| RESENHA | A Lista Negra – Jennifer Brown

Sinopse: E se você desejasse a morte de uma pessoa e isso acontecesse? E se o assassino fosse alguém que você ama? O namorado de Valerie Leftman, Nick Levil, abriu fogo contra vários alunos na cantina da escola em que estudavam. Atingida ao tentar detê-lo, Valerie também acaba salvando a vida de uma colega que a maltratava, mas é responsabilizada pela tragédia por causa da lista que ajudou a criar. A lista com o nome dos estudantes que praticavam bullying contra os dois. A lista que ele usou para escolher seus alvos. Agora, ainda se recuperando do ferimento e do trauma, Val é forçada a enfrentar uma dura realidade ao voltar para a escola para terminar o Ensino Médio. Assombrada pela lembrança do namorado, que ainda ama, passando por problemas de relacionamento com a família, com os ex-amigos e a garota a quem salvou, Val deve enfrentar seus fantasmas e encontrar seu papel nessa história em que todos são, ao mesmo tempo, responsáveis e vítimas. A lista negra, de Jennifer Brown, é um romance instigante, que toca o leitor; leitura obrigatória, profunda e comovente. Um livro sobre bullying praticado dentro das escolas que provoca reflexões sobre as atitudes, responsabilidades e, principalmente, sobre o comportamento humano. Enfim, uma bela história.
image

Falar de livros que me tocam profundamente é uma tarefa difícil. As minhas emoções interferem e não consigo fazer uma resenha clara, nem muito objetiva. Então, se caso eu parecer muito confusa durante este post, por favor me perdoe pois o fato é que esta obra me emocionou de tal maneira que ficará imensamente complicado de falar sobre ela.

O livro A Lista de Negra de Jennifer Brown foi tudo que eu esperava e mais um pouco. Cada pedaço do livro foi trabalhado para que entendamos que brincadeiras aparentemente inocentes e sutis pode causar na mente de uma pessoa. Pois o bullying pode gerar uma raiva profunda e um desejo de vingança que foi extravasado através da raiva pelo namorado da nossa protagonista, Nick Levil. Como todos sabem o ambiente escolar, principalmente o ensino médio, é um palco recorrente para o bullying. As pessoas fazem brincadeiras umas com as outras e principalmente umas das outras. Por isso, o cenário da escola é tão usado para fazer uma narrativa sobre bullying tornando-o clichê. Mas Brown consegue fazer com que seja uma trama inesperada sobre dor, medo e revolta. E principalmente, sobre entendimento: tentar entender qual o imapcto de tais atos na mente dos adolescentes.

A Lista Negra era apenas um modo de estravazar as dores e nunca esquecer quem já tinha feito algum mal para Valerie e Nick. Não eram alvos reais, mas sim alvos imaginários onde os pensamentos de ódio e desejos de morte eram o máximo que poderia acontecer. Mas quando Nick passa a ter como ideia dominante realmente exterminar aquelas pessoas, Valerie não percebe que as brincadeiras tomaram proporções enormes. Ela estava cega pelo ódio e também pelo amor que sentia (e ainda sente) pelo seu ex namorado.

A volta de Val para escola foi surpreende e incrível. Esperava que seus antigos amigos tentassem ao menos lhe entender e que os antigos inimigos lhe detestassem. A coisa fluiu quase como ao contrário. Pois os amigos tinham vergonha do que tinha acontecido e não queriam se associar a garota. Os inimigos usaram o que tinha acontecido – pelo menos uma parte deles – para refletir sobre suas atitudes e mudar suas ações. É estranho pois assim como Valerie, passei boa parte do livro achando que era uma grande vingança se armando até finalmente enxergar o que estava acontecendo.

De todas as passagens do passado de Valerie após o ataque, mesmo que a volta para escola seja realmente bem tensa, os núcleos envolvendo o passado desde o dia do massacre até as idas da jovem ao pisquiatra foram as que mais me tocaram já que é realmente onde ela conta sua versão da história. As palavras com o qual ela descreve as situações que passou, como realmente via o que acontecia foram extensivamente emocionais. Pois percebemos que o bullying é o ataque as diferenças. Quando Valerie ainda era uma moça que se vestia e agia como todas as garotas de sua escola não haviam palavras hostis ou troças em sua direção. Mas após sua mudança – quando ela finalmente descobriu quem realmente era – as pessoas passaram a ver essa mudança como uma aberração e a repudiaram por isso. Uma situação que é tão absurdamente comum nos dias de hoje que faz com que o livro atravesse as barreiras da ficção e ganhe aquele pingo de verossimidade, pois quantas vezes não vemos ataques as diferenças? Seja porque você é alto de mais, magro de mais? Seja porque você tem o estilo mais gótico ou mais hippie?

Desse modo, Jennifer Brown criou uma obra que beira a realidade e que poderia acontecer com qualquer pessoa. Todos somos sujeitos a sofrer bulliyng ou mesmo pratica-lo. Devemos ter cuidado com nossas palavras e refletir sobre o que fazemos. Nem tudo que parece brincadeira é realmente uma brincadeira. Pois estas podem tomar proporções inacreditáveis gerando ações irreversíveis.    A Lista Negra irá te expor e te fazer refletir sobre isto.

Título: A Lista Negra
Titulo Original: Hate list
Autora: Jennifer Brown
Editora: Gutenberg
Avaliação: 🌟🌟🌟🌟🌟⭐

Anúncios

16 comentários sobre “| RESENHA | A Lista Negra – Jennifer Brown

  1. One Nolasco disse:

    Ola Jess, eu li esse livro e amei!!! Muito bom, sua resenha esta ótima, ela realmente expressa sem spoiler o que o livro tenta passar, foi uma leitura muito rápida, o livro flui e eu indico a leitura!! Inclusive li outro da mesma autora Amor amargo, e também é um tema polemico e atual e uma excelente leitura!!!
    Com carinho
    One

    Curtido por 1 pessoa

  2. A Bookaholic Girl disse:

    Oies… Eu li esse livro por indicação da Pam Gonçalves e nossa, ele é muito pesado e me tocou profundamente… Tinha momentos eu que eu ficava tão agoniada e até sufocada… Mas como você bem disse na resenha a autora consegue ir além do clichê ao falar sobre bullying, ela leva o assunto às ultimas consequências e que se passa depois. Quero muito ler o outro livro da autora, “Amor amargo”. Parabéns pela resenha! 😉 Bjos ❤

    Curtido por 1 pessoa

  3. Viviane Oliveira disse:

    Ain amiga, lembra que comentei que acho pesada essa história né? Por enquanto não estou no ânimo pra ler, mas admiro muito o enredo, e vejo que é muito bem trabalhado pq só tem elogios! Um dia, quem sabe eu leio…
    Parabéns pela resenha! É realmente difícil falar sobre livros assim.
    Bjo

    osenhordoslivrosblog.wordpress.com

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s