Arquivo da categoria: Tag

( TAG ) The Big Bang Theory

Oi Corujinhas.

Essa semana foi dia de se despedir de uma das minhas séries favoritas. Com um humor ácido, personagens icônicas e física aplicada de maneira não convencional, The Big Bang Theory é uma das responsáveis por dar aos nerds um espaço no mundo. Após doze temporadas, a sitcom foi finalizada de maneira excepcional. Choramos e nos divertimos, mas muito mais que isso, vimos mais uma vez a importância da amizade.

Para homenagear a séries, escolhi criar e responder uma tag em sua homenagem. Como espero não dar spoilers, vou deixar o livro escolhido e a sinopse. Espero que gostem.

1. Bazinga: Um livro com um personagem ou elemento que te enganou.

terras metalicasSinopse: A Última Guerra lavou a atmosfera com uma massa nuclear, tornando-a incapaz de sustentar a vida. Para continuar sobrevivendo, a humanidade precisou se adaptar, isolando-se numa atmosfera artificial: a Esfera, local onde tem se mantido com o passar das gerações. A utopia da sociedade reinou desde então, com a paz sendo mantida com mão de ferro pela Elite. Mas essa paz pode acabar… Raquel é uma recém-formada em primeiro nível na Academia, que passa seu tempo livre entre Saturno – o parque temático da Esfera – e divagações sobre seu sonho de voar. Ao iniciar uma nova etapa de vida, ela vai encarar a cerimônia de implante que pode tornar esse sonho realidade, se a habilidade dos Túneis lhe for conferida. Mas essa nova etapa também vai levá-la por caminhos perigosos… Raquel descobrirá que o IA, responsável por todos os sistemas de sobrevivência da Esfera, está com os dias contados. Como manter a sanidade sabendo que a vida tal qual você conhece está para acabar? Raquel ainda não tem essa resposta, mas vai precisar encontrá-la. E para isso ela precisará, mais do que nunca, da ajuda de seus amigos… Tashi, Tales, Ângelo, Camila, Liceu, Isabela e Nirvana lhe darão sustentação quando tudo o mais na utópica Esfera estiver ruindo.

2. Toc! toc! toc! Penny: Um livro sobre obsessão. 

O Jardim das BorboletasSinopse: Quando a beleza das borboletas encontra os horrores de uma mente doentia. Um thriller arrebatador, fenômeno no mundo inteiro. Perto de uma mansão isolada, existia um maravilhoso jardim. Nele, cresciam flores exuberantes, árvores frondosas… e uma coleção de preciosas “borboletas”: jovens mulheres, sequestradas e mantidas em cativeiro por um homem brutal e obsessivo, conhecido apenas como Jardineiro. Cada uma delas passa a ser identificada pelo nome de uma espécie de borboleta, tendo, então, a pele marcada com um complexo desenho correspondente.

3. A loja de quadrinhos: Um livro que mencione ou tenha super-heróis.

eleanor e park

Sinopse: Eleanor & Park é engraçado, triste, sarcástico, sincero e, acima de tudo, geek. Os personagens que dão título ao livro são dois jovens vizinhos de dezesseis anos. Park, descendente de coreanos e apaixonado por música e quadrinhos, não chega exatamente a ser popular, mas consegue não ser incomodado pelos colegas de escola. Eleanor, ruiva, sempre vestida com roupas estranhas e “grande” (ela pensa em si própria como gorda), é a filha mais velha de uma problemática família. Os dois se encontram no ônibus escolar todos os dias. Apesar de uma certa relutância no início, começam a conversar, enquanto dividem os quadrinhos de X-Men e Watchmen. E nem a tiração de sarro dos amigos e a desaprovação da família impede que Eleanor e Park se apaixonem, ao som de The Cure e Smiths. Esta é uma história sobre o primeiro amor, sobre como ele é invariavelmente intenso e quase sempre fadado a quebrar corações. Um amor que faz você se sentir desesperado e esperançoso ao mesmo tempo.

4. O apartamento 4A: Um livro que te faz sentir em casa.

Harry-potter-e-a-pedra-filosofal-livro

Sinopse: Conheça Harry, filho de Tiago e Lílian Potter, feiticeiros que foram assassinados por um poderosíssimo bruxo, quando ele ainda era um bebê. Com isso, o menino acaba sendo levado para a casa dos tios que nada tinham a ver com o sobrenatural pelo contrário. Até os 10 anos, Harry foi uma espécie de gata borralheira: maltratado pelos tios, herdava roupas velhas do primo gorducho, tinha óculos remendados e era tratado como um estorvo. No dia de seu aniversário de 11 anos, entretanto, ele parece deslizar por um buraco sem fundo, como o de Alice no país das maravilhas, que o conduz a um mundo mágico. Descobre sua verdadeira história e seu destino: ser um aprendiz de feiticeiro até o dia em que terá que enfrentar a pior força do mal, o homem que assassinou seus pais, o terrível Lorde das Trevas.

5. Star Trek: Um livro que você releria mil vezes se pudesse.

pequenas grandes mentirasSinopse: Pequenas grandes mentiras conta a história de três mulheres, cada uma delas diante de uma encruzilhada. Madeline é forte e decidida. No segundo casamento, está muito chateada porque a filha do primeiro relacionamento quer morar com o pai e a jovem madrasta. Não bastasse isso, Skye, a filha do ex-marido com a nova mulher, está matriculada no mesmo jardim de infância da caçula de Madeline. Celeste, mãe dos gêmeos Max e Josh, é uma mulher invejável. É magra, rica e bonita, e seu casamento com Perry parece perfeito demais para ser verdade. Celeste e Madeleine ficam amigas de Jane, a jovem mãe solteira que se mudou para a cidade com o filho, Ziggy, fruto de uma noite malsucedida. Quando Ziggy é acusado de bullying, as opiniões dos pais se dividem. As tensões nos pequenos grupos de mães vão aumentando até o fatídico dia em que alguém cai da varanda da escola e morre. Pais e professores têm impressões frequentemente contraditórias e a verdade fica difícil de ser alcançada. Ao colocar em cena ex-maridos e segundas esposas, mãe e filhas, violência e escândalos familiares, Liane Moriarty escreveu um livro viciante, inteligente e bem-humorado, com observações perspicazes sobre a natureza humana.

 

Espero que tenham gostado das escolhas Corujinhas.
Beijos.

