje. E olha que superar alguns antigos é bem difícil. Mas Desaparecido Para Sempre foi extasiante já que até o fim as revelações vieram acontecendo e sempre ainda maiores que suas antecessoras.

image

Terceiro Lugar: Os Segredos de Colin Bridgerton de Julia Quinn.

Eu sou apaixona pelas obras desta mulher. Se você ainda não leu algum livro dela, acredite, você precisa. E comece pelos Bridgertons que se tornaram minha família de época favorita. E principalmente, me fez torcer e shipar o casal Penelope e Colin desse quarto livro que foi inesquecível.

image

Quarto lugar: Para Sempre Alice de Lisa Genova.

O livro mais emocionante de 2015. Nele eu entendi coisas que não entendia sobre a doença. Me indentifiquei e chorei bastante com as palavras da autora.

image

Quinto lugar: O Orfanato da Senhorita Peregrine Para Crianças Peculiares de Ramson Riggs.

A última escolha foi o livro de Riggs que foi um brilhante começo para sua serie. Também é um livro pelo qual me apaixonei, já que tanto a escrita do love como a historia apresentada são impressionantes.

image

Continuar lendo Retrospectiva Literária 2016.

Enfim ele se foi! E enfim um novo chegou!

Oii leitores fantásticos. A sumida aqui está de volta com muitas novidades para 2017 porque com um novo ano é necessário novas modificações. Mas antes de tudo preciso fazer um texto (rs). Lá vai.

Em 2016 eu fiz coisas que não imaginava que fosse capaz. Eu conheci pessoas porquem me apaixonei e que desejo levar para o resto da vida. Quando eu era mais jovem mais jovem do que estou agora pelo menos eu acreditava que todas as amizades permaneciam. Mas a verdade é que só as mais fortes e mais sinceras fazem isso. Se olhar para trás, você vai perceber que muitas pessoas entraram em sua vida e muitas saíram com facilidade. E só aquelas realmente importantes permanecem fortes como deveriam.

Então primeiro tenho que agradecer a minha melhor amiga (perdoe-me mas é ela), Kethlyn Galdino (Parabatai Books) que esteve comigo durante o ano todo. Nas horas que me senti sozinha, que precisei de uma boa conversa ou simplesmente sorrir você estava lá Keth e não tenho como não te agradecer por isso. E olha que não nos conhecemos pessoalmente, imagine se sim. Mas Keth, eu só tenho que te desejar um futuro promissor. Na verdade eu já estou observando ele ser construído e sei que de agora em diante ele só vai crescer ainda mais. Tenha um 2016 brilhante.

Ainda tenho que agradecer a sorte que tive de entrar em um grupo de Hogwarts, que rolou uma treta muito louca mas que se não fosse ela (principalmente), não teria me afeiçoado mais à seis pessoas. Nane minha crusha de mente, Johw Snow o crush mesmo, o PokeRRafa um eterno pokemon, a Loh meu pão-de-queixo, Aryen a mina que é um arraso e ao Carlos que raramente converso (figurante) mas que sempre me faz sorrir. A cada um de vocês eu quero dizer duas coisas: 1. Me perdoem pela minha falta de filtro tantas vezes porque com vocês eu nunca uso ele   mesmo e 2. Eu vou continuar com a falta de filtro porquê é ela que faz de vocês tão especiais pra mim. É o jeito como cada um a sua maneira me faz sentir livre e especial. Eu também quase não apareço, mas quando o faço saibam que é porque eu sei que serei bem acolhida. Vocês fazem dos meus dias mais especiais, com suas alegrias e com suas palavras. Saiam que vocês são amados por mim e que eu sempre vou agradecer tê-los conhecido.

E por fim mas não menos importante conheci esse ano, na verdade no fim do ano passado, as minhas doces Antigas que hoje fazem parte do meu dia-a-dia. Sei que não converso muito, mas uma das metas desse ano meninas é me inteirar mais com vocês pois amo vocês e preciso que essa amizade seja preservada. O carinho de vocês é muito importante para mim. E estou fazendo votos pra continuar sendo por muito tempo.

image

Vamos lá então as mudanças no blog para o ano que vem. Serão poucas, mas acho que explicar vai ajudar ao leitor a se encaixar.

Primeiro eu vou abrir uma aba de conto onde ou vou publicar contos particulares ou comentar sobre contos famosos, já que toda forma de leitura é válida. Também irei abrir uma aba especial para falar sobre series e filmes uma vez por mês, pelo menos. E por fim, as resenhas aqui no blog vão ganhar uma regularidade de pelo menos duas vezes por semana. E também a diamagração do blog em relação aos posts vai mudar.

Essas mudanças se iniciaram a partir de Fevereiro desse ano, mas já comecarei a implantar nesse mês. Espero que vocês gostem porque vai elas vão ser feitas com todo carinho.

Mil Beijos. Jessica Rabelo.