( Lista ) Os 05 Livros Mais Dramáticos De Todos Os Tempos

Oiii Corujinhas. Bom dia, tarde ou boa noite para todos vocês. Em mais uma lista em parceria com a Keth do blog Parabatai Books vamos apresentar os livros mais dramáticos de todos os tempos com bases em nossas leituras. Todos amamos um bom draminha — ou não — e todos choramos com as dificuldades dos nossos amados — ou não —, por isso a lista de hoje é para quem gosta de se descabelar com as histórias dos personagens.

Divide a lista em duas partes: primeiro vou apresentar alguns dramas bem fortes cheios de potencial que vocês deveriam ler com certeza pois são meus os meus favoritados, que apesar de não serem tantos, são existentes e depois duas personagens que eu quis dar na cara de tanto mi-mi-mi. Lembrando queridos que assim como todos os outros posts, esse é de cunho pessoal, okay? Relax.

Vamos começar?

Métrica - Colleen Hoover.PNG

 

1 – Métrica – Colleen Hoover

Quem conhece a autora Colleen Hoover sabe que não existe ninguém que escreva um bom drama como ela. Quando li Métrica, muitas vezes me peguei com pena dos personagens – tanto principais como secundários que sempre estavam passando por uma situação difícil. Mas ao contrário do que possa parecer, os livros de Collen tem dramas super bem colocados que apesar de serem exagerados, também são complexos e cheios de significado. Se você nunca leu CoHo, mas quer chorar com sua escrita, esta obra é perfeita.

sr-daniels

 

 2. Sr Daniels – Brittainy C. Cherry. 

Seguindo o mesmo estilo de Métrica, Sr Daniels também conta uma história de uma paixão proibida entre um professor e sua aluna. Mas no que diz respeito a drama, Cherry vai muito mais ao fundo que Hoover. Ash e Daniel enfrentam os segredos de seu passado, o medo do presente e a negação de um futuro juntos. Esse é um dos poucos livros que me fizeram chorar, pois a história secundária também é sobre aceitação de si mesmo e daqueles que nos cercam.

outros-54.png.png

 

3. A Lista Negra – Jennifer Brown. 

É impossível citar dramas sem citar essa obra magnifica de Jennifer Brown. Em todos os aspectos possíveis a autora conseguiu colocar sentimentos na obra. Esse é um dos livros que mais fico feliz que ter lido. Ele abriu meus olhos para duas vertentes do bullliyng tanto de quem pratica como de quem recebe. Também é um livro que me fez chorar, pela verdade que ele proporciona. Pesado e emocionante é uma obra para aqueles que precisam de um choque de realidade.

maldição_do_tigre.jpg

 

4. A Maldição do Tigre – Colleen Hoouck. 

Mudando um pouco a visão do tema e chegando as novelas mexicanas, não se engane pela fantasia, mas A Saga do Tigre é um livro super dramático. Isso se deve lindamente a sua protagonista, Kelsey que – por deuses – consegue ser a mais dramática do mundo. Diferente das obras anteriores, Kelsey  não me animou mas me fez odia-la a cada segundo. Sem sua existência a saga teria sido bem melhor, porque Ren e Kishan são tudo de bom, mas ela é um bleh.

unademagiaporfavor-kiera cass-the elite-the selection-novel-literature young adult-juvenil-romance-romantica_cover.jpg

5. A Elite – Kiera Cass. 

Que America Singer é um ser-humaninho muito dramático todos nós sabemos, mas em A Elite ela se supera. Se você nunca ouviu ou não entendeu a expressão dar uma de America é simplesmente alguém dizendo que você está sendo lindamente um porre de tão antipático, porque fala sério: o Maxon é super gente-fina e não merecia muitos dramas da America vulgo Maria do Bairro. Apesar de A Elite ser o livro mais bem evoluído da trilogia, vamos combinar, ela quase conseguiu estragar ele com tanto mi-mi-mi.

 

✯ ۩۞ ۩ ✯

 

Então amores, essa foi a lista de hoje, espero que tenham gostado porque eu amei escrever ela. Não se esqueçam de passar no blog da Keth também para ver a lista dela. Beijoooos.

( Resenha ) Entre O Amor E A Vingança · Sarah MacLean · Livro 01

Minhas amorosas Corujinhas, preparem-se para voltar no tempo e entrar em uma casa abandonada e um coração perverso em sua busca para recuperar o que foi seu por direito. Mas o que pode parecer uma busca por vingança, pode se transformar no mais alto dos sentimentos.

