Almanova – Jodi Meadows – Trilogia Incarnate – Livro Um.

Primeiro livro bem impressionante da Trilogia Incarnate. Desde o início do ano eu estava procurando um bom livro de ficção para ler e quando ouvi falar em Almanova fiquei bastante animada para começar a ler os livros. Mas como sempre, quando eu tive a oportunidade de ler a história acabei deixando para depois e depois sempre pegando outro livro no lugar. Até que anteontem peguei o livro para ler e não estou insatisfeita com a escolha.

image

Ana é uma almanova. Por milhares de anos, em Range, as almas reencarnaram em processo contínuo, evolutivo,conservando as memórias e experiência de vidas passadas. Quando Ana nasceu, porém, outra alma desapareceu, e isso se tornou um mistério…

SEM-ALMA

A própria mãe acredita que Ana é uma sem-alma, um presságio de que o pior está por vir, por isso, decidiu afastá-la do convívio social. Para escapar da reclusão e descobrir se reencarnará. Ana partirá em uma jornada até a cidade de Heart.

Contudo, os moradores temem sua presença e o que ela significa. Quando dragões e sílfides atacam a cidade, poderá Ana ser responsabilizada pelo infortúnio?
HEART

Sam acredita que a alma nova de Ana é boa e importante. Quando ele passa a defendê-la, o relacionamento floresce. Mas será que Sam pode amar uma pessoa que viverá apenas uma vida? Será que os inimigos de Ana (seres humanos e criaturas mitológicas) permitirão que fiquem juntos? Ana precisa desvendar o erro que lhe deu a vida de outra pessoa, mas será que essa busca ameaçará a paz de Heart e destruirá a promessa de reencarnação para todos?

image

A leitura de Almanova foi fácil. Do tipo fluído e sem muita enrolação como acontece em vários livros. Sempre havia uma riqueza de detalhes que a autora conseguia expressar muito bem sobre os sentimentos de Ana. Gosto desse tipo de livro mais bem trabalhado na questão do que o personagem tem a dizer sobre o que sente no momento, mas senti um pouco de falta nos detalhes sobre as cenas: lugares e reações dos outros personagens. Isso dificulta um pouco, pelo menos para mim, eu me sentir dentro do livro e vendo a cena se desenrolar na minha frente.

Os personagens, em suma, são oito ou oitenta. Existe aqueles que você gosta de cara como Stef e outros que você detesta como Li. Mas cada um, a sua maneira, apresenta características que os fazem soar reais. Imperfeitos, em pequenos detalhes, que mesmo custando a serem percebidos acabam por dar a eles o toque verossímil tão importante para a construção da história.

Descrito de cabelos escuros, barba por fazer e braços fortes, Sam é um jovem adolescente de cinco mil anos que tem amor pela música e que acredita que Ana é muito mais que um erro ou uma sem-alma. Carismático, Sam não é do tipo que me faz suspirar por ser doce de mais, mas com certeza não fez ter um nojinho básico dele pela mesma razão, isto porque mesmo parecendo em excesso, existe muita verdade embaixo do que ele sente ou no que mostra sentir.

image

Ana é descrita como ruiva (porque sempre ruivas?), cheia de sardas e de corpo mignion, é uma das personagens mais impulsivas que já me deparei e exatamente por isso que não entendo muito por que gosto dela. Sempre fui mais fã de personagens que cauculam tudo a lá Sherlock Holmes, mas de alguma forma, Ana ser tão fechada e impulsiva a sua maneira de ver a vida, faz que não só eu goste dela como eu a entenda e internamente a incentive.

Ana é extremamente desconfiada por ter sido maltratada por sua mãe a vida inteira. Li não só a maltratava como lhe ridicularizava, fazendo com que sempre esteja com um pé atrás não em relação a se proteger fisicamente como se proteger mentalmente das pessoas. Sempre esperando que elas rissem ou zombassem dela.

“Talvez me observar fosse como observar um gatinho recém-nascido, cego e miando, pedindo ajuda, comida e amor. Bonitinho, mas inútil. Pequenas vitórias, como encontrar o leite da mãe, recebiam elogios.”

image

Ana também tem medos e curiosidades sobre Heart relacionados não só as pessoas mas também a própria cidade. Coisas que ela não entende do porque, mas que estão lá mesmo que não haja examente uma explicação. Um exemplo disso é o templo no meio da cidade considerado por todos reconfortante, mas que dá a ela sensação de medo.

“Eu odiava o templo. Por causa do meu instinto, desde a primeira vez que o vi e senti que estava olhando para mim, e depois quando senti a pulsação através dos muros da cidade. Uma pedra não deveria ter um coração batendo.”

Almanova é um livro muito interessante e novo. Especialmente novo. Tenho certeza que para Almanegra e Infinita (próximos volumes da série) muitos segredos me aguardam. Livros que estou maluca para ler.

Título: Almanova.
Titulo original: Incarnate.
Autora: Jodi Meadows.
Editora: Valentina.
Ano: 2013
Tempo de leitura: Dois dias.
Avaliação: 🌟🌟🌟🌟

Anúncios

2 comentários sobre “Almanova – Jodi Meadows – Trilogia Incarnate – Livro Um.

  1. insidethebookssite disse:

    Nao entendo porque os autores amam tanto as ruivas e esse Sam é um pedaço de mal caminho em?! Haha Também estava procurando um bom livro de ficção e gostei bastante da proposta desse, nunca vi nada com esse enredo. Adorei a resenha, parabéns 😍😘

    insidethebookssite.wordpress.com

    Curtido por 1 pessoa

    • fantasticaficcao disse:

      Também não. Antigamente ate pensava que era porque quase não havia personagens ruivas, mas agora parece que é porque virou moda. Mas o livro é muito bom. Garanto que não da pra se arrepender dele depois de ler.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s