| RESENHA | Sr Daniels – Brittainy C. Cherry

Uma pergunta: Quero estar vivo, e não tenho ideia de por que, vendo como hedionda a vida é, às vezes. Talvez seja a crença, a esperança e a paixão, tudo embrulhado dentro do meu peito. Talvez meu coração esteja apenas rezando por um amanhã melhor para substituir todos os ontens de merda. Então, para responder à sua pergunta de forma muito deprimente, cheia de angústia adolescente, quero estar vivo quando crescer. Então, agora eu pergunto, Sr. D. O que você quer ser quando crescer? Porque nunca paramos de crescer, e raramente deixamos de sonhar.
– Ryan.

Oii gente! Recentemente (uns três meses mais ou menos) saiu resenha aqui no blog do livro O Ar Que Ele Respira da autora Brittainy C. Cherry. Então resolvi fazer resenha de um livro anterior dela chamado Sr. Daniels que para mim ainda é o melhor livro da autora. Isto porquê a história de Daniel & Ashlyn foi realmente bem escrita e não consigo me lembrar de falhas no enredo ou algo que tenha detestado.

image

Título: Sr. Daniels.
Título Original: Mr. Daniels.
Autora: Brittainy C. Cherry
Editora: Galera Record
Avaliação: 🌟🌟🌟🌟🌟🌹
Onde Comprar: Saraiva Submarino Amazon

Sinopse: Depois de perder a irmã gêmea para a leucemia, Ashlyn Jennings vê sua vida mudar completamente. Além de ter de aprender a conviver sem parte de si mesma, ela precisa se adaptar a uma nova rotina. Enviada pela mãe para a casa do pai, com quem mal conviveu até então, ela viaja de trem para Edgewood, Wisconsin, carregando poucos pertences, muitas lembranças e uma caixa misteriosa deixada pela irmã. Na estação de trem Ashlyn conhece o músico Daniel, um rapaz lindo e gentil, e a atração é imediata. Os dois compartilham não só o amor pela música e por William Shakespeare mas também a dor provocada por perdas irreparáveis. Ao sentir-se esperançosa quanto a sua nova vida, Ashlyn começa o ano letivo na escola onde o pai é diretor. E não consegue acreditar quando descobre, no primeiro dia de aula, que Daniel, o belo músico de olhos azuis com quem já está completamente envolvida, é o Sr. Daniels, seu professor de inglês. Desorientados, eles precisam manter seu amor em segredo, e são forçados a se ver como dois desconhecidos na escola. E, como se isso já não fosse difícil o bastante, eles ainda precisam tentar de todas as formas superar os antigos problemas e sobreviver a novos e inesperados conflitos.

Simplesmente não consegue compreender as diferentes formas de amor. Formas que só nós, adolescentes, podemos entender antes que o mundo da vida adulta tire a nossa magia, o nosso encanto. Ser adolescente é uma maldição e um presente ao mesmo tempo. É a idade em que contos de fadas e o Papai Noel deixam de existir, mas partes de nossos corações querem dizer: E se…
– Ryan.

Dizer que gostei desse livro de Brittainy C. Cherry seria um eufemismo. O li com rapidez praticamente não deixando a obra de lado. Meu coração murchou em algumas partes, se alegrou em outras e se estilhaçou várias vezes. Durante todo o livro, até a cena final, a autora conseguiu me fazer crer no felizes para sempre antes de me tira-lo sem dó nem piedade. O que é realmente bom, porque foi essa carga dramática pesada no livro, que conseguiu transformar a obra de um clichê adolescente em algo mais. Algo que realmente vale a pena ser lido. Não somente pelos personagens principais. Mas também pelos secundários que fizeram toda a diferença.

Eu me perguntava se as pessoas que morriam sabiam que quem fica para trás daria tudo para ouvir suas vozes mais uma vez.
– Ashlyn.