Capa

 

Título: Entre O Amor E A Vingança
Título original: A Rogue by Any Other Name
Autora: Sarah MacLean
Série: O Clube dos Canalhas #01
Editora: Gutenberg
Páginas: 304
Ano: 2015
Avaliação: ⭐⭐⭐⭐
Encontre: Skoob | Amazon | Saraiva

 Sinopse: O que um canalha quer, um canalha consegue… Uma década atrás, o marquês de Bourne perdeu tudo o que possuía em uma mesa de jogo e foi expulso do lugar onde vivia com nada além de seu título. Agora, sócio da mais exclusiva casa de jogos de Londres, o frio e cruel Bourne quer vingança e vai fazer o que for preciso para recuperar sua herança, mesmo que para isso tenha que se casar com a perfeita e respeitável Lady Penélope Marbury. Após um noivado rompido e vários pretendentes decepcionantes, Penélope ficou com pouco interesse em um casamento tranquilo e confortável, e passou a desejar algo mais em sua vida. Sua sorte é que seu novo marido, o marquês de Bourne, pode proporcionar a ela o acesso a um mundo inexplorado de prazeres. Apesar de Bourne ser um príncipe do submundo de Londres, sua intenção é manter Penélope intocada por sua sede de vingança – o que parece ser um desafio cada vez maior, pois a esposa começa a mostrar seus próprios desejos e está disposta a apostar qualquer coisa por eles… até mesmo seu coração.

❀~✿ ❀~✿ ❀~✿ ❀~✿ ❀~✿ ❀~✿ ❀~✿ ❀~✿ ❀~✿ ❀~✿ ❀~✿ 

Sarah MacLean é sem dúvidas uma das minhas romancistas favoritas. Ler seus romances sempre me faz ficar apaixonada pelos personagens e o crescimento que eles têm durante o correr de suas histórias. Mas a capacidade o que mais me deixa entusiasmada com seus livros, é a maneira com que MacLean os cria tendo como base uma sociedade puramente machista e mocinhas dispostas a quebrar todas as regras da sociedade. Muito embora esse mocinho não seja machista e essa mocinha não esteja dando um salto atrás de aventuras, é justamente o caminho que os modificam que torna esse livro especial.

Uma característica comum as narrativas de MacLean é a facilidade com o qual elas transcorrem. Com capítulos curtos, o livro é permeado por pensamentos e sentimentos que se modificam à partir da evolução do livro. Acho realmente fantástico como a autora consegue dar rumo a narrativa. Nunca consigo abandonar a leitura e sempre fico sedenta pelo que esta para vir. E toda vez sou surpreendida pela direção que as coisas tomam, onde muitas ações e reações são bastante inesperadas para mim. Tudo isso, faz com que Sarah possua características únicas capazes de surpreender o leitor sempre o instigando e mostrando que por ser um romance de época o clichê não é a única opção.

Se a narrativa é uma das minhas favoritas, o enredo proposto faz meu coração saltitar. De início faz-se pouco evidente que tipo de evolução a autora vai trazer porque tudo parece ocorrer bastante rápido à princípio e então mais lento a medida que o tempo passa. Mas então percebemos que na verdade ela tem muitas coisas à mão quando seu desenvolvimento esta na personalidade de Penélope e Bourne do que no destino que os rodeia.

Em paralelo com o título, Penélope está em uma jornada para descobrir quem é além do que a mulher perfeita, mas não boa o bastante para ter agarrado um duque em sua primeira temporada. Ser uma uva da sociedade não lhe garantiu nada ao invés de ser associada ao sem graça. Penélope precisa descobrir quem é verdadeiramente para ser feliz e ter algo a mais do que a sociedade londrina espera. Já Bourne esta tem plena consciência que tudo que precisa é vingar-se de quem lhe tirou tudo paraser feliz, quando na verdade precisa apenas olhar para dentro de si e perceber que nem tudo é ódio pois o melhor da vida está no amor de quem nos rodeia.

Apesar de ter amado tanto os contextos da obra e boa parte do que a autora propôs tenho que admitir que — mesmo entendendo o personagem — quis dar na cara do Bourne. Pois achei bastante demorado ele finalmente cair em si de modo que foi irritante muitas de suas atitudes. Mas fora isso, e quem sabe um tanto de drama à mais que o necessário, não houve nada que tenha me desagradado.

Entre O Amor E A Vingança é um dos melhores romances de época que já tive o prazer de ler. Engraçado, caritivante, apaixonante e inspirador este livro é obrigatório para os amantes do gênero, assim como uma ótima pedida para aqueles que estão iniciando no gênero. Um livro feito para atrair o desejo e a ruína de um leitor.