 

 

( TAG ) Mulheres Que Mudaram O Mundo – Original

Oi Corujinhas, faz tempo que não respondo uma tag e como estou cada vez mais me aprofundando em feminismo, resolvi criar uma para exaltar as mulheres que mudaram o  mundo, associando livros maravilhosos à elas – já que não existe um elogio melhor. Para fazer escolhi moças de variadas áreas e assim conseguir apresentar livros com vários estilos também. 

Espero que gostem.

Resultado de imagem para boa noite pam gon̤alves1. Malala Yousef РUm livro que te inspira a lutar por outras pessoas.

Lido recentemente, Boa Noite de Pam Gonçalves foi uma obra que me marcou muito por aludir a problemáticas necessárias para o convívio. É interessante perceber que a Pam trabalhou diversos temas no enredo, mas principalmente a necessidade que nós precisamos dar mais valor a sororidade, ou seja, a união e aliança entre mulheres, baseado na empatia e companheirismo, em busca de alcançar objetivos em comum.

Nunca julgue uma dama pela aparencia2. Amelia Earhart – Um livro que te motiva a conquistar o mundo.

Um dos motivos pelos quais adoro romances de época é a força de suas protagonistas. Apesar da irrealidade, é interessante perceber como todas elas burlam o sistema e se tornam muito mais do que o esperado. Uma obra que me deu certeza disso foi Nunca Julgue Uma Dama pela aparência de Sarah MacLean, onde nossa heroína, Georgiana Pearson, nos mostrar que é possível lutar para ser mais forte que os esteriótipos e ter o mundo na palma de sua mão.

a bela ou a fera3. Nadia Comaneci – Seu primeiro livro favoritado.

Antes mesmo de conhecer esse mundo literário e suas demasiadas manifestações, quando eu era criança a obra A Bela Ou A Fera de Anna Flora me marcou profundamente. Tanto, que ainda me recordo de suas primeira frases e quase toda sua história. Ana é uma personagem cativante que tenta entender o mundo dos adultos e seu crescimento. Eu indico esse livro não somente aos pequenos, mas também aos adultos que gostariam de lembrar todas as incógnitas – muito importantes – de quando eram crianças.

a hospedeira4. Suu Kyii – Um livro que manifesta a verdadeira democracia.

Existem poucos livros que definem a democracia como fonte principal no enredo. A maioria vai justamente pelo lado contrário, afirmando que seria justamente a perda da democracia que faz a sociedade se perder. A Hospedeira de Stephanie Meyer é um exemplo de como a democracia deveria funcionar através das almas. Justas por natureza, as almas tem um sistema baseado nas escolhas. Muito embora subjuguem a humanidade, se entendermos as almas como organização social percebemos a grandeza que as cerca.

simon vs a agenda do homo sapiens5. Jeanne Manford – Um livro pela igualdade LGBT+.

Simon Vs A Agenda do Homo Sapiens é um dos melhores livros com temática LGBT+ que tive o prazer de ler. Muito embora seja mais voltado mais ao Gay do que as outras bases da comunidade, a obra é um manifesto pela igualdade. As cenas são marcantes e as ideologias proposta pela autora não são pesadas, no sentido de imporem alguma coisa. Na verdade tudo surge de maneira muito natural, até porque Becky entende que não existem diferenças entre pessoas gays ou héteros. Somo todos humanos capazes de amar e sermos amados.

Vox6. Maria Quitéria – Um livro contra a desigualdade de gênero.

Também entre meus lidos recentemente, Vox de Cristina Dalcher demonstra a importância da luta pela igualdade de gênero nos caminhos para silenciar a  mulher em demasiadas ocasiões. No obstante a realidade que conhecemos, Dalcher imprimi  no texto a importância da luta, do reconhecimento dos privilégios e a necessidade de se usar a voz quando necessário. É uma obra avassaladora, muito parecida com a sociedade que temos hoje.

a resposta7. Solitude (Guadalupe) – Um livro pela igualdade racial. 

Acho que já devo ter falado dessa obra um milhão de vezes para vocês, mas pensando em igualdade racial não tem como deixar de citar A Resposta, um dos melhores livros que tive o prazer de ler. Narrado no auge da segregação dos Estados Unidos da América, A Resposta tem um significado imenso sobre a natureza do racismo e a problemática dele. Não somente pelas quatro protagonistas, mas por cada pedaço desse mundo voltado a expor as injustiças raciais.

   


Beijos. Até mais. 

(Tag) Meu Natal Literário

Oi Corujinhas, como vão?? Feliz Natal,  e nessa véspera eu não resistir e resolvi responder uma tag temática para vocês. Muito embora natal não seja minha época preferida do ano (a não ser pelo Roberto Carlos ❤), o clima natalino traz boas sensações de união e amor, e nada mais justo que trazer essa sensação para vocês. A original foi criada pela Nuccia do blog As 1001 Nuccias.

Espero que gostem.

1 – Você pode escolher apenas UM livro para ler neste Natal. Qual e por quê?

os 27 crushes de mollyDentre as minhas leituras do ano, uma das mais significativas para mim foi Os 27 Crushes de Molly por ser ao mesmo tempo um livro emocionante e caloroso. Muito embora não tenha o tema do natal, a obra de Becky tem a característica mais marcante da época: o manifesto por amor e igualdade de aceitação de si mesmo e daqueles que nos rodeiam. Com personagens inesquecíveis e uma narrativa simples mas espetacular, é uma obra feita para dar conforto a todos nós. Eu simplesmente amei o livro e super recomendo para vocês.

2 – Tem alguma canção natalina preferida ou que o simboliza para você?

Sim, mas eu não diria que ela é exatamente natalina. Happy Day da Aretha Franklin e Mavis Staples é uma das minhas canções favoritas no mundo. É uma letra simples que fala sobre felicidade quando Jesus conversa com uma pessoa, ou seja, com aqueles que estiverem ouvindo. Não importa quantas vezes eu a ouça, sempre acharei emocionante.

3 – Um livro que combine com o Natal, mesmo que sua história não tenha este tema, qual você indica? (conte um pouco sobre ele).

o sol é para todosNo natal eu sempre leio livros que me despertem alguma coisa, e não necessariamente os sentimentos de amor, amizade ou algo assim. O natal para mim é ser feliz com as pessoas e nesse caso com os livros. Então, indico para vocês meu livro favorito no mundo: O Sol É Para Todos da Harper Lee que traz conforto aos corações, um pouco de medo talvez e muitas aventuras que eu amo. O livro conta a história de três crianças que vivem o apartheid no estado da Carolina do Sul, um dos mais segregacionistas dos Estados Unidos. Durante um período de três anos, as crianças vão ver diversas situações de preconceito e aprender que todos somo iguais, independente da cor ou daquilo que aparentamos.

