(Resenha) Fúria Vermelha – Pierce Brown – Livro 01

Conheci Fúria Vermelha através da Danii (O Clube do Farol) e mesmo com algumas explicações dela, com certeza eu não estava esperando o que me alcançou ao ler o primeiro livro da trilogia Red Rising. Em um misto de Jogos Vorazes e Percy Jackson, a obra de Pierce Brown apesar de imperfeita, não deve ser ignorada.

Título: Fúria Vermelha | Titulo original: Red Rising| Série:  Red Rising #01| Autor: Pierce Brown| Editora: Globo Livros | Ano: 2014| Páginas; 468 | Avaliação: ⭐⭐⭐⭐ | Encontre: Saraiva | Skoob | Amazon
Fúria Vermelha

Sinopse: Fúria Vermelha é o primeiro volume da trilogia Red Rising, e revive o romance de ficção científica que critica com inteligência a sociedade atual. Em um futuro não tão distante, o homem já colonizou Marte e vive no planeta em uma sociedade definida por castas. Darrow é um dos jovens que vivem na base dessa pirâmide social, escavando túneis subterrâneos a mando do governo, sem ver a luz do sol. Até o dia que percebe que o mundo em que vive é uma mentira, e decide desvendar o que há por trás daquele sistema opressor. Tomado pela vingança e com a ajuda de rebeldes, Darrow vai para a superfície e se infiltra para descobrir a verdade.

A morte não é vazia como você afirma ser. Vazia é a vida sem liberdade, Darrow.  Vazio é viver acorrentado pelo medo, pelo medo das perdas, pelo medo da morte. Digo que a gente precisa romper essas correntes. Rompa as correntes do medo e você estará rompendo as correntes que prendem a gente aos Ouros, à Sociedade

Entre tantos pontos positivos, a narrativa de Pierce Brown é minha única ressalva nesta obra. Muito embora e eu tenha apreço por jogos sangrentos, força avassaladora e sentimentos conflitantes dos quais o autor cumpriu cada um desses pré-requisitos, sua escrita lenta deixou a história cansativa. Momentos de ação são realizados em no máximo duas páginas, enquanto narrativas sobre convívio estendem-se mais do do que o necessário. A união das duas coisas resultou em uma escrita plácida e as vezes irritante, pois não há um crescimento gradual que dificulta a manutenção do foco.

Mas se Brown peca na narrativa, o enredo e os personagens conseguem dar o embalo para que não abandonemos a leitura. É certo afirmar que o livro não tem novidades para com o gênero e talvez grande parte disso seja a época que foi lançada. Estamos falando de uma distopia publicada em 2014, no auge do gênero onde morte, jogos e uma sociedade dividida por castas sociais eram determinantes. Mas quando o autor escreve Fúria Vermelha, não se deixa levar apenas por tais estigmas. Existe uma prerrogativa inevitável na obra que faz o lançamento de seus personagens aos extremos.

O homem não pode ser libertado pela mesma injustiça que o escravizou

Como seres sociais, nós seres humanos temos certas tendencias em acreditar no que a sociedade nos diz, já que nos sentir parte e ser aceito se torna uma espécie de meta. Mas se Matrix serve de exemplo, nem tudo que reluz é ouro, nem todo governo é transparente e nem toda realidade é como vemos. Partindo desse conceito, Brown constrói um mundo perverso rodeado por paredes invisíveis feitas da mentira contada para os vermelhos habitantes de Marte. Somos levados a acreditar em coisas, mas principalmente absorvê-las como cultura.

Só que a mentira não dura para sempre, e quando esta se quebra, surge algo novo no seu lugar. Darrow, protagonista da obra, é um tanto hedonista, mas nem por isso é arrogante ou presunçoso. Ele simplesmente sabe de todas suas forças usando-as ao seu bel prazer. Ao decorrer do livro, Darrow cresce como pessoa e aprende a natureza do ser político, onde extermínio e política não são a mesma coisa.