O livro é narrado através de dois pontos de vista, mas sempre em primeira pessoa. Daniel e Ashlyn se intercalam para contar sua proíbida história de amor. Mas arrisco a dizer que a história tem três pontos de vistas. Afinal de contas, durante toda a obra, as cartas que Gabby (irmã falecida de Ashlyn) deixa para trás figuram comonpersongens no enredo. Mas explicando melhor, Gabby escreve uma lista de coisas que a irmã tem que fazer antes de morrer acompanhada de uma penca de cartas. A cada ítem cumprido da lista, uma carta correspondente deverá ser aberta. Um ítem diz que Ashlyn deve se apaixonar, o que convenhamos, ela o faz bem, mas de maneira super enrolada.

Você está indo muito bem garota.
<- Gabby.

Indos aos pontos que me fizeram gostar irremediavelmente da história, o fato de Cherry não recorrer a paixões extras entre o casal principal. Não tenho costume em gostar de triangulosos amorosos, em que tal personagem se sente dividido entre o que sentem um pelo outro e também a um terceiro. Ashlyn e Daniel portanto irão pertencer um ao outro sem dúvidas, sem mimimi. Apesar de que existe sim outras pessoas apaixonadas pelos personagens, o casal não consegue se ver longe um do outro amando estas apenas como irmão ou como uma garota que fez parte do seu passado, sem nunca porem seus sentimentos em xeque para tentar um relaciomento com outra pessoa.

Eu odiava o quão próximos estávamos e o tão distantes que nos sentíamos.
– Daniel.

Outro ponto alto do livro é a interação dos personagens secundários que não só ajudam a compor o cenário, como também mostram-se importantes dentro dele. O pai de Ashlyn por exemplo é carinhoso com ela, mas não consegue vencer a barreira dos anos que viveram separados. Hailey é uma jovem quase gótica, quase patricinha (bugante não?) que tem o desejo de se tornar mulher no sentido sexual da coisa, mesmo sabendo que seu namorado não há ama tanto assim.  E por fim temos Ryan, que de longe foi meu personagem favorito. De alguma forma eu me aproximei dele. Tavez fossem suas palavras e seus pensamentos ou talvez a angústia que ele tinha. Mas ele era incrível. De todos os personagens, Ryan conseguiu tocar melhor meu coração.

Porque fingir ser feliz é quase como ser feliz. Até você lembrar que é apenas fingimento. Então você fica triste. Realmente triste. Porque usar uma máscara todos os dias da sua vida é a coisa mais difícil do mundo. E depois de um tempo, você tem um pouco de medo porque a máscara se torna você.
– Ryan.

Sr. Daniels é uma leitura viciante. Por vezes melancólica, outras vezes radiante é um livro que vai te provocar as mais diversas emoções que faz toda a diferença na sua vida no fim das contas. Pois ele te mostra como a vida, por mais complicada que aparente, pode ter uma luz no fim do túnel se você deixar as pessoas ao seu redor te guiarem.

A Resposta: Não quero ter medo do resultado da vida. Quero me lembrar de respirar enquanto sorrir, e valorizar as lágrimas. Quero mergulhar em esperança e cair no amor. Quero estar vivo quando crescer, porque… nunca estive vivo em toda a minha vida.
– Daniel.

Anúncios

31 comentários sobre “| RESENHA | Sr Daniels – Brittainy C. Cherry

  1. fuxicoliterario disse:

    Pense numa pessoa que está louca pra ler esse livro… haha ta na minha wishlist a um tempinho já mas ainda não compre. Só vejo resenhas positivas dele, amei a sua resenha viu ?! ❤

    Curtir

  2. isisxd disse:

    Quero ler esse livro há um bom tempo e ler sua resenha me deixou mais curiosa. Não sou muito ligada a drama mas tem histórias que me instigam e essa é uma delas.
    Adorei sua resenha,
    Bjos
    Isis . minhaestantecolorida.com

    Curtir

  3. Mirelle Almeida disse:

    Preciso dos livros dessa mulheeer! Eu comecei o “O ar que ele respira”, mas acabei parando por tantas coisas que aconteceram, mas eu vou continuá-lo assim que der. E esse livro parece ser ainda mais incrível, ainda mais por fugir dos “padrões” e impactar o leitor. Livros que mexem com nossas emoções são os melhores! ❤

    Beijos e parabéns pela resenha.