4 – Qual a comida de Natal que não pode faltar em sua casa?

Panetone. Ahh, eu amoooooo panetone e sim, o de frutas. E acho que é uma das comidas mais incompreendidas do mundo.

5 – Um livro de TERROR/HORROR que tenha enredo natalino:

giphy

Não conheço. Gente, eu quase nunca leio terror. Não me julguem. Mas quem conhecer algum me indique, quem sabe eu leio.

 

6 – Cite um programa de TV ou filme que você sempre assisti nessa época.

tenor.gif“São tantas já vividas, são momentos que eu não me esqueci”. Gente, eu amo com todas as minhas forças o especial do Roberto Carlos. Todo ano, eu assisto com minha mãe e sempre aumento minha play list depois. O Roberto Carlos é meu compositor favorito, e mesmo que muita gente torça o nariz para ele, tenho certeza que tem pelo menos uma música do cara essa gente deve gostar. 

7 – Um livro que você recebeu de presente de Natal: amou ou detestou? E por quê?

516k5nPlBlLA Keth e eu (principalmente a Keth) sempre trocamos livros no natal. Ela sempre me manda mais de um exemplar, e um certo ano, a lindíssima me mandou um livro de colecionador da série Game Of Thrones que até então era minha favorita. De modo que eu realmente gritei quando recebi: então esse foi meu favorito ganhado no natal.

8 – Como você costuma comemorar o Natal? Família, amigos, viajando…?

Com minha família, de preferência a mais próxima – eu, mamãe, papai, meu irmão e minha recem adquirida cunhada -, em uma ceia simples mas com muito carinho. Nós normalmente conversamos, vemos tevê e brincamos uns com os outros.

9 – Para cada palavra e explicação, cite um personagem (e sua obra de origem) que combine com ela:

Papai-noel Jesus (personagem de grande coração): Atticus, O Sol É Para Todos.
Duende (personagem trabalhador):
Duncan West, o magnata da imprensaNunca Julgue Uma Dama Pela Aparência
Bengala (personagem secundário que se apoia no principal): MelanieA Hospedeira
Árvore Enfeitada (personagem chamativo): Magnus BaneO mundo de Caçadores das Sombras de Cassandra Clare
Grinch (personagem vilão preferido): Darkiling, Sombra e Ossos.

10 – Escolha 3 livros aleatórios e substitua uma palavra do título de cada um por “NATAL”:

Ahh adoro essas coisas:
1. Natal Exemplar (Garota Exemplar)
2. A Maldição do Natal (A Maldição do Vencedor)
3. Como Eu Era Antes do Natal (Como Eu Era Antes de Você)

 

Então é isso amores, espero que tenham gostado. Beijos.

(Tag) Primavera, Romance de Época

Olá Corujinhas. Passeando pelos blogs que mais gosto, encontrei essa tag no Balaio de Babados criada pelo instagram @euli_voutecontar. Como eu adoro romances de época e mesmo sendo época de Halloween não consegui deixar de responder. Espero que gostem.

entre a culpa e o desejoA flor da temporada → A melhor mocinha dos romances de época.

Phillippa Marlbury de Entre A Culpa e o Desejo ganhou meu coração e não é segredo para ninguém. Pippa é uma mulher que está fora dos padrões sociais mas que não se deixa abalar por isso. Ela tem plena consciência de quem é do que deseja, não se colocando para trás pelas dificuldades que as pessoas lhe impõem por ser mulher. Pippa é uma guerreira de todas as formas que consigo pensar, mesmo naquilo que parece mais improvavél

era uma vez no outonoAh! Os jardins… → Um livro com uma cena inesquecível de um casal nos jardins.

Marcus e Lillian em protagonizaram uma de minhas cenas favoritas no jardim das borboletas. O engraçado que não sou uma pessoa romantica, mas a cena me fez – literalmente – suspirar. Muito embora Marcus tenha acabado com o clima no final, as palavras ditas pelos dois nos jardins são lindas e de certa forma é o primeiro passo para que eles se entreguem a paixão. Se você não leu a série As Quatro Estações do Amor eu super recomendo. É sensacional.

simplesmente o paraisoBem me quer, mal me quer → Um livro onde o casal, ou um dos dois, fica indeciso sobre os sentimentos do outro.

Então… Todo casal (ou a maioria) dos romances de época passam por essa era de indecisão, e para mim, algumas vezes soa bastante irritante. Por isso minha escolha vai para Marcus e Honória de Simplesmente O Paraíso. Julia Quinn é uma das minhas autoras favoritas, mas essa indecisão do casal foi um ponto bem (mas bem!!!) negativa para a obra.

o principe dos canalhasO cravo e a rosa → Um livro com casal brigão.

A Jessica de O Príncipe dos Canalhas teve uma atitude bastante radical contra Lorde Dain. Até mesmo fico com certa pena do Dain (ou não). Além disso, elejo esses dois por toda trajetória que tiveram no livro bem cão e gato desde a hora que se conheceram até, praticamente as últimas páginas. Esse livro eu quase não menciono, mas indico muito a leitura.

a caminho do altarGirassol → Um mocinho que faça um lindo gesto de amor.

Gregory Bridgeton é com certeza um dos mocinhos mais apaixonados dos romances de época. Em A Caminho do Altar, Gregory faz um gesto de amor por Lucinda. Na verdade, o cara faz vários quando se dá conta dos seus sentimentos pela moça. E cada um é mais emocionante que o outro.

nove regras a ignorar antes de se apaixonarO perfume das flores → Melhor livro de romance de época da sua estante.

Sem duvidas, Nove Regras A Ignorar Antes de Se Apaixonar é meu livro favorito, não somente nos romances de época como também um dos melhores na vida. Sarah MacLean é minha escritora favorita e isso deve ao fato de seus livros serem dotados de feminilidade e força. Mas em Nove Regra, McLean consegue ir a além disso de maneira exponencial. Todos os personagens conseguem ir muito além do que aparentam. Sem contar que o romance entre Callie e Gabriel é um dos mais bem construídos.

