( Motive-se ) Série Mara Dyer – Michelle Hodkin

Há cerca de dois anos, li a série Mara Dyer da autora Michelle Hodkin. Apesar de acreditar que seriam apenas três livros, para minha surpresa foi anunciado outra trilogia no mesmo universo, com a volta dos protagonista e mudança narrativa para Noah Shaw. Apesar de não ser do meu feitio ler universos compartilhados, gosto bastante da série Mara Dyer. Por isso, o Motive-se de hoje será voltado a primeira trilogia e quem sabe, futuramente, não traga sobre a próxima. 

41jlP0so-mL._SY445_QL70_1. ENREDO

Para não estragar a diversão de sua melhor amiga no dia do aniversário dela, Mara Dyer aceita participar de uma roda para jogar a sorte em uma tábua de Ouijá. Alguns dias depois, todos os presentes com exceção de Mara morrem no desabamento de um senatório abandonado. Mara não se lembra de porque estava lá e a resposta parece estar perdida em sua mente pertubada. Para ajudá-la a superar o trauma a família decide mudar para uma nova cidade, um novo começo. Todos estão empenhados em esquecer. Exceto Mara que só quer lembrar. Ainda mais com as alucinações – ou seriam premonições? – Os corpois e o véu entre realidade, pesadelo e sanidade se esgarçando dia a dia. Em uma narrativa alucinante, Mara precisa entender o que houve para ter uma chance de impedir a loucura de tomá-la. 

2. GÊNEROS COMBINADOS

Muito embora seja precocemente tida como thriller, um dos pontos mais emblemáticos da série é a pluralidade de gêneros que são solicitados no decorrer da narrativa. Existe uma pegada muito forte de suspense, grandes enfoques de terror na narrativa, mas principalmente um apelo maior da fantasia nos últimos dois livros da série. 

A Evolução de Mara Dyer3. PERSONAGENS

Como sempre costumo dizer nas minhas resenhas, na maioria das vezes os personagens são o que mais gosto em obras, principalmente quando em gêneros mais fantasiosos. Com a série de Hodkin não é diferente. Apesar do enredo diferente, os personagens principais – Mara Dyer e seu par romântico Noah Shaw – são bem construídos de modo a trazerem mais sobriedade e humanidade a narrativa. 

4. PLOT TWIST

A trilogia inteira é composta de várias reviravoltas. Muito embora seja comum para o gênero, é interessante notar como Michelle contextualiza cada uma delas. Apesar de muitas pessoas acharem a trilogia um tanto arrastada por conta disso, penso que isto traz diferencial ao livro. Não existem cenas jogadas porque cada uma delas tem papel importante para construção da narrativa. 

A vingança de Mara Dyer5. ROMANCE

Como sabem. não sou o ser-humano mais adepto aos romances e não acredito que eles devam ser o foco se o livro não for do gênero. Curiosamente, o romance entre Mara e Noah se tornou fantástico dentro da trilogia. Pelo motivo dos personagens serem mais humanizados, aqui não existe aquela tipicidade de arrogante versus bobinho. Pelo contrário, Hodkin cria um romance que tem seus altos e baixos por conta das imperfeições tanto de Mara quanto de Noah. Se ninguém é totalmente bom ou mau, nesta trilogia a autora demonstra que um relacionamento é uma construção ambivalente entre dois. 

A trilogia Mara Dyer é uma das minhas favoritas da vida. Espero que vocês realmente fiquem com vontade de ler as obras de Michelle Hodkin e se surpreendam tanto quanto eu me surpreendi no decorrer dessa série. 

 

24 comentários sobre “( Motive-se ) Série Mara Dyer – Michelle Hodkin

  1. Oi, Jess!
    Nem preciso falar que amo, né? haha Antes de começar o livro do Noah, eu reli a trilogia da Mara e foi maravilhoso! Eu não lembrava de algumas coisas da trama e passar por todo o sofrimento dos personagens de novo, me fez ver o motivo de gostar tanto desses livros.
    Espero que você leia o do Noah e goste também!
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    Curtido por 1 pessoa

  2. Sabe que vi muitas vezes as capas dessa trilogia, mas não dei muita atenção, tanto que enquanto lia o post, eu tentei lembrar alguma resenha e não consegui. E juro, pensei pq não dei essa atenção? Não imaginava esses livros dessa forma e são muito minha cara. Adoro um thriller, com uma boa pegada de suspense e várias reviravoltas. Fiquei super curiosa agora e vou tentar ler!!!

    Curtir

  3. Acredita que nunca dei nada pela série. Não sei se a sinopse ou a capa, nada nada me chamava a atenção. Nem sabia ao certo sobre o que ela falava mas como amo thrillers, você realmente conseguiu me inspirar com esse post. Fiquei curiosa para saber se ela se lembrou e como tudo foi desenvolvido. Amo trilogias que prendem a gente assim.

    Abraço,
    Parágrafo Cult

    Curtir

  4. Olá, Jessica.
    Agora virou moda os autores escrever continuações de histórias que já tinham terminado. Quando essa trilogia lançou eu estava com bastante vontade de ler porque amei as capas e a sinopse é muito interessante. mas então fui vendo só resenhas negativas dos livros e acabei desistindo de ler.

    Prefácio

    Curtir

Deixe um comentário. Ele será sempre bem vindo e respondido. Caso tenha um blog, deixe o link que assim que der eu irei visitar ;-)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.