Entretanto, o grande xeque do livro são os personagens secundários que dão as aparências sociais que o livro necessita para ser mais profundo. Ora, se a sociedade não é aquilo que esperamos para ela, as pessoas também não deve ser. Em suas individualidades, os ouros e vermelhos que margeiam o livro para demonstrar o mais cruel ou o mais gentil. Mustang, Sevro e Cassius foram provavelmente meus personagens favoritos pela audácia que Brown teve em humanizar até seus aspectos mais cruéis.

Vocês não me seguem porque eu sou o mais forte. Pax é o mais forte. Vocês não me seguem porque eu sou o mais inteligente. Mustang é a mais inteligente. Vocês me seguem porque não sabem para onde estão indo. Eu sei.

Fúria Vermelha é uma obra espetacular que deveria ser lida por todas as pessoas. Muito embora encontre-se em uma grande falha, seus méritos não devem ser ignorados, pois Pierce Brown traz uma sociedade que engloba várias ideologias. Fascismo, comunismo e ditadura fazem parte da abordagem do autor. E para o momento que não só o Brasil, mas o mundo tem vivido de intolerância e medo, Fúria Vermelha é um ótimo prenúncio do que podemos virar.

  .

28 Respostas para “(Resenha) Fúria Vermelha – Pierce Brown – Livro 01

  1. Olá!
    É impressionante como distopias tem o poder de sempre estarem atuais. É um gênero que produz clássicos instantâneos. Isso me faz refletir sobre a humanidade.
    O enredo me lembrou O Vingador do Futuro e, como eucurto narrativas consideradas mais arrastadas, esse é um livro que chamou minha atenção.
    Bjs!
    gatitaecia.blogspot.com.br

    Curtir

  2. Não vou te matar e nem te torturar por falar que um dos amores da minha vida é arrastado e imperfeito… Vou ser uma versão evoluída de mim, até porque você gostou de bastante coisa. Tipo gostar do Sevro, se você não gostasse, aí teria um problema, rs.
    E concordo com você, todos deveriam ler, rs.
    Parabéns pela resenha!
    Bjo
    ~ Danii

    Curtido por 1 pessoa

  3. Oieee,
    Eu confesso que já estou com esse livro na minha lista do tanto que a Danni fala sobre ele, e eu amo uma distopia entretanto, uma narrativa lenta me destrói kkkkkk, acredito que a história perde todo o potencial que ela têm! Mas mesmo assim, quero dar uma chance a essa história. É uma trilogia também?

    Curtido por 1 pessoa

  4. Oii!
    Adorei o post e a resenha! Também gostei muito da premissa do livro, principalmente quando são críticos e trazem tantos assuntos assim. Vou anotar aqui o livro na lista, mas em dúvida se lerei, porque não gosto muito de leituras lentas e arrastadas.

    Beijos!

    Curtido por 1 pessoa

  5. Oi Jess, tudo bem?
    Acho complicado quando nossa amiga adora um livro e a gente não gosta tanto assim dele néh? A verdade é que temos que reconhecer que algumas histórias são boas mas, tem pontos negativos que precisam ser melhorados nos próximos livros e, outra coisa: gosto não se discute!
    Eu gostei muito da sua resenha e fui procurar a resenha da Danii mas, acabei não encontrando ela no blog! Acontece que gostei da maneira distópica que o livro é escrito e todos os seus apontamentos mas, a história em si não chamou a minha atenção a ponto de comprar o livro e iniciar a leitura nesse momento, espero que os próximos livros sejam ainda melhores e com menos falhas do que esse.
    Beijos e Abraços Vivi
    Resenhas da Viviane

    Curtido por 1 pessoa

  6. Oi, Jess

    Eu fico dividida em relação a este livro, pois se de um lado eu curto a parte distópica, do outro não curto a de ficção científica.
    Acho que a situação política criada ia me agradar bastante, mas não sei se isso seria suficiente para me agradar, ainda mais pelo fato de termos um ritmo mais mal distribuído. Não descarto uma leitura em algum momento, mas não será tão cedo.

    Beijos
    – Tami
    https://www.meuepilogo.com

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário. Ele será sempre bem vindo e respondido. Caso tenha um blog, deixe o link que assim que der eu irei visitar ;-)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.