47523ba95be7fe4f99a235f04324f53e.jpgSemeando flores → Indique uma autora de romance de época.

Indico a Julia Quinn por sua diversidade na escrita. Muito embora Sarah seja minha favorita, a Quinn consegue não se prender as densidades. Seus livros podem ir do mais dramático ao mais hilário sem perder o tino. E se serve de dica ainda maior, a série Os Bridgertons será adaptado para a Netflix.

uma noite para se entregarNem tudo são flores → Um romance de época que te decepcionou.

Tessa Dare em Uma Noite Para Se Entregar foi completamente enfadonha, para não dizer extremista. Muito embora eu goste de histórias a frente do tempo, algumas situações foram completamente fora da casinha que não condizem nem sequer com o nosso. Não sei se pretendo ler mais da autora futuramente, contudo, posso dizer que ela vai precisar se superar para conseguir meu voto.

Paisagismo → Uma capa linda, perfeita, impecável.

segredos de uma noite de verão

**************************************************************

Então é isso Corujinhas, espero que tenham gostado da tag de hoje.
Beijos.

(Tag) E(leitores)

Oi amores, como vão? A TAG de hoje eu vi no blog Caverna Literária e como eu achei super divertida vou trazê-la para vocês. Além disso, do tempo propício para respondê-la, eu percebo que essa TAG também nos faz lembrar do verdadeiro significado das eleições que é o direito a opinião onde muitos de nós temos esquecido disto nos últimos tempos.

Vamos começar?

1. Eleições 2018: O melhor livro e o melhor personagem de 2018 (até o momento)

pequenas grandes mentirasPequenas Grandes Mentiras que li no começo do ano se mostrou insuperável. A narrativa de Liane Moriarty foi sensacional, carregada de personagens reais que não somente me fizeram apaixonar pela obra, como me mostraram o significado de ser mãe e ser mulher em um mundo dominado pela força esmagadora da dependência masculina. entre a culpa e o desejo
E a melhor personagem, sem sombra de dúvidas foi Phillippa Malrbury do livro Entre A Culpa e o Desejo da Sarah MacLean. Sou apaixonada por romances de época, mas principalmente por mocinhas fora do padrão que não estão nem aí para isso. E por Pippa foi exatamente assim e muito mais. Chega ser difícil expressar o quanto sou apaixonada por quem ela é.

2. Promessas vazias: O livro tinha uma capa linda, uma premissa maravilhosa, só recebia elogios, e no entanto… 

jogador numero 01O Jogador N° 1 do Ernest Cline foi bem decepcionante. Engraçado que na época que havia gostado, mas então fui pensando cada vez mais sobre o assunto e percebi que só o que vale nessa obra é a nostalgia. Porque apesar do Ernest ter uma grande história em mãos, ele acabou se perdendo na sua desenvoltura, que se tornou um tanto procrastinada e sem direcionamento certo. De certo modo, foi uma perda de tempo.

3. Essa causa eu apoio! Um livro que aborda uma temática que você acha importante.

antes de casarO livro da Bárbara Machado, Antes De Casar toca em uma das temáticas que eu mais teclo nos últimos tempos. As mulheres, os homens, todos como sociedade vemos entender nossa importância para além de outras pessoas. Devemos pensar primeiramente em quem somos como indivíduos antes de nos vermos em relacionamentos. Ser feliz depende muito mais do amor que temos por nós mesmos que pelas outras pessoas.

4. No meu governo… Qual clichê literário você proibiria na “Constituição dos Autores”?

peça-me o que quiserPeça-me O Quiser de Megan Maxwell. Até hoje não consigo entender como a autora se prestou a escrever um livro tão sem conteúdo. Não é só porque você escreve hot que seu livro inteiro deve ser focado nisso. Mas o pior de tudo foi a mocinha que não tem um pingo de autoestima e se presta a papeis que me davam vergonha alheia de simplesmente estar lendo aquilo. Foi o último livro que li porque havia começado e com certeza essa foi a melhor lição do livro: ler somente aquilo que me faz bem.

5. Voto de confiança: Um livro que você ainda não leu, mas acha que tem grandes chances de favoritar.

os criadores de coincidenciasOs Criadores de Coincidências da Yoav Blum está na minha meta desde o meio do ano quando vi as resenhas sobre ele. Eu não costumo me fixar nas sinopses dos livros, mas se algo me atrai nessa obra e que me faz suspirar de vontade para lê-la é a inovação que parece vir acompanhada nessas páginas. Sendo uma apaixonada por fantasia e com um espírito que adora novidades, tenho certeza que essa obra pode vir a si tornar uma de minhas favoritas.

6. 1% das intenções de voto: Essa é a hora de indicar aquele livro que ninguém conhece, mas você ama.

bentoEu amo os livros do André Vianco e muito embora muitas pessoas tenham ouvido falar dele, a maioria nem sequer leu o que é uma absurdo pois o autor tem um talento incrivel para criar histórias resgatando verdadeiramente o significado das mitologias vampirescas que conhecemos. Os livros da Trilogia Bento são uma prova disso. O primeiro é meu favorito, onde o autor surpreende a cada minuto criando uma história encadeada repleta de emoções.

7. Numa democracia, vence a maioria… Mas todos devem ser ouvidos! Deixe aquela sua opinião polêmica sobre o livro que todo mundo gostou, menos você 😉 

a culpa é das estrelasEu sou conhecida popularmente como do contra e é realmente incrível como eu sou capaz de gostar de obras que todo mundo odeia e detestar obras que todo mundo ama. Um bom exemplo disto é o livro A Culpa É das Estrelas do John Green que, apesar de não ter detestado, também não posso dizer que amei ou que me surpreendeu. Na verdade gosto apenas das últimas três páginas. O motivo do meu desamor é que a obra é um tanto resumível. Lê-la toda e ler a carta de Augustus dá no mesmo: a lição aprendida é a mesma. De modo que eu considero o resto bem desnecessário.

8. Quando o horário eleitoral rende boas risadas: Um livro que mais te divertiu do que qualquer outra coisa. 

Em Casa Para o Natal

Comprado em uma promoção das Americanas, Em Casa Para O Natal foi um livro super divertido que eu realmente não esperava rir tanto. A verdade é que tenho problemas com alguns livros que se dizem comédia, mas que quando eu leio fico com uma cara de taxo horrenda de ter lido errado. Mas a obra de Cally Taylor me fez rir a ponto de precisar largar a leitura e respirar. Apesar disso, o livro não pode ser considerado como além de divertido. E por isso ele é apenas divertido acima de qualquer outra coisa.