    Curtido por 1 pessoa

  4. PAULA FARIA RODRIGUES disse:

    Olá, tenho esse livro e não li ainda acredita?🙈 A cada resenha quero mais e mais ler e me apaixonar como todos, pela premissa vai ser uma leitura que vai me deixar apaixonada e mexida na mesma proporção. Preciso conhecer esse romance entre esse casal! Adorei sua resenha, você me passou toda a beleza do livro em suas palavras, 😘😘

    Curtir

  5. Camila Mondaini Paulino disse:

    Eu amei esse livro, mesmo a autora deixando algumas pontas soltas no final, acho que foi uma história bem elaborada e sem falar que a Ash carrega uma carga emocional muito forte e foi legal vê-la abstraindo e tentando sobreviver ao que passou até conseguir dar a volta por cima. Hailey e Ryan foram dois personagens que eu amei demais e queria muito ser amiga deles, sem falar que o Sr. Daniels é um tudo de bom né? Uma coisa que não gostei muito foi ele ficar recitando shakespeare em momentos incertos, mas no mais não tenho do que reclamar. Que bom que foi uma boa leitura para você!

    beijinhos!

    https://leiturize-se.blogspot.com.br/

    Curtir

  6. Viviane Oliveira disse:

    É muito do que senti em O Ar que Ele Respira!
    E foi esse ambiente que os personagens secundários são tão importantes e a mistura de sentimentos que desperta na gente que adorei a obra! Certeza que vou gostar desse tb 😀 mesmo que me deixe em pedacinhos… ;(
    Adorei os quotes!
    Bjo

    osenhordoslivrosblog.wordpress.com

    Curtido por 1 pessoa

  7. Cuca Literária disse:

    Olá!

    Eu ainda não conhecia esse livro, mas depois da sua resenha, fiquei interessada pelo mesmo. Ele tem uma premissa que me chamou mais a atenção do que O Ar que Ele Respira, então é sinal que a obra é boa mesmo. Já entrou para a minha lista de desejados!

    Beijos, Hellen

    Cuca Literária

    Curtido por 1 pessoa

  8. blogcomv disse:

    Olá! Adorei o post 😀 Sou péssima em relacionar nomes de autores a seus respectivos livros, acredita? Eu conhecia esse livro mas não fazia ideia de que era a mesma pessoa que escreveu O ar que ele respira! Aliás, esse é bem popular. Já tinha ouvido falar desse e confesso que até então somente havia tido interesse pelo fato de ele ser professor dela hahaha achei curioso e adoro um romance proibido hahaha Mas o quote que você colocou no início me ganhou! Dica anotada! ;

    Um beijo, Carol
    Blog com V.

    Curtido por 1 pessoa

  9. Luciana Oliveira disse:

    Adorei a resenha. Me pareceu uma história de altos e baixos que, com certeza, me prenderá, como prendeu vc do início ao fim. Quanto ao desfecho, gosto de finais felizes, mas, se não for, espero que dê resposta a todas as perguntas. Uma leitura assim vale sempre a pena! Beijos.

    Curtido por 1 pessoa

  10. Fê Akemi disse:

    Oie

    Eu li O ar que ele respira e amei e depois disso fiquei curiosa por esse da autora também, mas ainda não li.
    Adorei a resenha e com certeza vou ler, adoro livros que trazem um turbilhão de emoções, com forte carga emocional e esse parece ser bem assim.
    Outro ponto, acho ótimo quando personagens secundários têm um papel importante.
    Tá na lista!!!

    bjs
    Fernanda
    http://condutaliteraria.blogspot.com.br/

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s