( Fictisney ) Dumbo – Animação e Live-Action

Após o grande sucesso de Pinóquio e Fantasia, o quarto filme à ser lançado à ser lançado pela Walt Disney Prodution é Dumbo que conta com a história de um elefante antropomórfico chamado de Jumbo Jr, que por conta de suas orelas absurdamente grandes, é apelidado maldosamente de Dumbo (em inglês dumb dignifica estúpido). Entretanto, o filme começou a ser produzido antes da finalização do primeiro longa-metragem dos estúdios, Branca de Neve e os Sete Anões.

3100134_so.jpgEm 1935, os estúdios Disney comprou os direitos autorais da história infantil The Flying Elephant, uma releitura de O Patinho Feio, escrita por Helen Aberson-Mayer e Hadold Pearl que continham ilustrações de Helen Durvay. Em forma orginal, a história havia sido pensada para ser contada em slides, colocadas em pacotes de cereais na forma de pequenos rolos de pergaminho. Entretanto, o nenhum não se sabe se Walt Disney tinha conhecimento desse formato. 

O roteiro foi feito por Dick Huemer e Joe Grant, transformando a proposta inicial de curta-metragem em longa. A partir da obra original, os roteiristas ajustaram a duração para um longa metragem, escrevendo o filme em capítulos que passavam pela aprovação de Walt Disney antes de irem aos animadores. As escritas dos capítulos levou cerca de seis meses, sendo finalizada em 1940 e aprovada para pré-produção no mesmo ano. 

elephant-regression-on-the-couch-with-dumbo-l-nabee_

Em maio de 1941. durante a produção de Dumbo, centenas de animadores iniciaram uma greve contra a Walt Disney contra a disparidade de salário. A rebelião durou cerca de cinco semanas, mas isso refletiu em Dumbo onde os palhaços do filme são a representação dos animadores. Algo que pode ser comprovado em um trecho onde os palhaços cantam as seguintes palavras: “Vamos acertar com o patrão um aumento” ou “Vamos bater no chefe por um aumento”.

Ainda no que diz respeito a produção, Bill Peet forneceu as piadas visuais por sua história com o circo. Além disso, com a ajuda do circo Cole Brothers Circus, foram criadas diversas peças a partir de referencias visuais da película. 

Apesar de toda produção, o filme teve baixo orçamento. Isto porque com o advento da Segunda Guerra Mundial, os longas anteriores foram fracassos de bilheteria de modo que Walt Disney exigiu que Dumbo fosse produzido da forma mais simples e econômica possível. Como resultado, o filme é um dos mais curtos tendo apenas 64 minutos e pouca variedade de detalhes. Mas mesmo assim, a animação obteve uma ótima arrecadação que conseguiu alavancar a Disney.

dumbo-and-mother-752x501

Além disso, a animação recebeu o Oscar de Melhor Trilha Sonora, sendo aclamada pela crítica e ganhando várias versões em diferentes formatos de mídias. Se tornou objeto de estudo e discussões, particularmente no que diz respeito a uma controversa sequência, acusada de preconceito racial, envolvendo os corvos que aparecem em certo momento no filme. Em 2017, foi selecionado para preservação no National Film Registry dos Estados Unidos pela Biblioteca do Congresso, sendo considerado “cultural, histórica ou esteticamente significativo”.

43ecc0aa-7293-47de-b467-c986a4427fb5.sized-1000x1000

Em 2019, Dumbo ganhou uma versão em Live-Action anunciada em julho de 2014. O filme foi dirigido por tim Burton tendo Justin Springer como produtor. Apesar de nomes como Chris Pine e Will Smith estarem em negociações para fazer parte da obra, Colin Farrell assumiu o papel. Em 2017, Eva Green e Danny DeVito se juntaram ao elenco, completado com Michael Keaton. 

O live-action arrecador $89,9 milhões nos Estados Unidos e no Canadá e $177 milhões em outros territórios, para um total mundial de $266,9 milhões contra um orçamento de $170 milhões. Apesar do sucesso comercial, o filme recebeu crítica negativas acusando-o de ser visualmente bom, mas com enredo ruim. Pelo público, recebeu nota média de 6.0.

Em linhas gerais, não posso dizer que Dumbo é um dos meus filmes favoritos, mas diria que é o primeiro filme da Disney não feito para crianças. Ele faz alarde sobre preconceito de imagem e retrata o espirito da época de rechaçar as imperfeições. Com uma boa dose de drama, Dumbo passa a lição de que podemos ser exatamente o que quisermos se não nos preocuparmos com o que os outros pensam de nós. 

 

10 comentários sobre “( Fictisney ) Dumbo – Animação e Live-Action

  1. Confesso que quando criança eu não cutia Dumbo, acho que agora entendo o motivo, precisava ter a mente de adulta para prestar atenção em certas coisas que você pontuou e vejo que fazem sentido, como o lance do preconceito. Além disso, o lance que você falou da Disney, sobre direitos autorais, essa não seria a primeira vez que a empresa faz umas tretas, ando descobrindo outras com relação a outro clássicos, rsrs.
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    Curtir

  2. Olá,
    Te dizer que esses dias eu salvei uma lista com esses clássicos da Disney pra assistir. Não fui criada com essas produções, comecei a conhecê-las depois de véia. E Dumbo é a que sempre tive ranço, pois me chamavam assim na escola e eu odiava. Até hoje, nunca nem vi.
    Adorei conhecer mais da produção clássica. Nem imaginava esse lance da releitura do Patinho Feio.
    Vou tentar assistir as duas versões, espero me emocionar com alguma das duas.

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário. Ele será sempre bem vindo e respondido. Caso tenha um blog, deixe o link que assim que der eu irei visitar ;-)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.