9. Mandato de 4 anos: Se você fosse obrigado a escolher um único autor para ler nos próximos 4 anos, quem seria? 

Harlan.JPGHarlan Coben hoje, Harlan Coben amanhã e Harlan Coben para sempre! Brincadeiras a parte, do norte-americano sempre figuram entre os mais lidos de um determinado ano para mim. Além disso, poucas são as obras de Harlan que me decepcionaram e já passei da casa dos 20 da leitura de exemplares de sua autoria. Harlan é genial, e eu leria somente suas obras por quatro anos com muito prazer.

10. É golpe! Se um vilão literário tomasse o poder do país, quem você gostaria que fosse e por quê? 

sombra e ossosO Darkling. Primeiro, porque eu sou apaixonada por ele logo seria sua primeira dama (Ha!). Segundo, porque acredito em parte nas suas motivações para querer tomar o poder de sua terra natal. O Darkling, ao contrário de muitos vilões, não é um louco que deseja poder, ele deseja algo mais com aquilo, o que torna sua busca válida, muito embora seja errônea. E terceiro, eu já disse que sou apaixonada pelo Darkling????

11. O discurso perfeito: Parece que esse livro foi feito para me agradar! 

a cidade muradaTentando não citar os mesmos livros de sempre, esse ano li A Cidade Murada da Ryan Graudin e lembro de ficar impressionada pela obra que não me saiu da cabeça pelos dias seguintes. Narrada em contagem regressiva, o livro mostra como seria um mundo sem regras dominado pelo crime. Mas acredito que o que tenha mais me impressionado na obra, foi o fato de se passar em um lugar que existiu de verdade, dando ainda mais força e realidade ao que estava sendo contado.

12. Que debate! Dois personagens de livros diferentes que você gostaria de ver juntos na mesma história. 

Harry-and-Percy-harry-potter-and-percy-jackson-crossovers-34813762-460-500
Artista desconhecido

Como sou nostálgica, eu gostaria de ver um encontro de Harry Potter e Percy Jackson, trabalhando juntos contra forças mágicas e mitológicas. Na verdade esse encontro eu desejo desde que li o livros de ambos e sempre achei que fosse muito possível. E francamente, não deve ser muito difícil promover um encontro assim considerando quem eles são certo?? Harry, aparate e Percy, voe.

13. Voto é secreto! Mas eu sei que tu quer contar o spoiler daquele livro pra todo mundo! hahaha Mostre o livro e nos conte, mas seja discreto e não esqueça de deixar a LETRA EM BRANCO, ok?

corte de asas e ruinaComentário sobre uma das cenas finais de Corte de Asas e Ruína. Selecione a entre os emojis para ver ➡ Sabe Sarah, se você não ia realmente matar o Rhysand não precisava daquela coisa toda. Quer dizer, todo mundo sabia que ele não ia morrer e com certeza você poderia encontrar uma cena diferente para mostrar o arrependimento do Tamlin. Sendo sincera, foi clichê do modo ruim e eu senti uma certa vergonha alheia. Mas tudo bem! Acontece!!! ⬅ Que desabafo, obrigado tag pela oportunidade de fazer isso.

 

Então amores, essa foi a tag de hoje. Espero que tenham gostado. Em breve trarei mais algumas.

Beijos.

 

 

( TAG ) Little Mix Booktag

Oii Corujinhas. Hoje é dia de tag aqui no blog e esta eu vi no blog Leitura Por Excelência. Para quem não sabe, Little Mix é uma banda de quatro meninas e essa tag reuniu suas musicas para fazer desafios para o leitores. Como eu conheci a banda por agora (~le atrasada como sempre), achei bem legal responder a tag para vocês. Espero que gostem.

❦────── ❖ ── ✦ ── ❖ ────── ❦

O Rei Demonio01. Black Magic: Cite um livro que envolva magia, criaturas ou demais elementos sobrenaturais.

Minha leitura atual, O Rei Demônio de Cinda Williams Chima envolve bastante elementos sobrenaturais. O livro gira em torno de dois jovens, a Princesa Raisa e o ladrão Han. Em um mundo de clãs, reinos e seres misticos tudo sofre uma colisão quando o mundo desses dois se encontram. Enquanto Han vai descobrir os segredos ocultos de seu passado, Raisa vai tentar provar que é muito mais que um objeto em um jogo de astúcia e poder. Até o momento tenho gostado bastante da leitura desse livro que é o primeiro de uma série composta por 04 obras.

a hospedeira02. Shout Out to My Ex: Cite um livro que constrói perfeitamente a evolução de um personagem.

Em A Hospedeira, Stephenie Meyer constrói uma personagem fabulosa a sua própria maneira. Porquê apesar de Peregrina ter uma personalidade forte, o ponto de partida para esta é o fato de Peg não ser desse planeta. Desse modo, a autora constrói um livro que auxilia Peg a entender-se como parte de uma comunidade humana e perceber os diferentes sentimentos que a rodeiam. Esse é sem dúvida meu livro favorito de Meyer, apesar de não gostar tanto da maior parte dos personagens. Mas é uma leitura que vale super à pena.

Os homens que não amavam as mulheres03. Salute: Cite um livro em que a protagonista seja empoderada.

Em meio a tantas obras que vivo mencionando nesse blog, existem aquelas que por algum motivo eu amo mas quase não falo. A trilogia Millennium é uma destas obras que eu amo com todo meu coração, mas raramente falo. Com o próposito de relatar as injustiças que ocorrem com as mulheres suecas (e de todo mundo por escala), Stieg Larsson conduz uma personagem que tem todos os artificios do empoderamento desde seu corpo até mesmo sua mente. Lisbeth Salander é uma de minhas personagens favoritas e se você não conhece essa obra, sugiro que a leia, pois são livros de tirar o folêgo.

entre a culpa e o desejo04. Nobody Like You: Cite um personagem que você simplesmente não supera.

Ah eu com certeza ainda não superei minha Pippa Marlbury. Se você não a conhece, não sabe a moça incônica que esta perdendo. Pippa é bonita do seu jeito, inteligente e muito a frente do seu tempo. Seu romance  é um charme a parte que nos faz realmente crer no poder do amor e na força feminina. Eu poderia dizer que não supero a maioria das personagens de MacLean porque todas são a exaltação das mulheres do mundo. Leiam Sarah MacLean pessoas, só leiam!

a maldição do tigre05. The End: Cite um livro que você amava antigamente e hoje não entende o porquê.

Vou mudar um pouco o teor dessa pergunta, porque não existe um livro que eu me arrependa de ter lido ou tenha vergonha dele, pois cada leitura me ajudou a crescer mentalmente. Mas existem aqueles livros que você para e pensa: Se eu lesse hoje, talvez não gostasse tanto. A Maldição do Tigre, a saga em realidade foi uma das primeiras que li na vida. Me lembro com bastante carinho dos dias que passei lendo, mas sei que não gostaria tanto se fosse por agora. Eu ando bem chata com obras em geral e o triângulo amoroso de Kelsey, Ren e Kishan me irritaria profundamente além da obviedade de toda a história em si.

peça-me06. F.U.: Cite um livro que não atendeu às suas expectativas.

Existem vários livros que não atenderam minhas expectativas, mas se vocês querem saber aquele que quando penso fico revoltada por ter perdido meu tempo lendo aquela bagaça é com toda certeza do mundo foi Peça-me O Que Quizer da Megan Maxwell. Sabe, eu não tenho nada contra livros com teor erótico, na verdade gosto bastante deles, mas esse livro em questão foi tão pornográfico que me deu certa repulsa. Na época que li, tinha tanta gente falando bem que corri para obra e sinceramente foi uma decepção pelo fato da personagem principal não ter nem o mínimo do chamado amor próprio.

o ladrao de raios07. Hair: Cite um livro que tenha um grupo de amigos(as) que você ama.

Pra provar que existe como não citar Harry Potter (apenas um comentário tá?) meu brotop do coração vem de uma saga maravilhosa que se você se acha fã por assistido o filme sugiro que se retire. Percy Jackson. Annabeth Chase e Grover Underwood são os melhores amigos mais engraçados e fofos do mundo. Em todo o caminho percorrido nessa saga, os três provaram ser amigos mesmo quando tudo estava contra eles. E quando digo tudo, quero dizer tudo mesmo. Até os Deuses do Olimpo.

Estrelas Além do Tempo08. Power: Cite um livro cuja história seja inspiradora.

Com um filme homonimo lançado em 2017, Estrelas Além do Tempo é um livro inspirador sobre a luta feminina por igualdade em um mundo dominado por homens. Foi uma das primeiras biografias que me dediquei, pois o livro é baseado em fatos reais e conta como era vida das mulheres que trabalharam na NASA durante o período da Guerra Fria. Chega a ser revoltante ver como as pessoas as tratavam, com aquele desgosto evidente em seus rostos mesmo elas sendo a uma das principais responsáveis do homem ter chegado à lua.

Jogos vorazes09. Secret Love Song: Cite um personagem que você admira em segredo porque ninguém gosta dele.

Admiro em segredo o Presidente Snow de Jogos Vorazes. Ninguém gosta deste homem no sentido de admirar o que ele fez e como ele chegou ao poder. Mas superando as maldades, consigo ver muita lógica em suas atitudes e suas palavras. Os seres humanos sempre acabam por achar um jeito de acabar com a paz trazendo guerra à todos nós por conta de suas memórias fracas. Por isso, apesar do horror que foram os Jogos Vorazes, o motivo foi bastante convincente: manter todos com medo do que se passou e do que poderia vir.

as vantagens de ser invisivel 10. Love Me or Leave Me: Cite um livro que você demorou para terminar de ler.

Demorei quase duas semanas para terminar de ler As Vantagens de Ser Invisivel muito embora o livro não possua mais que 200 páginas. A verdade, é que na época que eu li estava numa fase de ressaca literária e acabei empurrando com a barriga. Mas o engraçado é que eu acabei amando o livro pela pureza de uma história sobre adolecência e auto conhecimento. Acredito que me indentifiquei bastante com Charle, com sua timidez, com sua facilidade em enxergar a vida e com todos os ensinamentos sobre ser feliz que conseguiu passar.

❦────── ❖ ── ✦ ── ❖ ────── ❦

Então amores, essa foi a tag de hoje, espero que vocês tenham gostado. Beijoss.

( TAG ) Moda e Literatura BookTag

Oii gente. Hoje é dia de mais uma tag para vocês e esta eu vi no blog da Juh do Nuvem Literária. Como estava caçando algumas tags diferentes, achei esta super divertida e fiquei com vontade de responder. Como podem perceber a tag gira em torno de moda e de livros, duas coisas que amo. Espero que gostem.

Vamos começar?

 

transferir

1) Um “livro pretinho básico”
Um livro que em qualquer época, todo mundo leu/ tem e se não leu tem que ler.

Todo mundo que eu conheço parece ou ter, ou querer ou ter lido Orgulho e Preconceito de Jane Austen. Eu mesma realizei leitura no ano de 2014 e gostei apesar de não ser um dos meus clássicos da vida. Mas sim, é uma leitura que vale à pena pela força que a Elizabeth apresenta na trama e os desafios que ela e Darcy enfrentam para ficarem juntos. Uma das coisas que mais gostei no livro, foram esses desafios e as inverdades que surgiram no caminho deles.

 

transferir (1)

2. Um “livro alta-costura”
Um livro pelo qual vale pagar caro; pela qualidade literário e/ou editorial.

Eu não tenho (infelizmente) o livro Os Miseráveis, mas já tive contato com suas edições e francamente, elas são maravilhosas com M maiúsculo. Além disso, a história apesar da enormidade é linda e várias vezes durante sua leitura fiquei emocionada com a forma com o qual Victor Hugo conduz sua história. Quem não leu, eu indico. É uma obra sensacional.

 

 

Divergente

3. Um “livro Fast-fashion”
Leu quando estava todo mundo lendo e gostou; mas hoje já não leria.

Divergente foi uma das trilogias que mais amei na época que bombou no Brasil e que o gêneroe esta em alta, mas eu com certeza não entraria na leitura. Me decepcionei com o final arrastado e mal elaborado da autora, muito embora na época tenha achado razoável. Mas sabe como é? Você termina um livro, acha bom, fica pensando nele e no fim das contas percebe que não foi tão bom assim.

 

 

screenshot_2017-08-05-20-41-41-1.png

 

4. Um “livro calça jeans”
Um livro descontraído que agrada todos os estilos de leitores.

Simon Vs A Agenda do Homosapiens parece ser modinha, mas a realidade é que este é um livro encaixavel em qualquer situação. Mesmo quem não gosta de temas LGBTS, vai se identificar com a história pois Simon é antes de tudo um garoto apaixonado. Um dos motivos para eu gostar tanto deste livro é o fato que a autora não se prende ao esteriótipo ao homosexual, assim o livro é super descontraído.

 

transferir

5. Um “livro Scarpin bico fino”=
Um livro muito bom mas que foi difícil de ler. Pode ter te causado desconforto pela forma de escrita/narrativa ou por algum detalhe da historia. Mesmo assim, você leria outras vezes!

Não posso dizer que O Oceano No Fim do Caminho foi uma leitura super complicada, mas houve momentos que precisei parar para respirar. Assim como em Coraline, Neil Gaiman escreve para adultos através dos olhos inocentes de uma criança. Tal artifico faz um duplo sentido na narrativa de nós leitores enterdemos, o que as crianças não entendem. Assim é um livro complicado, pelo trato imaginário que o autor coloca em dualidade na obra.

 

Então amores. Essa foi a tag de hoje, espero que tenham gostado. Já leu algum desses livros?? Beijos.

( TAG ) Crush BookTag

Minhas caras Corujinhas, hoje é dia de responder mais uma tag aqui no blog com dobradinha lá no instagram: mesma tag, outras respostas. Essa tag foi criada especialmente para todos apaixonados em livros.

Vamos começar?

download

 

01. Olá, tenho interesse:
– Um livro que você precisa ler.

Preciso ler Nevernigth que pelo visto é apaixonante. Todo mundo fala de Mia Corvere e sua história de Girl Power. Sou apaixonada por personagens assim e mal posso esperar para entender não somente o que a faz ter essa fama, como também por querer descobrir os segredos que a levaram até lá.

 

 

Capa

 

 

02. Chega no crush e diz…
– Um livro onde a mocinha tem atitude.

Um que li em Janeiro e foi apaixonante. Entre A Culpa E O Desejo da Sarah MacLean onde a personagem principal pede à um libertino que simplesmente a ajude a entender a mecânica dos atos sexuais (pelo lado científico, é claro).

 

 

download

 

 

03. Podia ser a gente mas você não colabora.
– Um livro que todo mundo amou, mas você não.

Não me batam por favor, mas parece que todo mundo amou Mil Pedaços de Você e eu não. A história não funcionou para mim, mas para muita gente sim e me sinto a diferentona por causa disso.

 

 

baixar-livro-it-a-coisa-stephen-king-em-epub-mobi-e-pdf

 

04. Você não merece Palmas, merece o Tocantins inteiro:
– Um livro que você ovacionaou

Todas as vezes eu vou bater palmas para ele porque, pelos deuses do olimpo, que livro maravilhoso: It – A Coisa do Stephen King foi a minha mais longa aventura de 2017 e com certeza uma das mais gratificantes também. É um livro que fala sobre amizade, medo, dor, raiva, amor… Fala sobre tudo um pouco e só posso aplaudir de pé esse livro fantástico.

 

sg.jpg

 

05. Deu match.
– Crush dos sonhos.

No momento, meu crush dos sonhos é Gabriel St. Johnson de Nove Regras A Ignorar Antes de Se Apaixonar. Ele é perfeito em todos os sentidos. Mas conquistou meu coração pelo motivo simples de ter se apaixonado pela alma de uma pessoa, não sua beleza. Ahhh meus deuses!! Amo esse homem.

 

 

OBeijoDoVencedor.png

 

 

06. Hora de você me dar uma chance.
– Próxima leitura.

O Beijo do Vencedor de Marie Rutkoski. O livro anterior acabou de maneira fantástica e mal posso esperar para ver mais da história de amor de Kestrel e Arin. É uma serie que envolve também política e muita ação. Super indico à todos.

 

 

Sarah_J._Maas

 

07. Você nem é gente, é anjo…
Um autor que escreva maravilhosamente.

Estou cada vez mais apaixonada pelas obras da diva Sarah J. Maas. Os livros da autora apresentam uma característica fantástica onde suas personagens evoluem durante a narrativa. É comum ver personagens Girl Power em ação, mas para mim válido mesmo é ver o caminho que essas mulheres caminham para chegar até lá. Na série de “Corte” por exemplo, a personagem Feyre começa frágil para então encontrar sua força.

 

°❉° ──────── °❉° ───────°❉°

Então amores essa foi a tag de hoje, espero que tenham gostado. Se quiser repetir em seu blog ou projeto fique à vontade. Vai ser lindo ver vocês respondendo os desafios. Um beijo.

| TAG | Cinco Tons Literários

Oii gente. Como vocês sabem esse mês estou em campanha de Novembro Azul para conscientização do câncer de próstata, mas também indo além e tentando informar que todo tipo de câncer deve ser diagnosticado o mais breve possível. Por isso a tag de hoje foi criada justamente para contemplar esse mês. A tag de hoje está sendo feita em parceria com a Vivi do blog O Senhor dos Livros, então não esqueçam de ver o dela depois.

Vamos lá?

1. Azul prussiano.
Um livro que se passe em um país exótico (fictício ou não).
image

Feita de Fumaça e Osso com certeza se passa em um lugar exótico que por sua causa eu fiquei com bastante vontade de conhecer. Contando a história da jovem Karou, o livro se passa a princípio na República Tcheca nos dando paisagens magníficas cheias de magia. Eu super recomendo esse livro pois é uma das melhores trilogias fantásticas que já li. Quem sabe ano que vem não resolvo fazer uma releitura?

2. Azul Royal.
Um livro que tenha realeza.
image

O livro Sombra E Ossos de Leigh Bardugo é envolvido em um mundo de reis e rainhas. Ele conta a história de Alina, que vive em um mundo dominado pelo medo. Eles lutam contra inimigos criados por uma fenda mística criados por uma misteriosa escuridão que também criou uma fenda onde esses monstro abitam. A história se desenrola a partir do poder que Alina descobre possuir e que é uma esperança de finalmente libertação para seu povo.

3. Azul Marinho.
Um livro que tenha passagens em alto-mar.
image

Engraçado como somente agora eu percebi que a maioria dos livros que li não possuem passagens em alto mar. Pode até envolver aviões, mas passagem em alto-mar é difícil de modo que só consigo pensar em um livro. A Fúria dos Reis de George R. R. Martin possui passagens em alto-mar quando narradas pelo ponto de vista do personagem Davos Seaworth que é capitão da frota de um dos candidatos a rei Staniss Baratheon. Além disso, por ser um livro que lida com dois continentes, durante o decorrer dos seguintes há uma grande quantidade de passagens que são feitas em alto-mar. Inclusive batalhas e viagens.

4. Azul Turquesa.
Um livro que seja precioso para você.
image

Um dos meus livros favoritos de toda vida (que eu cito sempre que surge uma oportunidade) é O Sol É Para Todos de Harper Lee. Ele conta a história de um advogado negro que esta à defender um homem negro acusado de estupro nos Estados Unidos em 1950 (época de apartheid). Contado através de sua filha, Scout a história se desenrola trazendo à tona várias situações preconceito racial ou não. É um livro que todos deveriam ler.

5. Azul Bebê.
Um livro que seja leve e divertido.
image

Ler Perdida da Carina Rissi foi uma experiência única. Eu gostei de mais do modo com o qual a autora trabalhou a história nos apresentando uma personagem que é engraçada na medida certa. Fazendo jus ao gênero comédia romântica, Carina Rissi criou um livro divertido ao extremo que nos faz rir, nos faz se apaixonar, e nos deixa pedindo mais.

°•°•°•°•°°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°

Então amores, essa foi a tag de hoje, espero que tenham gostado. Não esqueçam de passar no blog da Vivi para ver a tag que ela apresentou também. E não se esqueçam: contra o câncer, a prevenção é o melhor remédio. Beijos.

| TAG | Estelar.

Oii amores. Tudo bom com vocês? Hoje é dia de tag nova aqui no blog que é de minha autoria e espero muito que vocês gostem. Vou tentar responder com livros que li esse ano e que já tenha feito resenha para que vocês possam conferir ou que virão a ter resenha em breve. Então vamos lá?

•••°•°°••°°°••°°••°•••°°°•••°•°°••°°°••°°••°••
image

1. Estrela Polar.
— Um livro que te ensinou novos caminhos.

Livros que contém ensinamentos são os melhores. É muito boa a sensação de ler um livro e em um dado momento parar a leitura e perceber que estamos lendo algo extraordinário. Uma obra que me causou estremecimento esse ano foi A Resposta de Kathryn Stockett. Um livro que me ensinou muito mais do que só o preconceito, mas também sobre o respeito e coragem e como isso falta aos seres humanos.

image

2. Ursa Maior.

— O maior livro que você já leu.

Esse mês eu tive o prazer de ler It – A Coisa do Stephen King e finalmente entendi o porque dele tem a necessidade de escrever para lá de mil páginas. Ao ler It – A Coisa eu admito que esperava algo extremamente assustador pela monstruosidade de Pennywhise. Contudo o que encontrei foi sintomas da própria humanidade se deteriorando. Foi um livro que me fez enxergar todas as faces do seres humanos, mas principalmente todos os tipos de coragem que devemos ter. Esse livro não foi somente o maior livro em páginas que já li, mas também um dos de maior significado pessoal na minha vida.

.
image

3. As Três Marias.
— Uma trilogia que conquistou seu coração

Apesar de ainda não ter lido todos, A Maldição do Vencedor tem tudo para conquistar meu coração. Seus elementos, desde sua narrativa como seus personagens, fazem meu coração palpitar. Já conquistou meu coração no primeiro livro e deve me arrebatar nos próximo

 

 

.
image

4. Estrela solar.

— O livro mais forte desse ano

Quando eu penso em livros que são bastante fortes, penso também em livros que farão parte da minha vida de algum modo. Eu sofri com o bullying durante algum tempo e toda vez que leio um livro sobre o assunto fico profundamente mexida. A Lista Negra de Jennifer Brown me tocou tão profundamente que chorei, me revoltei, critiquei e me apaixonei por seus personagens durante a história. Ler esse livro me mostrou dois lados de uma mesma moeda, mas como tudo é superável mesmo que não seja esquecido.

image

5. Constelação
— Série que começou e que parece maravilhosamente bem construída.

Me rendi ao charme e a beleza de Corte de Espinhos e Rosas de modo irreparável. Apesar de só ter colocado os pés nas cortes de Prythian, com certeza sei que vou amar a série criada por Sarah J. Maas. É um mundo novo com detalhes que o tornam um dos livros mais bem construídos que eu já li. As descrições são ricas e o personagens bem trabalhados.

 
image

6. Buraco Negro.
— Um livro que quando acabou te deixou destruído(a).

Os Treze Porquês de Jay Asher me deixou destruída com toda a certeza. Quando finalmente (ou infelizmente) finalizei a leitura, me senti órfã e ao mesmo tempo impotente. Como se eu mesma não pudesse ter ajudado Hannah. Como se eu fosse um dos seu motivos.

 

 
image

7. Estrela cadente.

— Um livro que cruzou o seu caminho por acaso.

Sabe quando você tem um amigo que te presenteia com um livro maravilhoso, mas que: a) vocês nunca tinham ouvido falar dele e b) se você visse em uma livraria passaria direto. Até Você Ser Minha da Samantha Hayes segue esse prospecto. Ganhei de presente da minha amiga Keth, mas nunca tinha o visto e com certeza não o compraria pela capa. E mesmo assim se tonou uma ótima leitura que tenho orgulho de ter na estante.

image

8. Vênus: Estrela Dalva.
— Um livro que parecia ser uma coisa de longe, mas que de perto foi totalmente diferente.

Antes Que Eu Vá da Lauren Oliver, apesar de ainda querer um epílogo, foi um dos melhores livros que li esse ano. Narrado em primeira pessoa, este livro conseguiu mexer com meu coração pelo simples fato de ter sido diferente de tudo que eu esperava para ele. Pelo título eu imaginava um livro muito sessão da tarde. Contudo a obra se mostrou muito mais do que isso com um intricamento de acontecimentos que fazem tudo fazer sentido e não ser resumido à uma única pessoa.

•••°•°°••°°°••°°••°•••°°°•••°•°°••°°°••°°••°•••

Essa foi a tag de hoje. Espero que tenham gostado. Se quiser repetir no seu blog/instagram/canal fiquem a vontade. Beijos. Até a próxima.